Pular para o conteúdo principal

CABO FRIO, CIDADE DOS FESTIVAIS: X FESTIVAL INTERNACIONAL DE DANÇA

Em conformidade com o objetivo do Prefeito Alair Corrêa de manter Cabo Frio (RJ) atrativa  durante o ano inteiro, na semana que passou aconteceram dois grandes festivais na cidade, aos quais estivemos presentes: o X Festival Internacional de Dança de Cabo Frio e o Festival Internacional de Cinema "Curta Cabo Frio".

Sobre o Festival Internacional de Cinema "Curta Cabo Frio" falaremos no próximo artigo deste blog.

O X Festival Internacional de Dança ocorreu de 2 a 7 de setembro. É o terceiro maior festival do gênero, em todo o país, e conta com a participação dos melhores artistas a nível internacional. Com entrada gratuita, consiste em um maravilhoso show de movimentos, cores e música. Na sexta-feira, assistimos à mostra competitiva no estilo "clássico", com a apresentação de diversos dançarinos em coreografias individuais.

Visitamos o espaço de concentração e preparação dos artistas para entrada no palco, e vimos semblantes concentrados, mas felizes pela oportunidade daquele momento. Cada um com sua história de luta, determinação e disciplina necessárias para chegar até onde chegaram. Percebemos que o festival foi muito bem organizado, várias equipes interagindo em sintonia, desde o momento dos treinos que antecedem o evento a cada dia até o momento das apresentações para os jurados e o público em geral.

A mensagem que ficou para nós, ao assistirmos as apresentações da sexta-feira, foi que a dança é a expressão da arte até o limite do movimento de cada um. Cada um pode ter suas próprias dificuldades e limitações, algumas físicas, outras emocionais, mas a arte sempre estará presente no ser e se exteriorizará de forma peculiar para cada artista, por meio da harmonia entre os passos e a música, originando movimentos leves e precisos, e através do "viver a dança", assim como um artista vive seu personagem. 

Nossos parabéns aos artistas participantes e a todos que participaram da organização do evento! Que venha o próximo festival!!

Luciana G. Rugani

Foto: Telma Flora
Foto: Telma Flora

 




Foto: Telma Flora
Hairon, eu, Telma Flora e William Bruce, ambos da SECTUR


Ao centro, Luane Ferreira, também da SECTUR, encarregada da organização do evento



Comentários

  1. Luciana, Cabo Frio é o celeiro das artes e eu fico muito orgulhosa em ver que a nossa cidade abriga tantos artistas e que muitos deles com currículo internacional na dança, começaram seus primeiros passos nos palcos do Teatro Municipal de Cabo Frio, como Carollina Bastos, bailarina ganhadora de vários concursos e que nasceu neste berço de artes.
    Outros muitos, já conhecidos pela TV, iniciaram suas carreiras em festivais em Cabo Frio. Minha filha,também ganhou prêmio de melhor artista coadjuvante no Festival Estudantil de Teatro em 2002, representando o Colégio Rui Barbosa com texto de Jonas Arrabal,outro diretor, filho destes palcos...Bonito ver, bonito saber . Parabéns aos idealizadores que acreditam que , como você escreveu "Cada um pode ter suas próprias dificuldades e limitações, algumas físicas, outras emocionais, mas a arte sempre estará presente no ser e se exteriorizará de forma peculiar para cada artista, por meio da harmonia entre os passos e a música, originando movimentos leves e precisos, e através do "viver a dança", assim como um artista vive seu personagem.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019