Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2020

POEMA: ESCOLHAS - 7ª EDIÇÃO DA REVISTA POETIZANDO DESAFIOS

Saiu a 7ª edição da REVISTA POETIZANDO DESAFIOS, da qual participo com meu poema ESCOLHAS. Cliquem na foto abaixo para acessar a revista:
ESCOLHAS Querer ou não querer, Amar ou não amar, Sorrir ou chorar. Esquecer ou lembrar. Como escolher, Com o coração a ordenar? Minhas escolhas, Racionais, coerentes, Caem por terra, Feito folhas de outono, Ao primeiro palpitar desconexo Do rebelde coração. Razão e emoção, Duelo sem fim. Escolhas têm preços. Escolho a flor, E em seu caule levo os espinhos. Escolho o céu, E levo também tempestades. Escolho seguir, Escolho parar. Minhas escolhas definem minha força Ou minha fragilidade. Sou o que escolho em um instante Em outro instante  Escolho não ser. Entre escolhas me encontro E perco um pouco de mim. Luciana G. Rugani

6º FESTIVAL SABORES DE CABO FRIO

O 6º Festival Sabores de Cabo Frio está acontecendo e vai até dia 4 de outubro. Neste ano, participam do festival cerca de 50 restaurantes. São pratos saborosos e plenos de cores e criatividade. Experimentei dois pratos: um do Restaurante Armazém da Passagem e outro do Quintal Lusitano. Sou apaixonada pelo Largo São Benedito, na Passagem, por isso dessa vez dei preferência para restaurantes naquele local.Seguem abaixo as fotos dos respectivos pratos e a revista virtual com todos os restaurantes participantes. Cliquem na revista para conhecer todos os pratos e restaurantes participantes do festival:







Revista virtual do 6º Festival Sabores de Cabo Frio
Luciana G. Rugani

6ª EDIÇÃO DA REVISTA POETIZANDO DESAFIOS - POEMA: TRANSITÓRIO

Saiu a 6ª edição da Revista POETIZANDO DESAFIOS, da qual participo com meu poema TRANSITÓRIO. Cliquem na foto abaixo para acessar a revista:
TRANSITÓRIO

O que será de fato transitório?
A alegria de uma conquista?
Ou a dor de uma perda?
Difícil analisar
Quando dentro da questão.
Pois assim, de fato,
A alegria passa como um raio
E a dor perpetua como eternidade.
Quem de nós é capaz de dizer
O que de fato levaremos conosco
Ou será passageiro?

Luciana G. Rugani

POEMA: PÔR DO SOL NO CANAL DO ITAJURU

Pôr do sol no Canal do Itajuru
Eis que chega o ocaso! A brisa fresca sopra suaveAs folhas das palmeiras.Como se mais próximo estivesse,Surge o astro-rei,Grande nave que,Em ligeiras pinceladas,Brinda as águas mansas do Canal do ItajuruCom seu belo tom róseo-avermelhado.E a grande nave, imponente,Talvez encabulada por tantos olhares,Tenta se esconder por trás das palmeiras.Sem sucesso,Busca refúgio por trás da pontePorém sua beleza encantaE atrai ainda mais olhares.Resolve descer,Ir embora por trás das águas.Leva consigo dores e esperanças,Risos e choros,Resta apenas o incerto amanhã.Vai embora,Deixando apenas a doce lembrançaDe um instante de encantamento.Luciana G. Rugani, 10/9/20

LANÇAMENTO DA ANTOLOGIA "CONTOS A LA CARTE" - EDIÇÃO 2020

Hoje recebi meu exemplar da antologia "Contos a la Carte" - edição 2020.  Eu participo com meu conto "O PRESENTE DE ANIVERSÁRIO". Neste conto, mesclei realidade e ficção. Trata-se da história do garoto Nilo e tem por cenário a famosa "Casa da Flor", em São Pedro da Aldeia, decorada com cacos e desenhos de flores feitas por cacos de louça, cerâmica, conchas, etc. Vale a pena conhecer! A antologia foi organizada pela editora Foco Letras, de Cesar Mattos, que também participa como autor. Compõem a antologia os seguintes escritores:
- Andréa Rezende; - Célia Regina; - Cesar Mattos; - Elvi Vasconcelos;- José Castro; - Katia Regina; - Lindberg Albuquerque; - Luciana G. Rugani; - Luciana Mendonça; - Marilin Manrique; - Pedro de C. Andrade; - Roberto Amorim; - Rosana Andréia; - Rosemary Gomes; - Sonia Benito e - Tatiana Machado.
Luciana G. Rugani

