Pular para o conteúdo principal

ALAIR CORRÊA, UM POLÍTICO DE DESTAQUE

Hoje, ao escrever este artigo, guiei-me pela vontade de falar sobre algo ou alguém de destaque, que fugisse às noções que conhecemos como regras gerais; algo ou alguém que fosse a exceção de uma regra. Pensei na classe política. Sei que atualmente, para nós, brasileiros, a classe política é a mais desacreditada devido aos inúmeros casos de corrupção que dominam a mídia. Quantos políticos tornaram-se conhecidos nacionalmente por envolvimento em escândalos diversos. Foi então que resolvi falar de um homem público que vejo que foge completamente da imagem que temos hoje da maioria dos membros da classe política: Alair Corrêa. Alair é um político diferente. Tornou-se conhecido nacionalmente não por escândalos ou armações, mas sim por, em poucos anos, conseguir gerar um desenvolvimento e transformação grandiosos na cidade de Cabo Frio. A cidade só ganhou destaque nacional e até internacional devido ao seu trabalho como prefeito. Revitalizou espaços, construiu novas praças, avenidas, ruas, pontes, escolas e hospitais; urbanizou bairros inteiros; construiu terminal para transatlânticos; aeroporto; instituiu o sistema de limpeza urbana por setorização cromática, o que levou a cidade a ser reconhecida como a mais limpa do Brasil; investiu na guarda municipal que, além de proteção do patrimônio do município e controle do trânsito, também auxiliava e muito na proteção ambiental e segurança pública; entre tantas outras realizações que não citarei aqui pela extensão de detalhes. Cabo Frio tornou-se praticamente outra cidade no seu governo.

São quarenta e dois anos de vida pública! Sete diplomas: dois de vereador, três de prefeito e dois de deputado estadual. É muito tempo dedicado à vida pública, muito trabalho realizado e também muitas benfeitorias conquistadas. Foi por todo esse trabalho que se tornou conhecido. Pesquisa realizada no ano 2000, pela revista Isto é, o destacou como um dos melhores prefeitos do Brasil.

Com uma postura empreendedora, nunca se deixou intimidar pelas dificuldades do caminho. Filho de sindicalista ativo, desde garoto vendo seu pai participar de movimentos populares, aprendeu a ser também um lutador, alguém que sabe reivindicar e ir atrás do que deseja sem desanimar. Aos oito anos de idade começou suas experiências no meio comercial através do seu primeiro emprego, trabalhando na contagem do sal para exportação. A partir daí não parou mais. Durante toda sua vida esteve sempre à frente de negócios e empresas diversas. Desde criança moldando seu espírito empreendedor, hoje é um empresário de sucesso que dirige o melhor parque aquático da Região dos Lagos, mais um potencial incentivo para o turismo da região. É de perfil realizador, gosta de construir. Talvez por isso o cargo de prefeito vá mais de encontro com seu perfil do que o de parlamentar, mas nem por isso deixou de ter uma boa atuação enquanto deputado estadual, principalmente no primeiro mandato, quando tornou-se líder da maioria e líder do governo, conquistando muitas realizações para o Estado do Rio de Janeiro.

Em 2008 concorreu novamente à prefeitura de Cabo Frio. Apesar de manter-se líder nas pesquisas de intenção de voto, não foi o vencedor do pleito, perdendo por 14 mil votos. Foi uma eleição suspeita de irregularidades, o juiz eleitoral de Cabo Frio chegou a publicar edital dando posse a Alair, mas seu adversário conseguiu medida liminar no TRE-RJ garantindo posse como primeiro colocado. Assim, Alair prossegue, até os dias de hoje, aguardando julgamento definitivo dos diversos processos em andamento contra seu adversário, o prefeito atual, que já tem três anos de governo sustentado por liminares judiciais. Mas não aguarda de braços cruzados. Aos sessenta e nove anos de idade, mas espírito de vinte, continua em total atividade em busca da realização de seus projetos. Segue na direção do Parque Aquático Riala, inaugurado há três meses e já prepara seu caminho rumo à próxima eleição para prefeito de Cabo Frio. Mantém o otimismo, confiança e coragem que sempre marcaram seu caráter, o mesmo entusiasmo de sua juventude, e o mesmo dinamismo de toda sua vida. Em todos estes anos de vivência, já passou por provas duríssimas enquanto pai e enquanto ser humano, as quais suportou com a devida resignação, sem revolta, fortalecendo-se ainda mais e superando-as. Seguiu em frente como quem faz da pedra do caminho um objeto de impulso para seus passos.

