Pular para o conteúdo principal

PREFEITO ALAIR CORRÊA COMUNICA: VOU FICAR MAIS UM TEMPO SEM O FACE


NOSSA SAUDAÇÃO AOS AMIGOS DO FACE, BEM COMO AO POVO CABOFRIENSE.

Há oito meses deixei de interagir com os internautas, pois entendi, naquele momento, ser melhor o recolhimento até que a cidade recuperasse o dinheiro perdido com a PETROBRAS. O tempo passou e, apesar do nosso empenho e luta, ainda não conseguimos reaver os R$296 milhões que perdemos com os ROYALTIES. Por isso, há dois meses retornamos ao FACE buscando diálogo com a sociedade, mas, infelizmente, sinto que as fortes paixões (provocadas pelo sensível momento que atravessamos) têm conduzido a boa parte dos internautas para as ofensas pessoais, o que nada contribui para a cidade, ao contrário, essa ferramenta transformou-se numa arma perigosa contra a moral e o bem estar de todos nós. Acreditamos que onde não há razoabilidade no entendimento o silêncio é a melhor atitude. Dialogar é sempre uma alternativa aconselhável, entretanto, nesse caso, silenciar se apresenta como o melhor dos remédios, pois derruba as ofensas e desaparece até com alguns gestos de irresponsabilidade. 
Então pelos motivos que relaciono abaixo o melhor é ausentar-me novamente do face.

1) A brutal crise financeira traz transtornos pra todos, é verdade, mais, alguns se aproveitam dela para politizá-la e ofender a quem não gosta.

2) Os políticos infiltrados nos movimentos sindicais não têm limite no que, irresponsavelmente, escrevem contra os adversários.

3) É facilmente observado, pelas postagens, que as maiores ofensas são de pessoas que se escondem em FAKES (Perfis falsos). Uma covardia.

4) O prejuízo ainda maior para a sociedade é o gesto criminoso praticado por gente que HACKEIA (hackers) o face alheio e responde com ofensas. O objetivo é levar pessoas ofendidas a pensar que foi o dono da página, semeando raiva e alimentando a irritação do outro. FUI ALERTADO HOJE PELA MANHÃ SOBRE A POSSIBILIDADE DE HACKERS ESTAREM INVADINDO A MINHA PÁGINA NO FACE. E OBSERVAMOS QUE ACONTECEU SIM COMIGO HÁ VÁRIOS DIAS QUANDO “HAQUEARAM” MINHA PÁGINA COLOCANDO MAIS LENHA NA FOGUEIRA E FAZENDO COM QUE AS PESSOAS FICASSEM REVOLTADAS COMIGO.

Por todo o exposto, e, para evitar nova ação de INVASÃO de minha página, decidimos nos afastar das redes sociais e não postar por um tempo determinado. Solicito ainda aos MEUS seguidores e amigos para que evitem o confronto no Face. E, se desejarem me ajudar, procurem falar de coisas boas e da história de nossa cidade, pois nela também tem a minha assinatura e isso os adversários jamais conseguirão apagar. Agradeço a todos pela compreensão!

Alair Corrêa
_________________________________________________________________________


MEU COMENTÁRIO:


Perfeito, prefeito Alair Corrêa! Entendemos e apoiamos sua decisão. Infelizmente é necessário, apesar de que sua presença aqui no face muito nos é querida. Mas é preciso, pois realmente estão abaixando o nível e utilizando a politicagem barata como único argumento. Sempre, desde a campanha passada, compartilhei da ideia de que devemos falar de realizações, de coisas positivas e valorizar o potencial incrível que tem nossa cidade, tanto suas belezas naturais quanto sua capacidade estratégica para o desenvolvimento local e regional. E sigo até hoje nessa linha, pois Cabo Frio precisa é de ações e ideias positivas, boas sugestões, e, neste tempo de crise, de muita união, apoio e compreensão. E realmente alguns vêm fazendo das redes sociais uma praça de guerra, só atraindo com isso mais perturbação e prejuízo para nossa cidade, o que acaba por desmotivar e afastar pessoas de bem que realmente querem contribuir positivamente com Cabo Frio. Prefiro argumentar com fatos e registros de sua história e de seu trabalho, e quando vejo que preferem ofender sem disposição para o debate construtivo, eu simplesmente me calo, pois não adianta jogar pérolas aos porcos. Siga firme, prefeito! E nós seguiremos juntos nessa virada do jogo! Boa sorte!

Luciana G. Rugani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si

PARA HENRY BOREL

Não mais o riso fácil de criança! Os bonecos a lutar, Impulsionados por frágeis mãozinhas, Agora estão inertes Como inerte está  O seu corpinho sofrido. Não mais a alegria E o gosto da liberdade Dos dias fora do calabouço, O seu cárcere de dor. Quantos gritos mudos Em abraços silenciosos. Quantas dores caladas Gritadas em olhar de pavor. Quantos pedidos no choro fácil, No rostinho escondido no ombro No colo de sua algoz. Uma criança somente, E somente só. Única! Seu riso só seu, Seu olhar, sua identidade. Sua voz, seu abraço Únicos! Sua voz agora é silêncio, A mesma voz  Que animava brinquedos A mesma voz  Que implorava socorro na fala curta. Pai, me deixa ficar contigo! A luz aqui Pra sempre se apaga. Ficarão a saudade, E consciências sem paz. Mas a luz vive além Resplandece linda entre anjos. O anjo venceu o leão da arena E em outras esferas foi sorrir, Foi brincar, Foi viver. Liberto está, Para sempre, Das mãos frias de duros golpes, Dos abraços fortes de ódio E da tortura, Que dói