CONTO: O PRESENTE DE ANIVERSÁRIO

O PRESENTE DE ANIVERSÁRIO 
Em 1970, na pequena cidade de São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, vivia o garoto Nilo, então com oito anos de idade.  Nilo era um garoto ativo, que se deliciava simplesmente por poder usufruir a liberdade dos garotos daquela época, quando podiam correr e brincar livremente pelas ruas da cidade, tomar banho na lagoa (até então de águas límpidas) e colocar em prática suas invenções, ideias criativas e mirabolantes de criança.  Os pais de Nilo possuíam um comércio com as mais variadas utilidades domésticas. Sua mãe, D. Ivone, era encantada principalmente com as porcelanas. Era o setor do qual ela mais cuidava e organizava com primor a exposição das peças. Em sua casa, possuía uma coleção de pratos com pinturas variadas, herança dos tempos de sua avó e que ela guardava como relíquia.  Naquele tempo, vivia também na cidade o Sr. Gabriel, dono da hoje famosa "Casa da Flor", patrimônio cultural do estado. Seu Gabriel, como era…

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS

Algumas considerações sobre servidores públicos efetivos:
A Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF já prevê limites de gastos com servidores públicos, estando estes, inclusive os concursados, sujeitos a cortes para este ajuste, dentro do que estabelece a lei. Onde trabalho somos submetidos a avaliações periódicas de desempenho de 6 em 6 meses que poderão até ser utilizadas, caso necessário, nesse processo de ajuste. Além disso, gostaria de aproveitar e esclarecer outras questões para os que conhecem pouco do regime estatutário: não é verdade a fala de que servidor estável não pode sofrer penalidades. O servidor tem deveres a cumprir como qualquer outro, e até mais do que empregado particular, pois, além das leis civis e penais que são comuns a todos, ainda deve cumprir seu próprio estatuto e também leis de Direito Penal que são dirigidas especialmente para o servidor público. O servidor que pratica alguma falta é submetido a um inquérito administrativo que apurará e, de acordo com a grav…

LANÇAMENTO DO EDITAL DA 4ª ANTOLOGIA DO GRUPO "FLORES LITERÁRIAS"

Por Flores Literárias: olá, queridos amigos literários! Estamos organizando, com muita alegria, a quarta edição da nossa Antologia Poética Flores Literárias. As inscrições acontecem a partir de hoje, dia 06 de setembro , e vão até 06 de outubro do presente ano. Maiores informações, cliquem: https://bit.ly/324ngnN ou pelo e-mail floresliterariascabofrio@gmail.com Esperamos você para florir e literar com sua poesia na nossa antologia digital !🌻

MINHA PARTICIPAÇÃO NA LIVE DO GRUPO "FLORES LITERÁRIAS"

Na noite de ontem participei da live do grupo "Flores Literárias". O "Flores Literárias", dirigido pelas escritoras Jaqueline Brum e Andréa Rezende, é um grupo de difusão cultural que visa propagar a cultura através da literatura, poesia e artes diversas.Foi um encontro virtual muito gostoso para matarmos um pouco a saudade e falarmos de poesia e sua influência em nossas vidas. Participamos eu, Jaqueline Brum, Andréa Rezende, Elaine Lopes e Ludmila. Cliquem no vídeo abaixo para assistir:
Luciana G. Rugani

