terça-feira, 12 de março de 2013

REFLEXÃO A PARTIR DA QUESTÃO DOS ROYALTIES EM CABO FRIO

Considerando que tudo o que ocorre conosco tem sempre um significado e algo de bom a extrair, resolvi, passados estes primeiros dias quando a emoção tomou conta das redes sociais em relação à derrubada do veto ao projeto dos royalties, fazer uma reflexão mais profunda e racional em torno do assunto em relação à cidade de Cabo Frio, da seguinte forma:

O veto foi derrubado. É fato ocorrido e que não pode ser mudado, a não ser por via judicial. Para isso, já foi tomada a decisão de recorrer ao STF quando a lei for publicada. O prefeito Alair Corrêa fez sua parte, enquanto líder de uma região, ao conclamar a população para protestar. Assim que todas as ações que poderiam ser tomadas pelos interessados, incluindo aí o prefeito Alair, foram tomadas ou, em relação à ação no Supremo, serão tomadas na hora certa, portanto tudo o que era possível ser feito foi feito.

Ler um artigo do blog www.blogdoalaircorrea.com.br (http://blogdoalaircorrea.com.br/aos-nossos-funcionarios/onde consta o aviso do prefeito aos funcionários de que haverá o corte do ponto de funcionários ausentes, me levou a refletir na atualidade da administração pública da cidade, e, ainda que este post não tenha ligação com a questão dos royalties, possibilitou que eu enxergasse este tema sob outro prisma.

Durante os últimos anos, o que temos visto foi retorno zero da aplicação do dinheiro dos royalties na cidade. Todos nós percebemos isso, foi notório o quanto que a cidade bilionária ficou a dever em relação aos serviços essenciais e à qualidade de vida em geral. Totalmente em desacordo com sua arrecadação. Então, quem sabe agora, com essa virada dos royalties, não seria o momento de começar uma nova forma de administrar, uma mudança no modo de enxergar a máquina pública cabo-friense. Por quantos anos ela tem sido vista como fábrica de portarias, e quantos talvez tenham ficado mal-acostumados com essa postura de receber sem trabalhar devidamente. Quantos maus hábitos funcionais e administrativos provavelmente tenham ficado encrustados na administração!

A antiga sabedoria chinesa nos ensina que por trás de toda crise há uma oportunidade de crescimento, desenvolvimento de novas aptidões e talentos. Aplicando esse ensinamento à questão, talvez este seja o momento de inovar, criar uma gestão moderna e eficaz com parâmetros objetivos a serem cumpridos, além de desenvolver de verdade a aptidão turística da cidade. E continuando, eu pensei: mas para realizar essa transição e esse crescimento a partir de um momento de crise, é preciso que a cidade esteja sob o controle de alguém firme, de boa capacidade administrativa, com experiência e determinação. Então cheguei à conclusão de que não é sem razão que tudo isso foi acontecer justamente agora em que Alair está no comando, pois sabemos, por suas administrações anteriores, que ele possui os requisitos necessários para conseguir bem aproveitar este momento, transformando-o de crise em oportunidade. Tudo caminhou de forma a acontecer agora e no momento em que ele está como prefeito. Se tivesse ocorrido em outro tempo, talvez aí sim as consequências seriam desastrosas. Mas não. Tudo convergiu para que a cidade estivesse sob seu comando ao passar por essa crise. Ao ler o recado do prefeito para os funcionários, cheguei a essa conclusão: só mesmo um prefeito com coragem de reorganizar e de moralizar a administração será capaz de fazer a cidade rever suas prioridades, se reorganizar e se desenvolver a partir dessa crise.

Alair, como prefeito, fez e está fazendo o papel que lhe cabe na defesa da questão. Me lembrou um dos momentos de nossa história, inclusive vivido por seu pai, na época da campanha “o petróleo é nosso”. Como prefeito e líder de uma região está cumprindo seu papel. Agora a questão será decidida no Judiciário. Enquanto isso, creio que agora é o momento de se refletir em torno dessa questão: quem sabe este seja o momento de Cabo Frio forçosamente vir a desenvolver-se a partir de alicerces mais sólidos com uma nova visão administrativa, formação de novos hábitos e nova consciência em relação aos fins da máquina pública. Hoje é Alair quem está no governo. No futuro, não sabemos quem será, por isso é importante que os pilares de uma administração eficaz estejam firmes para que, independente de quem entre futuramente, a cidade já esteja mais firme, com oportunidades desenvolvidas e, portanto, menos dependente do perfil pessoal do futuro governante, para que não venha a ocorrer o que ocorreu nos últimos anos.

Além disso, nada é por acaso. Nada acontece sem uma razão maior de ser. O comando da cidade estar nas mãos de Alair neste momento só vem reforçar o fato de ele ter o perfil e a capacidade exigidos para esta tarefa de renovação. Só ele poderá agora colocar a cidade nos trilhos da administração renovada e eficaz, e fazer com que funcionários e cidadãos tenham mais respeito pelo papel da gestão pública.

Não estou aqui dizendo que tudo isso é fácil. Não é. Exige muita firmeza, decisão, comprometimento, experiência e capacidade, características que sabemos que o prefeito possui. Sei muito bem a gravidade do momento e o quanto nossa cidade poderá perder em termos de recursos a curto prazo. Mas quero justamente que Cabo Frio supere esta fase da melhor maneira e que possa extrair algo de bom desse fato para que, a longo prazo, o balanço final seja positivo. As ações práticas necessárias, como eu disse acima, foram e serão devidamente tomadas pelos prefeitos e governadores dos estados produtores. Então só resta parar e pensar o que podemos extrair de positivo disso tudo, qual caminho nos cabe escolher daqui pra frente, independente da decisão que possa vir do STF. Creio que agora é o momento do choque de despertar para esta reflexão, mesmo que o Supremo decida a favor dos estados produtores. É o sinal de que é necessário transformar, renovar os hábitos da administração. Tudo converge para isso nesse instante.

Fica aqui então o pensamento de uma cabo-friense que deseja apenas que Cabo Frio caminhe para frente e que supere este problema reerguendo-se ainda mais forte e amadurecida. E que Alair Corrêa seja inspirado e abençoado com muita luz e muita força para que consiga conduzir a cidade neste momento tão crucial e transformar este obstáculo em impulso para um grande salto na administração da cidade.

Luciana G. Rugani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...