Pular para o conteúdo principal

PRONUNCIAMENTO DE ALAIR CORRÊA


Por Luciana G. Rugani - Que atitude mesquinha! Quando li a notícia pensei mesmo: poxa, por que não incluíram Marcello, Márcio e Alair!? Afinal de contas, deveriam agir com imparcialidade, se não sempre, pelo menos neste momento que se refere à história da Câmara Municipal. Câmara da vergonha, é isso que são. Perseguição pura e barata.
Pois fiquem sabendo que não são donos da razão, não são eles quem julgam uma figura pública e não têm a capacidade de apagar seu nome e de sua família da história. Não conheci Márcio pessoalmente, mas já ouvi muitas pessoas falarem bem dele e dizerem o quanto ele era o pela população. Então, essa atitude da Câmara deixa notória a perseguição mesquinha a você, pois vão até mesmo contra nomes que até hoje são engrandecidos pela população, como é o caso do nome de Márcio.
Não são eles os donos da história, os fatos falam por si e não podem ser apagados. Reis de coisa nenhuma, políticos comuns, sem referência, tudo que Alair nunca foi, e por isso os incomoda tanto. Abaixo segue a postagem:

"Ninguém vai conseguir apagar ou esconder a história do meu filho MARCIO CORRÊA.
 A atual Câmara de vereadores de Cabo Frio, considerada a mais rejeitada da história cabofriense, resolveu hoje, homenagear alguns ex-presidentes da Casa Legislativa.
Antes de qualquer coisa, nada contra a história dos nobres vereadores homenageados, mas excluírem das homenagens o nome do ex-presidente MARCIO CORRÊA, foi um ato de desrespeito a Zete e a seus irmãos. Recentemente por politica, rejeitaram minhas contas. Agora, não satisfeitos, praticam mais essa molecagem contra nossa família ao homenagearem todos os ex- presidentes omitindo o nome do meu filho. Com todo respeito aos homenageados, mas nenhum deles teve uma história tão destacada como a do Vereador MARCIO CORRÊA, que foi prefeito por 90 dias e eleito deputado estadual com 46 mil votos. Além de muito querido por todos os funcionários dessa Casa Legislativa. Lembramos só para ilustrar : JÂNIO/MARQUINHO/SILAS/IVO/OTIME / WILSON M, e há dois meses se elegeram deputados BERNARDO E SERGINHO, todos esses tiveram uma votação bem inferior à que o MARCIO teve há 15 anos atrás.
 A decisão dos atuais vereadores em excluí-lo foi absurda, vingativa e medíocre. Mas, por um outro lado, ser destacado por uma câmara desmoralizada e subserviente, que num sopro contra a corrupção poucos ficarão em pé, talvez seja muito melhor não ser lembrado. A pequenez é tao grande, que há alguns meses inauguraram um painel com fotos dos ex-presidentes sem a foto do MARCIO e do MARCELLO.
Foi preciso que algumas pessoas protestassem e aí, sob pressão, incluíram a foto deles no painel. Até a foto do atual presidente Axiles Barreto estava em destaque, a do Marcio talvez por ser meu filho, foi propositalmente esquecida.
 Hoje, mais uma vez, não incluíram seu nome para não terem que convidar a Zete e os irmãos do Marcio, assim como levaram os familiares de Aires Bessa, Acyr Rocha, Oswaldo Rodrigues e de outros três ex-presidentes.
Transmito a esses vereadores parasitas sem moral, rejeitados pela sociedade que não adianta querer esconder a nossa história. Isso jamais conseguirão! Minha família cedeu a sociedade três vereadores que presidiram o Legislativo cabofriense: MARCIO CORRÊA , MARCELLO CORRÊA E ALAIR CORRÊA !- Alair Corrêa

Comentários

  1. MÁRCIO CORRÊA FOI UMA ÓTIMA PESSOA E UM GRANDE POLÍTICO !! E MERECIA SER LEMBRADO COM MAIS CARINHO PELA CÂMARA MUNICIPAL. SAUDADES DESSE NOBRE AMIGO QUE AMAVA NOSSA CIDADE !!! - POR LUIS CARLOS GAGO

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

PARA HENRY BOREL

Não mais o riso fácil de criança! Os bonecos a lutar, Impulsionados por frágeis mãozinhas, Agora estão inertes Como inerte está  O seu corpinho sofrido. Não mais a alegria E o gosto da liberdade Dos dias fora do calabouço, O seu cárcere de dor. Quantos gritos mudos Em abraços silenciosos. Quantas dores caladas Gritadas em olhar de pavor. Quantos pedidos no choro fácil, No rostinho escondido no ombro No colo de sua algoz. Uma criança somente, E somente só. Única! Seu riso só seu, Seu olhar, sua identidade. Sua voz, seu abraço Únicos! Sua voz agora é silêncio, A mesma voz  Que animava brinquedos A mesma voz  Que implorava socorro na fala curta. Pai, me deixa ficar contigo! A luz aqui Pra sempre se apaga. Ficarão a saudade, E consciências sem paz. Mas a luz vive além Resplandece linda entre anjos. O anjo venceu o leão da arena E em outras esferas foi sorrir, Foi brincar, Foi viver. Liberto está, Para sempre, Das mãos frias de duros golpes, Dos abraços fortes de ódio E da tortura, Que dói