MINHA PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA "CANTINHO DO BAR" - EDIÇÃO Nº 132, COM HUPOMONE VILANOVA

Hupomone Vilanova é escritor na cidade de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco. Hupomone tem um programa em podcast intitulado "Cantinho do Bar". O programa é feito em edições diárias, e contém música, reflexões e entrevistas, sempre material de primeira qualidade.Hoje participei como uma das entrevistadas. Participar do "Cantinho do Bar" é muito gratificante porque ali é como um ponto de encontro da diversidade cultural. Há pessoas das mais variadas cidades brasileiras e também de fora do Brasil. É uma troca de experiências riquíssima! Muito obrigada pela oportunidade, Hupomone! Parabéns pelo trabalho que você realiza e que é de suma importância para nossa cultura e para o fortalecimento dos laços de solidariedade.Cliquem aqui para ouvir o "Cantinho do Bar", edição nº 132: 
Luciana G. Rugani

MENSAGEM DE GRATIDÃO AOS AMIGOS E SEGUIDORES DE NOSSO BLOG

Foto: internet O blog passou a casa de 1 milhão de acessos e por isso quero agradecer a todos os amigos e seguidores dessa história!  Este blog nunca teve como foco principal ganhar alto número de acessos. O objetivo aqui sempre foi constituir um espaço bem pessoal, um pouco de mim, onde eu posto aquilo que gosto e que acho importante divulgar. Por isso não é um site de notícias diárias, nem se limita a um só assunto predominante. É diverso, assim como eu sou diversa! Considero a chegada a esta etapa como um marco, o marco de uma história que foi construída aos poucos, com gosto e carinho. Obrigada a todos, obrigada aos parceiros e obrigada àqueles que sempre me brindaram com seus comentários de sucesso, incentivando-me a seguir na caminhada!  A esses dedico esta comemoração! Luciana G. Rugani

NESTA SEXTA-FEIRA: PARTICIPAÇÃO NA LIVE POÉTICA "FLORES LITERÁRIAS"

Por Flores Literárias - A live Poética Flores Literárias desta sexta-feira, 04 de setembro, às 19 horas, trará uma novidade incrível: o Pré-lançamento do edital da quarta antologia poética Flores Literárias, que num primeiro momento será no formato e-book. Para comemorarmos a iniciativa, receberemos três maravilhosas e talentosas autoras que participaram das antologias anteriores. São elas: Ludmila Oliveira, Elaine Lopes e Luciana Rugani. Você não pode perder nossa noite literária, repleta de poesia e belezas!

DESCARTE IRREGULAR DE LIXO EM RUAS DO BRAGA

Vejam que aspecto horrível em Cabo Frio, nossa bela cidade turística! Ainda mais em tempos de pandemia, deixar o lixo se acumular dessa maneira vai contra toda e qualquer medida sanitária! Venho solicitar, mais uma vez, providências para os locais abaixo especificados, no bairro Braga:


Luciana G. Rugani

5 ª EDIÇÃO DA REVISTA POETIZANDO ENTRE AMIGOS - POEMA: SAUDADE

Estou participando da revista semanal "POETIZANDO ENTRE AMIGOS", produzida pelo grupo "Poetas da Vida". A revista é linda, editada por nossa confreira da Alacaf, Vanessa Vieira. A cada semana, um novo tema e um novo poema.  Nesta semana, o tema é "saudade". Cliquem no link abaixo para conhecer a revista. Podem folhear página a página para saborear cada poema produzido! Segue também o meu poema "Saudade", com o qual participei da revista:

QUANDO TUDO NÃO PASSA DE ILUSÃO

E o racional nos transporta à ilusão: o pensamento quer chegar mais próximo possível da essência, então capta aquela impressão que lhe vem, agarra-se a ela, tornando-a real pensando estar assim aproximando-se da essência real do objeto observado. E na maioria das vezes o que ocorre é justamente o contrário, um afastamento cada vez maior da percepção da essência, o que gera conflitos. O Eu se perde nos entrechoques realidade-imagem, tornando-se vítima de um ou de outro, até chegar no ápice do conflito (e também o início do processo de reorganização mental) que é quando se percebe que tudo não passou de uma ilusão. Fica a pergunta: como descobrir a essência real? Será por meio da intuição? Como chegar até ela, considerando que o pensamento nos transporta à ilusão?

