Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

RECOMEÇAR

Recomeçar, começar de novo Lei da vida. Recomeço no sol que nasce todos os dias, no vai-e-vem das ondas no mar, no suceder das estações. Começar de novo sem estar a mesma Sim, já não estou a mesma de ontem. Hoje estamos eu mais a experiência de ontem. Hoje talvez já não diga as mesmas palavras, não tenha as mesmas opiniões, sou a constância da mudança. Sou aquilo que é minha essência, e minha essência é transformação. Estou aquilo que vivo agora, e meu estar é mutante. O vento que soprou ontem não é o mesmo de hoje, Hoje, o ângulo do sol não é igual ao de ontem. A natureza é o espelho da vida, por isso, recomeçar é VIVER. Assim vivo porque recomeço a cada dia, e recomeço sempre porque estou viva.
Luciana G. Rugani

AUTO-AMOR

Auto-amor: reconhecer qualidades e deficiências, sem julgar. Quem se ama chega mais fácil ao autoconhecimento. Autoconhecer-se é conseguir chegar ao seu Eu interno, o seu Eu verdadeiro, sem as ilusões criadas por nós ou assimiladas em nossas vivências. É chegar ao Ser Divino que habita em nós, por isso, a espiritualização é o primeiro passo para o autoconhecimento.
Obter a pureza da mente: assim que chegaremos ao conhecimento superior. Para purificar a mente: preencher a vida com espiritualidade. Espiritualizar-se. E isso quer dizer dar-se a atividades nobres, trabalhos no bem; buscar a melhor conduta que puder na vida diária; sintonizar-se com o bem. É o caminho do crescimento. Você saberá distinguir as ilusões, distinguir entre o que é permanente e o que é temporário. Saberá o que é prejudicial ou benéfico para seu crescimento espiritual.
Todos temos as leis divinas impressas em nossa consciência, todos temos o Ser Divino em nós. Chegar a ele: autoconhecimento banhado de auto-amor. A…

PERDÃO

O perdão é uma das grandes virtudes que precisamos buscar na vida. Partindo do princípio de que ainda somos pessoas magoáveis, o perdão é algo a ser buscado e vivido agora, para nosso melhor progresso moral. Digo que ainda somos magoáveis porque grandes mestres nem precisam perdoar, pois já nem mesmo se sentem ofendidos.
Mahatma Gandhi,uma das maiores personalidades que a história já conheceu, foi perguntado se perdoava todos os que o injuriaram e maltrataram. E Gandhi respondeu:- "Nada tenho que perdoar, porque nunca ninguém me ofendeu".

Precisamos perdoar aos outros e a nós mesmos, e precisamos saber pedir perdão.
No cerne de toda a questão sobre o perdão está a culpa. A culpa é como um bloqueio sem sentido no meio de nosso caminho. Em nada ajuda, apenas dificulta a caminhada. 
Ficamos presos no mesmo ponto, cheio de amarguras e dores, e não continuamos a caminhar.
Quanto ao esquecimento, sabemos que é impossível que esqueçamos o que nos acontece. No meu entendimento, perdoa…