Pular para o conteúdo principal

CAMPANHA PELA PRESERVAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO JOÃO

por Luciana G. Rugani - Uma importante campanha pela preservação do Rio São João foi criada e circula pela internet. Resolvi reproduzi-la no nosso blog devido à relevância do tema. É um abaixo assinado que foi criado no portal AVAAZ, do qual reproduzo aqui o texto de cabeçalho.
Não deixem de participar e divulgar! Segue também o link para clicar e assinar:

Ao Ministério Público Federal: O RIO SÃO JOÃO PEDE SOCORRO!
Criado por Barra F. 
Brasil

Clique aqui para assinar

Por que isto é importante
AÇÃO CIVIL PÚBLICA COM PEDIDO DE FISCALIZAÇÃO E MONITORAMENTO PERMANENTE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO JOÃO

O rio São João, localizado na porção leste do estado do Rio de Janeiro, possui grande importância principalmente pelo abastecimento de água potável para 75% da Região dos Lagos. Possui uma área estuarina, a qual é utilizada por inúmeras espécies marinhas para crescimento, alimentação e reprodução, muitas destas são importantes para pesca na região, como robalos (Centropomus parallelus e Centropomus undecimalis) e tainhas (Mugil liza). É considerada uma região estratégica para a conservação da Mata Atlântica, por estar inserida parcialmente na Reserva Biológica de Poços das Antas e na APA Rio São João e do Mico Leão Dourado. Sendo está região mundialmente conhecida por ser o último refúgio do mico‐leão‐dourado (Leontopithecus rosalia), espécie endêmica e ameaçada de extinção. Também são encontradas outras espécies ameaçadas como a piabanha (Brycon insignis) peixe que já foi abundante em toda bacia, existindo atualmente apenas em um pequeno trecho do rio e o guaiamu (Cardisoma guanhumi) que ainda é explorado comercialmente pela comunidade ribeirinha.

Apesar de grande parte do médio e baixo rio São João estarem inseridos dentro destas duas unidades de conservação, atualmente sofre total negligência dos órgãos ambientais fiscalizadores. Sendo inexistente a fiscalização na maior parte da área e especialmente no trecho fluvial, este fato é atribuído pela falta de contingente e embarcações pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA). Devido à falta de fiscalização e monitoramento, abre precedentes para realização de inúmeras infrações, causando grandes impactos ambientais na bacia rio São João.

Os principais impactos verificados na região são:

Desmatamento de matas ciliares e manguezais para fins de especulação imobiliária e agropecuária;
Pesca predatória acontecendo em toda extensão do Rio São João, com petrechos proibidos pela portaria IBAMA nº 82/2003 (redes de caída, redes de espera, espinhel, arpão, tarrafas). Pesca em período de defeso e de espécimes abaixo do tamanho mínimo de captura permitido.
Descarte produtos químicos provenientes estações de tratamento de água, fazendas e esgoto in natura, sendo encontradas substâncias químicas com concentrações muito acima do permitido pela resolução CONAMA nº 357 de março de 2005, tornando‐se prejudicial o consumo para a saúde humana e para biota local.
Mortandade de peixes baixo Rio São João periodicamente, principalmente durante o período chuvoso pela baixa concentração de oxigênio e pH ácido da água.
Caça em toda extensão do rio, principalmente de jacarés de papo‐amarelo, capivaras, tatus e pacas, sendo esta prática proibida pela Lei de Crimes Ambientais nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 e no Decreto nº 6.514 de 22 de julho de 2008).
Solicitado: 

Solicitamos as autoridades competentes a fiscalização e monitoramento permanente da bacia hidrográfica do Rio São João, seguindo as diretrizes do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC ‐ LEI 9.985/2000), a fim de diminuir e coibir o impacto ambiental e punir, possibilitando assim a conservação e a restauração da diversidade biológica do Rio São João.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

PARA HENRY BOREL

Não mais o riso fácil de criança! Os bonecos a lutar, Impulsionados por frágeis mãozinhas, Agora estão inertes Como inerte está  O seu corpinho sofrido. Não mais a alegria E o gosto da liberdade Dos dias fora do calabouço, O seu cárcere de dor. Quantos gritos mudos Em abraços silenciosos. Quantas dores caladas Gritadas em olhar de pavor. Quantos pedidos no choro fácil, No rostinho escondido no ombro No colo de sua algoz. Uma criança somente, E somente só. Única! Seu riso só seu, Seu olhar, sua identidade. Sua voz, seu abraço Únicos! Sua voz agora é silêncio, A mesma voz  Que animava brinquedos A mesma voz  Que implorava socorro na fala curta. Pai, me deixa ficar contigo! A luz aqui Pra sempre se apaga. Ficarão a saudade, E consciências sem paz. Mas a luz vive além Resplandece linda entre anjos. O anjo venceu o leão da arena E em outras esferas foi sorrir, Foi brincar, Foi viver. Liberto está, Para sempre, Das mãos frias de duros golpes, Dos abraços fortes de ódio E da tortura, Que dói

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si