sexta-feira, 8 de setembro de 2017

A MAIS BELA POESIA DE CABO FRIO

foto: Rodrigo Padula
foto: Ernesto Galiotto

 Cabo frio, em poesia

O mar em cores,
Com suas ondas,
Beijando as pedras do forte São Matheus,
Tocando a ilha dos papagaios,
E do outro lado
Acariciando as rochas das ilhas cabistas.
Revigora-se duas vezes ao dia
Entrando no canal do Itajuru,
Onde toca carinhosamente as cidades vizinhas,
SÃO PEDRO, ARRAIAL DO CABO, IGUABA E ARARUAMA.
Como a mãe perfeita,
Deixa os filhos na lagoa
Para longe do perigo crescerem
E retornarem ao grande Oceano.
Então as águas retornam lindas,
Fazendo o mesmo caminho do Forte São Matheus,
Por onde entraram
Novamente invadindo as profundezas oceânicas,
Misturando-se já com os filhos,
Não mais indefesos.
Isso Cabo Frio nos oferece!
Deitando nas areias das dunas,
Podemos viajar sem pranchas nessas ondas,
Surfando na poesia
Que a mais linda terra pode nos oferecer.

Alair Corrêa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...