sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

CABO FRIO É PONTO DE PESQUISA SOBRE PEIXES-DE-BICO


Cidade apoia projetos de incentivo à produção e conhecimento sobre espécies de peixes

Cabo Frio sediou, entre 16 e 23 de janeiro, um dos maiores campeonatos de pesca esportiva oceânica do Brasil, o 23º Cabo Frio Marlin Invitational. Estudantes e pesquisadores participaram do evento para registrar os dados sobre os chamados peixes-de-bico, como Marlim-azul, Marlim-branco, Marlim-polegar, Sailfish, Spearfish e Swordfish, espécies que podem ser encontradas no Oceano Atlântico.

Desde 2006 o Grupo de Estudos da Pesca da Universidade Veiga de Almeida (GEPesca/Uva), atua em conjunto com outras instituições científicas para desenvolver projetos de incentivo à produção e conhecimento sobre espécies de peixes.

Para os estudos, ovos fecundados e larvas dos peixes são recolhidos e acondicionados, depois é feita uma triagem e após a catalogação, o material é analisado em um laboratório nos Estados Unidos onde é feita a identificação do DNA.

A partir de outubro os pesquisadores vão intensificar o uso das marcas eletrônicas que capta informações por meio de sinal de satélite facilitando o acompanhamento e possíveis novas rotas e hábitos dos peixes. Além disso, ações externas e de conscientização são realizadas com frequência, para evitar a captura de alguns peixes como o Marlim-azul e o Marlim-branco, espécies em declínio que tiveram a comercialização proibida a partir de 2005.

Texto: Flávia Lira
Fotos: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...