Pular para o conteúdo principal

CABO FRIO DÁ DESTAQUE À PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

As datas comemorativas são criadas com o fim de chamar a atenção sobre certo tema, através de ações e reflexões que geralmente são propostos para a ocasião.

Em Cabo Frio (RJ), acaba de ser criado o Dia Municipal de Prevenção e Recuperação da Dependência Química, que será comemorado todo dia 23 de setembro, data de criação do Centro de Recuperação da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas. O município é pioneiro em possuir um centro de tratamento totalmente mantido pelo governo municipal e com taxa de recuperação de 50%, muito maior que a média do país, que fica em torno de 20 ou 30% dos dependentes. Vale clicar neste link para conhecer mais sobre este trabalho: http://www.cantinhodasideias.com.br/2014/04/centro-de-reabilitacao-para-dependentes.html
Este trabalho merece ampla divulgação. Penso que outros municípios deveriam buscar se inteirar dos detalhes do projeto e levá-lo como modelo a ser implantado em suas cidades, a fim de multiplicar ao máximo estes centros pelo país. 

Abaixo segue matéria da prefeitura sobre o assunto, com a fala do prefeito:

Luciana G. Rugani


Prefeito Alair Corrêa afirma que combate às drogas deve ser feito diariamente

Cabo Frio ganha Dia Municipal de Prevenção e Recuperação de Dependência Química


 Cabo Frio acaba de ganhar um dia especial em seu calendário. A Câmara Municipal de Vereadores aprovou na última terça-feira (24), uma Lei de autoria do vereador Vanderlei Bento, que institui o Dia Municipal de Prevenção e Recuperação de Dependência Química. O dia escolhido para a celebração foi 23 de setembro, data em que o prefeito Alair Corrêa criou no ano passado a Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (26), no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb, durante evento realizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas, para comemorar o Dia Internacional da Luta contra o Uso e o Tráfico de Drogas e o Dia Nacional de Combate às Drogas.
                - Como Cabo Frio é um dos poucos municípios no mundo que chamou para si a responsabilidade de atender a seus munícipes acolhendo-os para serem submetidos a um moderno tratamento de recuperação, nada mais justo e oportuno, que no dia da inauguração da SEPRED, (23/09), seja criada uma lei que institui o Dia Municipal de Prevenção e Recuperação da Dependência Química, disse Cris Mansur, secretária Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas.
                O prefeito Alair Corrêa ficou feliz com a instituição da data, mas lembrou que a população precisa ter consciência de que a luta contra as drogas deve ser diária.
                - Neste dia, o município de Cabo Frio promoverá comemorações, eventos, palestras, apresentando à sociedade os resultados conquistados no campo da recuperação de dependentes químicos. Mas devemos ter em mente que este é um problema muito grave, que deve ser combatido diariamente nos lares das famílias, no trabalho, em todos os cantos, alertou o prefeito.
                Ádila Mello tem um filho internado no Centro de Recuperação da SEPREDE desde o dia 4 de junho. Ela está feliz com o tratamento e a recuperação do filho.
                - Uma mãe não pode perder nunca as esperanças de ver seu filho recuperado. Tenho acompanhado o trabalho e só posso agradecer porque meu filho está bem. Ele está se sentindo bem, podemos ver no olhar dele essa mudança. Hoje ele diz que me ama e está feliz por estar fazendo este trabalho de recuperação, disse Ádila.
                Cristina Vieira também acompanhou o evento no Teatro. Ela tem um filho internado há 6 meses. A dona de casa comemora a ação da prefeitura e agradece o tratamento realizado no município.
                - Meu filho já se tratou em outros lugares, inclusive clínicas particulares, mas nunca vi um tratamento como este realizado pela SEPRED. Agradeço ao Prefeito Alair Corrêa por estar tão sensível a este problema, disse emocionada.
                Hoje pela manhã, o secretário Municipal de Cultura, José Facury, que participou ontem do evento como palestrante, postou nas redes sociais um comentário sobre o trabalho realizado pelo Centro de Reabilitação da SEPRED. O comentário de Facury que teve grande repercussão, você confere abaixo:
                - O Centro de Acolhimento da SEPRED, vai fazer a diferença porque ele une todas as formas de abordagens terapêuticas para a questão do abuso de drogas. O núcleo do problema com a família, a noção da doença com os doze passos, o entendimento da adicção com a psicoterapia, a abertura da abordagem com a arte e buscando forças divinas através da fé, disse Facury.
Texto: Alexandra de Oliveira / Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas
Fotos: Ari dos Santos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

PARA HENRY BOREL

Não mais o riso fácil de criança! Os bonecos a lutar, Impulsionados por frágeis mãozinhas, Agora estão inertes Como inerte está  O seu corpinho sofrido. Não mais a alegria E o gosto da liberdade Dos dias fora do calabouço, O seu cárcere de dor. Quantos gritos mudos Em abraços silenciosos. Quantas dores caladas Gritadas em olhar de pavor. Quantos pedidos no choro fácil, No rostinho escondido no ombro No colo de sua algoz. Uma criança somente, E somente só. Única! Seu riso só seu, Seu olhar, sua identidade. Sua voz, seu abraço Únicos! Sua voz agora é silêncio, A mesma voz  Que animava brinquedos A mesma voz  Que implorava socorro na fala curta. Pai, me deixa ficar contigo! A luz aqui Pra sempre se apaga. Ficarão a saudade, E consciências sem paz. Mas a luz vive além Resplandece linda entre anjos. O anjo venceu o leão da arena E em outras esferas foi sorrir, Foi brincar, Foi viver. Liberto está, Para sempre, Das mãos frias de duros golpes, Dos abraços fortes de ódio E da tortura, Que dói