sábado, 20 de fevereiro de 2016

CABO FRIO SEGUE FIRME NO ROTEIRO TURÍSTICO NACIONAL

Cabo Frio (RJ), nossa cidade linda, segue firme no roteiro turístico nacional, encantando a turistas das mais diversas regiões. Foi o que vimos na matéria veiculada hoje cedo, no programa "Como Será?", da Rede Globo.

A matéria começa destacando uma característica das mais agradáveis da cidade, qual seja a brisa nordeste praticamente constante, o que torna os dias quentes um pouco mais frescos. Em seguida, destaca a beleza das praias com águas límpidas e azuis, raridade no nosso litoral e que faz da cidade um dos destinos turísticos mais procurados.

A partir daí, a matéria nos proporciona uma viagem no tempo ao abordar o recente aniversário de 400 anos da cidade e trazer para nós informações históricas sobre uma época de país recém-descoberto, quando ainda havia disputas e lutas pelo domínio da região e exploração do pau-brasil, nossa maior riqueza daquela época. São exibidos vários pontos turísticos ricos de informação sobre a história da cidade, a qual mistura-se à história do Brasil por ser Cabo Frio a sétima cidade mais antiga do país.

Ao final, a reportagem mostra ainda a maravilha ecológica da região da Ilha de Cabo Frio, antes pertencente ao município, mas que hoje pertence à cidade vizinha de Arraial do Cabo, antigo distrito de Cabo Frio emancipado há 30 anos. Vale destacar a visita ao farol de 18 metros de altura, construído em 1861, no alto do penhasco, por ordem de D. Pedro II e até hoje em funcionamento guiando todos os navios que passam pela região, e a Praia da Ilha, considerada uma das mais belas do Brasil. Na Praia da Ilha, o acesso deve ser autorizado pela Marinha, que tem controle rigoroso inclusive sobre o tempo de permanência dos visitantes, limitado duas horas. Este controle visa preservar o local, que é também um sítio arqueológico, com ossos e utensílios utilizados pelos índios, os antigos habitantes da região.

Cabo Frio e região é um local rico em informações históricas presentes nos monumentos e edificações coloniais da época do Brasil-Império e também nos sambaquis e sítios arqueológicos. Além disso, sua natureza é rica de elementos da flora e fauna, terrestre e marinha, que constituem farto objeto de estudo e pesquisas de empresas e cientistas.

Vale a pena conhecer, e, acima de tudo, PRESERVAR!

Assistam à matéria clicando na foto abaixo:


Luciana G. Rugani

Um comentário:

  1. Parabéns pelo belo texto e também pela publicação do vídeo, dando-me a oportunidade de assisti-lo. Valeuuuu.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...