Pular para o conteúdo principal

DIA DA MENTIRA: AS MENTIRAS QUE OS POLÍTICOS CONTAM


"PEGA NA MENTIRA"

TEXTO DE CRISTIANO MARTINS, PUBLICADO NO JORNAL "O TEMPO" http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=199775,OTE&busca=mentira&pagina=1

São omissões de pequenos detalhes, mudanças de opinião por simples conveniência eleitoreira ou até discursos cheios de falácias para acobertar graves fraudes e irregularidades. Em suas mais diversas proporções, a mentira - lembrada neste dia 1º de abril em quase todo o mundo - praticamente já se incorporou ao jeito de se fazer política no Brasil e ao imaginário do eleitorado quando o assunto são os seus governantes. 

A cada dois anos, a prática se repete em grande escala pelo país durante as campanhas, fartas de promessas que não convencem nem mesmo os mais otimistas. Exemplo recente é o do pré-candidato à Prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB), que negou falta de compromisso ao ter abandonado o cargo em 2006 para disputar o governo. Ele chamou de "papelzinho" o termo assinado no qual prometia cumprir o mandato inteiro.

Os casos atingem até os que erguem a bandeira da verdade e da moralidade, como o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), flagrado na semana passada em gravações policiais pedindo dinheiro e vazando informações para Carlinhos Cachoeira, acusado de exploração ilegal de jogos em Goiás.

No passado recente, também não foram raros os ministros e secretários que recorreram a fantasiosos argumentos para tentar escapar de acusações.

[Atitudes. Nos últimos anos, surgiram no país iniciativas - ainda tímidas - de entidades e grupos apartidários com o objetivo de acompanhar as ações das autoridades. As mais importantes delas estão na internet, como grupos denominados "Adote um vereador" e "Adote um deputado", existentes em vários Estados, por meio dos quais internautas se comprometem a denunciar atos falhos e cobrar o cumprimento de promessas. Outras ferramentas digitais têm sido importantes meios de controle, como o Observatório Social do Brasil, que recebe denúncias e monitora as ações e gastos de câmaras e prefeituras.

E você, já foi enganado? Qual a maior mentira que já ouviu de um político?

CURIOSIDADES

Manobra. As brincadeiras de 1º de abril são tão famosas que levaram os militares responsáveis pelo golpe de 1964 a mudarem a data oficial do início do regime. A iniciativa ficou "registrada" no dia 31 de março, mas faria aniversário hoje.

Origem. Tudo começou quando o rei francês Carlos IX implantou o calendário gregoriano, no qual o ano começa em 1º de janeiro. Alguns não gostaram da ideia e continuaram celebrando a data antiga, 1º de abril, o que virou motivo de chacota. No resto do Ocidente, a data é chamada de "dia dos tolos".


CONTRADIÇÃO

Criticado, mas novamente eleito

Na avaliação do cientista político Rudá Ricci, a "cultura ambivalente" da população colabora para a perpetuação dos mentirosos no poder. Ele reforça que o mais eficiente instrumento de combate à prática é o voto.

"Os brasileiros, em geral, dizem condenar a mentira, mas esse comportamento contraditório leva, por exemplo, um ex-presidente alvo do primeiro impeachment da América a ter a chance de ser eleito e, hoje, ser um dos senadores mais influentes da República", disse, referindo-se a Fernando Collor.

Ricci também destaca como ferramentas de combate à mentira na política o controle social – por meio de instituições e iniciativas populares – e o aperfeiçoamento da transparência nos Poderes.

EXCEÇÃO

Apesar de classificar como "absolutamente condenável" a mentira quando utilizada para o benefício próprio dos homens públicos, Ricci avalia que um julgamento simplista pode "infantilizar" a discussão.

"Algumas das principais atribuições dos políticos são o equilíbrio e a responsabilidade. Isso significa que nem sempre uma autoridade possa ou deva falar a verdade, tornando público algo que deveria ser omitido quando as razões de Estado são superiores às pessoais", argumenta.

Como exemplo, ele cita casos em que declarações possam provocar conflitos internos ou internacionais, ou ainda impactos imediatos na vida econômica. (CM)

Comentários

  1. Quanta mentira. Até quando o brasileiro vai ficar inerte a tamanhas falácias?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019