Pular para o conteúdo principal

CABO FRIO E SUA BATALHA DIÁRIA!

O tempo passa, e cada dia com este atual governo de Cabo Frio é mais um dia em que a cidade declina  e sofre suas perdas. Nenhuma conquista, mas perdas e agravamento da situação a cada dia.

Hoje fiquei sabendo de mais uma loja que fechou por causa do fraco movimento. Dessa vez foi no Boulevard Canal. Já são quatro lojas fechadas só em um pequeno trecho. Engraçado é que ali é um dos principais "points" da cidade, portanto, estar com pouco movimento em um ponto daquele, numa cidade turística, só pode mesmo ser resultado de muita coisa errada com a administração da cidade no que se refere ao turismo. 

Cabo Frio é uma cidade privilegiada pela natureza, com paisagens paradisíacas, então o que falta para novamente ser atrativa e conquistar turismo o ano inteiro, já que potencial para isso a cidade tem de sobra? Falta vontade, experiência e capacidade para bem administrar explorando adequadamente o potencial da cidade. Organizar, limpar, arrumar a casa para que, através de uma política adequada direcionada ao turismo e com bastante divulgação, a cidade se torne atrativa novamente. E infelizmente não foi o que vimos nestes quase oito anos de governo. 

No governo de Alair Corrêa, víamos a cada dia a cidade ser cuidada com carinho e atenção, com limpeza, com atrações e divulgação em outros estados e até no exterior. Observávamos a alegria e entusiasmo dos moradores, comerciantes e trabalhadores. Podemos afirmar com certeza que, em todos estes anos observando o desenvolver da cidade, os anos da administração de Alair foram anos em que enxergamos a cidade em escala ascendente, como um lugar que cada vez se tornava mais atrativo e acolhedor. Ao contrário, no governo atual destes últimos quase oito anos, verificamos a cidade decaindo a cada dia. A limpeza não é mais destaque; as praças, com bancos danificados, sem pintura; jardins mal cuidados; bagunça no trânsito; problemas de estacionamento; etc...etc.. e muito mais já relatado aqui neste blog. Além da casa bagunçada, nenhuma medida para incentivar e fortalecer o turismo parco. No comércio, observamos o desânimo e a desesperança que tomaram conta. 

Infelizmente é este o resultado: comércio fechando, pessoas indo embora para outros lugares, tendo que recomeçar e reorganizar suas vidas. Muito triste tudo isso que está acontecendo com uma cidade naturalmente tão linda. 

Agora temos a chance de novamente voltar a ascender e melhorar esse quadro. Alair  está aí novamente com suas propostas de desenvolvimento e com sua enorme vontade de trabalhar para isso. Sabemos o quanto ele é capaz e o quanto tem de disposição para fazer melhor por Cabo Frio. Então vamos aproveitar este momento, agora é a hora de deixar pra trás a era de estagnação e perdas, e voltar a andar pra frente, conquistando o espaço perdido, hora de eleger quem já deu provas mais que suficientes de que é capaz de transformar uma cidade.

Encerro este meu desabafo com uma frase, parecida com a qual o iniciei, mas transformada pela esperança crescente:

O tempo passa, e cada dia que chega está mais próximo do tempo de vitórias, de ascensão constante. Nenhuma perda, mas sim conquistas diárias e esperança real.

Luciana G. Rugani

Comentários

  1. É muito triste ver um comércio fechando as portas. É com profunda dor que o comerciante entrega ou passa um ponto pra seguir na dúvida de: quem sabe em outro lugar, ou pensando o que eu fiz de errado? Mas na verdade sabemos que quem faz girar o comércio é o bom freguês, aquele que sempre volta a comprar.
    Às vezes coloco-me a pensar, como é difícil o momento, a instabilidade que acontece na cidade de Cabo Frio, que passa cada dia mais, caindo por falta empenho e vontade administrativa.
    Alguns comerciantes estão fechando as portas apesar do Brasil estar em um bom momento.
    Isto é algo que está acontecendo em uma cidade rica, que precisa investir na infraestrutura com muita sabedoria, sem esquecer-se dos que fazem girar a engrenagem de crescimento da cidade. As pessoas vão enchendo de alegria quando escutam falando, olha fulano abriu um novo comércio na rua tal. Mas se enchem de tristeza quando dizem; fulano não deu conta, fechou as portas.
    Acredito que a administração pública não deve ficar longe, vendo o barco velejar, pode haver perigo nisto. Acredito que uma estrutura financeira enorme, como a de Cabo Frio, precisa envolver com todos comerciantes que necessitam do trânsito constante de pessoas; "turistas" ou "pessoas que procuram Cabo Frio para ter acesso ao comércio, reconhecido".

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si