PARA QUANDO EU ME FOR

PARA QUANDO EU ME FOR Por Rafael Zoehler
Morrer é uma surpresa. Sempre. Nunca se espera. Nem mesmo o paciente terminal acha que vai morrer hoje ou amanhã. Na semana que vem talvez, mas apenas se a semana que vem continuar sendo na semana que vem. Nunca se está pronto. Nunca é a hora. Nunca vamos ter feito tudo o que queríamos ter feito. O fim da vida sempre vem de surpresa, fazendo as viúvas chorarem e entediando as crianças que ainda não entendem o que é um velório (Graças a Deus). Com meu pai não foi diferente. Na verdade, foi mais inesperado. Meu pai se foi com 27 anos, a idade que leva muitos músicos famosos. Jovem. Moço demais. Meu pai não era músico nem famoso, o câncer parece não ter preferência. Ele se foi quando eu ainda era novo, descobri o que era um velório justamente com ele. Eu tinha 8 anos e meio, o suficiente pra sentir saudade pelo resto da vida. Se ele tivesse morrido antes, não haveriam lembranças. Nem dor. Mas também não haveria um pai na minha históri…

A SIMPLICIDADE DESCOMPLICA A ALMA

A simplicidade descomplica a alma Por Mark Nepo, em seu livro "Satori O Livro do Despertar"
Tenho apenas três coisas a ensinar: simplicidade, paciência, compaixão. Esses são os seus maiores tesouros. "Simples nas ações e pensamentos, você retorna à fonte do ser" - Lao Tzu Mas, afinal, o que significa ser simples?  Num mundo que é complicado, somos muitas vezes induzidos a acreditar que ser simples é ser simplório. Na verdade, ser simples significa viver diretamente nossas experiências, ou seja, deixar que as coisas nos apareçam, como realmente são, e expressar nossos pensamentos e emoções claramente. Quantas vezes vi a reação da pessoa amada, ou de colega, e depois lutei em particular para entender o que realmente significavam? Quantas vezes fiz tudo o que era possível, menos perguntar diretamente? Quantas vezes me recuso a ser direto: sem dizer o que quero, sem mostrar o que sinto, sem deixar que a vida ao meu redor realmente me toque? Incrivelmente, nada na n…

PREPOTÊNCIA OU ARROGÂNCIA?

Prepotente ou arrogante? por Jan Parellada
Uma confusão com a qual convivo no meu dia-a-dia é a utilização equivocada dos conceitos de prepotência e arrogância. O prepotente é aquele que acredita que possui o conhecimento, a consciência e o controle que na verdade não tem. O arrogante é aquele que presume, ou tem, precedência sobre outros indivíduos e a utiliza de forma ostensiva para alcançar um objetivo. Prepotência e arrogância são comportamentos distintos. A despeito de frequentemente se somarem, não são a mesma coisa. Se analisarmos algumas situações, conseguiremos distinguir e visualizar melhor a diferença entre os dois comportamentos. O prepotente não é necessariamente arrogante, e o contrário é verdadeiro também. O prepotente não é aquele sujeito que anda de nariz empinado, olhando seus pares como pessoas menores. A prepotência é um sentimento inevitável, ou você nunca teve uma convicção que foi derrubada pelo tempo? Não só teve, como continua tendo e terá até o final da sua vida.…

HISTÓRIA EXEMPLAR

Sempre que estou decepcionado com o meu lugar na vida, eu paro e penso no pequeno Jamie Scott. Jamie queria muito ter um papel na peça da escola. A mãe disse que tinha procurado preparar o seu coração, pois ela temia que ele não fosse escolhido. No dia em que os papeis foram distribuídos, eu fui com ela buscá-lo à escola. Jamie correu para a mãe, com os olhos brilhantes de orgulho e emoção: - Adivinha, mãe! E disse aquelas palavras que continuariam a ser uma lição para mim: - Eu fui escolhido para bater palmas e espalhar a alegria! (autor desconhecido)

