Pular para o conteúdo principal

LIXEIRAS SUBTERRÂNEAS PARA RECOLHIMENTO DO LIXO

Nova orla da Praia do Forte, em Cabo Frio (RJ)
Praia do Forte, Cabo Frio (RJ)





















A Revista Exame publicou uma matéria no dia 07/08/14 falando sobre o sistema de recolhimento de lixo com lixeiras subterrâneas. Trata-se de um processo moderno, muito comum na Europa, e que há pouco tempo chegou em nosso país mas que, devido à sua inovação e praticidade, é uma ideia que se espalha rapidamente por nossas cidades.

O artigo cita as cidades de Paulínia (SP), Salvador (BA), Fortaleza (CE) e São Paulo (SP) como as cidades brasileiras que já utilizam o sistema, mas é preciso lembrar que Cabo Frio (RJ) também deve ser incluída no rol destas cidades que abraçaram a ideia. Cabo Frio ganhou duas destas lixeiras subterrâneas com a inauguração da sua nova orla da Praia do Forte, no final do ano passado, obra essa que se destaca por sua modernidade em diversos aspectos. O prefeito Alair Corrêa, que anos atrás já tornou a cidade conhecida como a mais limpa do Brasil, tem muita atenção com a limpeza urbana e não mede esforços para manter limpas suas ruas e praias. Talvez por isso tenha se encantado pelo sistema pioneiro, e logo que assumiu o governo fez questão de inseri-lo no projeto da nova orla.

Segue abaixo a matéria citada:

"Lixeira subterrânea: Salvador ganhou lixeiras de coleta seletiva com contêineres subterrâneos que podem guardar até 3 toneladas de lixo.

Não fosse o corpo em aço inoxidável, as novas lixeiras de Salvador, pareceriam comuns. Mas elas trazem uma surpresa que vai além do visual moderno: um fundo falso. O lixo descartado segue direto para um contêiner subterrâneo capaz de armazenar até 3 toneladas de resíduos. Cada lixeira é destinada ao depósito de lixo úmido (não reciclável) e outra, ao lixo seco (reciclável), que seguem para compartimentos diferentes dentro do container.

Outra vantagem é que o lixo fica isolado, o que evita mau-cheiro e a presença de animais. Um dispositivo informará a empresa de limpeza sobre a necessidade de retirada do resíduo quando o container alcançar 80% da sua capacidade.

Para a retirada do lixo, uma pequena grua automática é colocada no teto da caixa subterrânea, que é suspensa até a superfície e presa ao caminhão de coleta, onde o resíduo é despejado. O sistema pretende reduzir os custos de coleta, o deslocamento de veículos e gastos com energia.

A primeira lixeira com container de Salvador está instalada na Barra, próximo ao Forte Santa Maria, e passará a funcionar com a inauguração das obras de requalificação do bairro, prevista para o próximo dia 22. Até 2015, serão 20 contêineres espalhados em diversos pontos, no Mercado Modelo, Subúrbio, Lagoa do Abaeté e Cajazeiras.

Segundo a prefeitura, não haverá custo para o município. “Os contratos com as empresas que realizam a coleta preveem a aquisição dos novos equipamentos”, diz em nota oficial. A instalação está sob responsabilidade da Limpurb, que dará a destinação correta ao material coletado – os secos irão para as cooperativas de reciclagem.

Em razão da sua simplicidade e alta eficiência, este sistema de coleta é bastante comum na Europa, principalmente na Alemanha e na Espanha. No Brasil, a cidade de Paulínia, no interior paulista, foi a pioneira no uso de contêineres, em 2011. A ideia foi replicada em Fortaleza e São Paulo". – Revista EXAME, 07/08/2014 (http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/lixeira-subterranea-e-arma-contra-sujeira-em-salvador/)


Luciana G. Rugani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si