domingo, 25 de setembro de 2011

OS ATRIBUTOS DE UM AMIGO VERDADEIRO



O amor maior que Jesus nos ensinou encontra-se em todas as virtudes, em todos os bons sentimentos. 
 
A amizade verdadeira é um destes sentimentos. Ao exercitar em nós a prática de sermos realmente amigos, estamos praticando uma pequena parte do amor ensinado pelo Mestre. A amizade verdadeira envolve doação pura e incondicional de amor, carinho, atenção e apoio. Imposição de condições e cobranças, desejo de domínio e controle sobre o outro e desejo de que o outro satisfaça interesses pessoais, tudo isso não convive com a amizade e tampouco o descaso, o abandono e a indiferença. Não há como os sentimentos que refletem o Amor Maior ocuparem o mesmo espaço, juntamente com sentimentos negativos, no coração do homem. Onde um entra, o outro sai. Diferentemente das virtudes que, quando juntas, se entrelaçam fazendo com que ambas cresçam cada vez mais.

Verdadeiros amigos não precisam estar sempre fisicamente perto um do outro. Sentimento não se racionaliza e não possui um raio de ação limitado a metragem específica. O que distingue os amigos verdadeiros é o “estar disponível”, que significa estar pronto e com o coração aberto para compartilhar força e bons sentimentos, e, muito importante, saber que muitas vezes apoiar o amigo é justamente discordar de alguma atitude sua. Mas, discordância não quer dizer imposição. Os reais amigos discordam em vários pontos, mas respeitam-se mutuamente, sabem que cada indivíduo é um “mundo” de diversidade, mas que antes de tudo são pessoas merecedoras de compreensão. Sabem que seres humanos têm valores e vivências diferentes, que são como as flores: milhares de espécies, mas cada uma com sua própria beleza. É aí que se encontra a maravilha da vida, saber ser amigo independente de qualquer coisa.

E ainda, hoje em dia o ser humano é brindado com inúmeras oportunidades de exercitar a amizade. A cada dia surgem mais e mais instrumentos que, se bem utilizados, podem propagar o bem de várias formas, pois em tudo que fazemos e dissemos colocamos nossos sentimentos. Podemos utilizar, por exemplo, meios eletrônicos para nos comunicar com pessoas do outro lado do mundo, mas lembremos que lá, do outro lado do globo, estão SERES HUMANOS. O termo “virtual” é usado em virtude do meio de comunicação utilizado, mas o conteúdo compartilhado é real no sentido de ser a expressão de um ser humano. A conscientização é que vai fazer a diferença!

Que o ser humano possa, então, utilizar os recursos e ferramentas que lhe são postos às mãos para o exercício de sentimentos nobres; que possa enxergar nas diversas situações oportunidades de compartilhar virtudes, e entre elas a maravilha da amizade verdadeira.

Luciana G. Rugani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...