Pular para o conteúdo principal

UM NOVO PERFIL POLÍTICO COMEÇA A DESPONTAR NO PAÍS

A divulgação de boas ideias e exemplos é mais uma linha de ação que nosso blog possui desde seu nascimento.  Divulgação de condutas cidadãs, conscientização, exemplo de atitudes e trabalhos que seriam enriquecedores se se multiplicassem por esse país afora, tudo isso é nosso interesse.

Seguindo esta diretriz, trazemos hoje uma mostra da renovação de ideias no campo da política. São  políticos que surgiram nessa última eleição e que começam a semear uma nova visão da administração pública e uma nova forma de fazer política.

Ambos os vereadores abaixo abriram mão de várias despesas a que teriam direito na Câmara Municipal, entre elas: carros oficiais, assessores (ambos terão um gabinete bem enxuto, com número bem menor de assessores do que o comum na Casa), entre outras despesas.
São exemplos que valem a pena ser divulgados. Ficamos na torcida para que suas ideias e exemplos sejam abraçados por outros políticos deste país e que tenham sucesso na caminhada sob esse novo foco.

O primeiro vídeo traz uma entrevista de Mateus Simões (partido NOVO), vereador recém eleito em Belo Horizonte, onde ele expõe de forma clara essa nova visão da política e da administração pública. Mateus destaca que a política deve visar o melhoramento do espaço em que se vive, e que é possível ser eleito sem o tipo de política que é praticado no Brasil hoje em dia. Ele foi eleito com uma campanha barata, com votos vindos de pessoas que o conhecem ou que possuíam dele uma referência positiva, na maioria vinda de seus alunos. 

Mateus faz parte do NOVO, partido cujo princípio básico é não aceitar políticos profissionais. Ele destaca que não faz da política profissão. Mantém suas atividades particulares, continua dando aulas, e por isso não se preocupa com os que dizem que ele, ao adotar essa nova postura, poderá perder uma próxima eleição. Mateus diz que praticará uma forma diferente de política, sem acordos escondidos, sem troca de favores, sem desperdícios. Ele destaca que se preocupa muito com a ideia que se espalhou no Brasil de que político é autoridade e não servidor público. Essa ideia afasta o político dos problemas da cidade e acaba formando uma casta política que vive uma realidade muito diferente da vivida pelos cidadãos. Destaca, ainda, algumas sugestões práticas inovadoras para audiências públicas e outros trabalhos na Casa Legislativa:

Fonte: TV Câmara BH - http://www.cmbh.mg.gov.br/comunica%C3%A7%C3%A3o/tv-camara

No segundo vídeo, a entrevista de Gabriel Azevedo (PHS), também vereador eleito em 2016 por BH.

Gabriel começa destacando o fato de que não se vê cidadão apenas de BH, e sim do mundo (visão da qual compartilho, e que me lembrou a frase do filósofo Sócrates "Não sou nem ateniense nem grego, mas sim um cidadão do mundo"). Outro ponto a destacar é a colocação de Gabriel de que uma das raízes dos problemas de uma cidade é a confusão entre o que seja uma administração pública e os interesses particulares dos gestores e agentes, o que se chama de "patrimonialismo".

Uma ideia inovadora no Brasil é o aplicativo disponibilizado pelo vereador Gabriel, através do qual o cidadão poderá ter sua vontade respeitada nas votações da Câmara. O que acontece hoje é que o cidadão elege um vereador e este, quando vai votar as matérias da Câmara, nem sempre vota de acordo com a vontade do cidadão. Esse aplicativo minimizará este problema, pois a pauta será divulgada diariamente, o cidadão terá acesso ao projeto na íntegra e poderá se manifestar contra ou a favor. Gabriel disse que, através desse aplicativo, poderá se guiar pela vontade do cidadão na votação das matérias da Câmara. O aplicativo é a ponte para unir o representante com seu representado, contemplando várias formas de interação que darão maior transparência e publicidade às demandas.

Fonte: TV Câmara BH - http://www.cmbh.mg.gov.br/comunica%C3%A7%C3%A3o/tv-camara

Vale a pena assistir às entrevistas. São ideias que representam um novo perfil de político que começa a despontar com vontade, principalmente no contexto nacional atual que vivemos, em que o eleitor deixou claro, na última eleição para prefeito, que não está satisfeito com a política tradicionalmente realizada no país. O eleitor mostrou que quer algo diferente, principalmente desvinculado da política profissional, haja vista os prefeitos eleitos que agora ingressam na política em primeiro mandato, como é o caso do prefeito de BH Alexandre Kalil e o de São Paulo, João Dória.

Luciana G. Rugani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019