UMA CONSPIRAÇÃO DE ESTÚPIDOS

Uma conspiração de estúpidos  Se trocarmos políticos corruptos por idiotas, teremos razões para festejar?  por João Pereira Coutinho  Escritor, doutor em ciência política pela Universidade Católica Portuguesa.
Contra a estupidez, até os deuses lutam em vão. Assim falava Schiller. E assim falo eu, que dedico há anos uma atenção obsessiva ao assunto. Há gente que gosta de olhar para pássaros. Eu gosto de olhar para estúpidos, motivo por que me dediquei ao comentário político em solo luso.  Atenção. Não falo da estupidez pontual, acidental, pessoal. Não atiro a primeira pedra: os meus atos de estupidez, que são vários e continuarão a ser vários, fazem parte da minha imperfeição.  Eu falo da estupidez consistente, estrutural, constitucional. Falo de uma estupidez que não é possível apagar, corrigir, civilizar. E que jamais pode ser confundida com a mera ignorância. A ignorância tem cura. A estupidez, não.  Mas o que é a estupidez? De onde vem? Como podemos neutralizá-la, se é que podemos?  A resp…

A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE CAMPOS NOVOS - CABO FRIO - RJ

Uma Feliz Descoberta e Uma Triste Constatação! por Acioli Junior
Na quarta-feira, 9 de maio de 2017, participava de um Conselho de Classe na minha escola no município de Rio das Ostras. Como muitos professores são oriundos da cidade de Casimiro de Abreu e principalmente de seu distrito, Barra de São João, aproveitei para entrevistá-los sobre a Ponte Caída de Barra. Queria saber quando a ponte foi construída, quem a mandou construir (em qual governo), qual a finalidade de sua construção e, principalmente, quando ela caiu. Esse meu interesse pelo local advém do meu livro “Roteiro Ambiental e Patrimonial da Cidade de Cabo Frio”, pois nele eu faço a narrativa histórica de bens culturais e ambientais do segundo distrito de Cabo Frio, das suas praias (Unamar, Aquárius e Pontal) e dos rios São João e Una. O supracitado Rio São João tem a sua foz na praia do Pontal, e a ponte ou as pontes que esse rio atravessa abaixo fazem a divisão territorial entre os municípios de Casimiro de Abreu e Cabo Fr…

CABO FRIO NO PROGRAMA "MEU PEDAÇO DO BRASIL", DA TV BRASIL

Cabo Frio merecia uma matéria de qualidade como esta! Além de ser divulgação de suas belezas, espero que sirva também como semente de conscientização para preservar e cuidar. Isto não somente para turistas e frequentadores, mas também para seus próprios cidadãos e agentes políticos, pois frequentemente se esquecem destas belezas e não as valorizam, não dão a devida atenção e cuidado. As gravações foram realizadas em 11/8/20 e o programa foi veiculado ontem, 23/8, pela TV BRASIL, a quem pertencem os créditos do vídeo. Vejam:

A ILUSÃO DO REFLEXO

Conta-se que um pai deu a sua filha um colar de diamantes de alto preço. Misteriosamente, alguns dias depois o colar desapareceu. Falou-se que poderia ter sido furtado. Outros afirmaram que talvez um pássaro tivesse sido atraído pelo seu brilho e o levado embora. Fosse como fosse, o pai desejava ter o colar de volta e ofereceu uma grande recompensa a quem o devolvesse: R$ 50.000,00. A notícia se espalhou e, naturalmente, todos passaram a desejar encontrar o tal colar. Um rapaz que passava por um lago, próximo a uma área industrial, viu um brilho no lago. Colocou a mão para proteger os olhos do sol e certificou-se: era o colar. O lago, entretanto, era muito sujo, poluído, e cheirava mal. O rapaz pensou na recompensa. Vencendo o nojo, colocou a mão no lago, tentando apanhar a joia. Pareceu pegá-la, mas sentiu escapulir das suas mãos. Tentou outra vez. Outra mais. Sem sucesso. Resolveu entrar no lago. Emporcalhou toda sua calça e mergulhou o braço inteiro no lago. Ainda sem sucesso. O colar estava …