Em nossa história, temos poucos mas relevantes exemplos de homens públicos dinâmicos e empreendedores que se destacaram, mas que já se foram, assim como o grande Juscelino Kubitschek, com seu estilo inovador de política. Por mais essa razão resolvi falar de Alair Corrêa, pois ele é um destes grandes políticos que encontra-se presente junto de nós. 

Farei aqui um breve paralelo entre estes dois personagens de nossa política. Tanto Alair quanto JK, ganharam destaque por modificar uma cidade. Alair recriou Cabo Frio, e JK, quando prefeito de Belo Horizonte, ficou conhecido como “prefeito furacão”, por tanto desenvolvimento e obras que trouxe para a cidade. Ambos ocuparam cargos no Legislativo, mas destacaram-se mais em cargos do Executivo. JK foi citado como político do tipo “tocador de obras”, mesmo estilo de Alair Corrêa. JK enxergava longe, assim como Alair. Atualmente estão duplicando a Av. Antônio Carlos, em Belo Horizonte, para que ela fique de uma largura que JK queria ter feito na época em que foi prefeito, mas o chamaram de exagerado, criticaram e ainda acharam demais a avenida no tamanho que foi criada. Alair queria ter feito um estacionamento subterrâneo na área em frente ao Teatro, há 12 anos atrás, época em que a cidade não tinha o problema de estacionamento que tem hoje. Esta pequena comparação que fiz foi para que todos possam entender e visualizar mais claramente o perfil de Alair Corrêa. Ousarei até mesmo dizer que Alair é um JK de nossa atualidade.

Por todo o exposto, venho dizer que Alair Corrêa é hoje um político de destaque, coisa de que nossa política atual encontra-se carente. É de pessoas assim que precisamos em nossas cidades, estados, em nosso país. Pessoas que, enquanto titulares de um mandato público, realmente tomem conta e exerçam com responsabilidade a administração pública. Pessoas que têm um passado de realizações, que construíram, trabalharam, e não ficaram simplesmente em palavras vazias e chamadas emocionais para cativar o público. Precisamos valorizar os bons administradores, e foi isso que pretendi fazer aqui nestas breves palavras. Sei que este texto ficaria muito extenso se eu citasse aqui todas as realizações de Alair, seus diversos empreendimentos ao longo da vida e as histórias que o confirmam como um verdadeiro líder, por isso resolvi fazer um resumo simples, para valorizar, divulgar e homenagear este grande político brasileiro que muito já realizou e que ainda tem, com certeza, muito o que realizar pela cidade de Cabo Frio.
(este artigo foi atualizado por novo texto postado em maio de 2020. Clique aqui para ler)

Luciana G. Rugani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si

PARA HENRY BOREL

Não mais o riso fácil de criança! Os bonecos a lutar, Impulsionados por frágeis mãozinhas, Agora estão inertes Como inerte está  O seu corpinho sofrido. Não mais a alegria E o gosto da liberdade Dos dias fora do calabouço, O seu cárcere de dor. Quantos gritos mudos Em abraços silenciosos. Quantas dores caladas Gritadas em olhar de pavor. Quantos pedidos no choro fácil, No rostinho escondido no ombro No colo de sua algoz. Uma criança somente, E somente só. Única! Seu riso só seu, Seu olhar, sua identidade. Sua voz, seu abraço Únicos! Sua voz agora é silêncio, A mesma voz  Que animava brinquedos A mesma voz  Que implorava socorro na fala curta. Pai, me deixa ficar contigo! A luz aqui Pra sempre se apaga. Ficarão a saudade, E consciências sem paz. Mas a luz vive além Resplandece linda entre anjos. O anjo venceu o leão da arena E em outras esferas foi sorrir, Foi brincar, Foi viver. Liberto está, Para sempre, Das mãos frias de duros golpes, Dos abraços fortes de ódio E da tortura, Que dói