Pular para o conteúdo principal

SER VITORIOSO


Vitória:
1  ato ou efeito de sair-se vencedor, de triunfar sobre um inimigo, competidor ou antagonista; triunfo
2   Derivação: por extensão de sentido.
êxito, triunfo, sucesso alcançado
(dicionário Houaiss)
Falam tanto em vitória, questionam os vitoriosos, mas é certo que não param um só instante para refletir mais profundamente no verdadeiro sentido de “ser vitorioso”.
A vitória, assim como a felicidade, não é um troféu estático a ser alcançado algum dia. Os que assim pensam passam a vida inteira correndo atrás e não a encontram. A vitória e a felicidade estão dentro de cada ser humano.  Cada ser possui em si o dom de ser vitorioso e poucos são os que sabem disso.  A grande maioria segue no escuro, contabilizando batalhas vencidas e perdidas para apurar o saldo final e só a partir daí chegar a uma conclusão sobre si mesmos.  Como determinar a grandeza de si mesmos baseados em fatos externos, que hoje podem ser favoráveis, mas amanhã podem ser contrários? Por acaso não sabem que o que faz um homem não são os acontecimentos, mas sim aquilo que, com percepção e inteligência, conseguem extrair para si dos acontecimentos? Quanta pequenez, quanta ilusão, quanta ignorância! E estes são os primeiros a criticar os verdadeiros vitoriosos, pois na escuridão de seu desconhecimento não são capazes de enxergar além e ir mais fundo na verdade dos conceitos estabelecidos.  
Os seres vitoriosos, no sentido mais profundo e real da palavra, são aqueles que sabem que a vitória e a felicidade estão dentro de si, e se manifestam no sucesso que obtém quando colocados em situações de enfrentamento dos maiores inimigos da caminhada, que são o medo e a insegurança. Estas pessoas derrubam o medo, assumem suas responsabilidades e posicionamentos, bancam o ônus dos cargos que ocupam em suas vidas. São pessoas de essência vitoriosa.  Durante suas vidas, como qualquer ser humano, algumas vezes sofrem quedas, mas sabem que sua grandeza não se mede por isso. Seguem sendo vitoriosas, pois a cada queda erguem-se mais fortes e experientes.  Sabem que a força está dentro de si, e não nos julgamentos alheios, esta força que os faz vitoriosos.  Geralmente constroem uma história de vida rica de experiências de persistência, coragem e fé. As batalhas que vencem são mais gratificantes, pois sabem que são o resultado de seu esforço e postura de vida. São pessoas que, por serem como são, acabam conquistando admiradores fiéis e desejosos de aprender com seus exemplos de resiliência.
 Já os que medem sua grandeza pela contabilidade das quedas e sucessos da vida são aqueles que, podem até vencer batalhas, mas ao se colocarem nas mãos de fatos externos, e consequentemente também do julgamento alheio, fazem de si mesmos seres derrotados na essência. É o comportamento típico dos dominados pela insegurança, pelo medo. São aqueles que assumem seus cargos pensando no bônus que receberão, mas se esquecem de bancar o ônus de suas decisões; são aqueles que sempre fogem nos momentos mais críticos e na hora de assumir suas responsabilidades; são os omissos, incapazes de enfrentar os problemas com a coragem e determinação necessárias e se escondem por trás de outros que, por interesses pessoais, aceitam participar desse jogo vil. São sempre os primeiros a criticar os vitoriosos, pois, ao verem-se incapazes de fazer crescer, em seu íntimo, a força que alimenta os vitoriosos, passam, dentro de sua própria ignorância, a criticá-los e a julgá-los. 
Para finalizar, e voltando ao significado do “Houaiss” que diz que vitória é sucesso alcançado, triunfo sobre um inimigo, concluímos que para o vitorioso todos os dias são dias de sucesso, pois a cada dia eles triunfam sobre os verdadeiros inimigos de qualquer ser humano, sabem extrair o êxito em suas experiências. Utilizam cada dia como oportunidade de crescimento, enquanto pessoas, e de aprimoramento em suas atividades cotidianas. Ser vitorioso é uma conquista da alma.

Luciana G. Rugani

Comentários

  1. O caminho da vitória quando compartilhado com a tolerância torna o homem equilibrado e equânime.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si