quarta-feira, 14 de março de 2012

HOMENAGEM ESPECIAL AO DIA NACIONAL DA POESIA


 

Uma poesia para a poesia
Hoje é um dia especial, é o seu dia.
Você, que silenciosamente ouve meus desabafos,
Que abriga em seus versos meus sentimentos expressos,
Sem julgar, sem condenar, puro amor.
Você, presença amiga em meus dias tristes,
Mas também na minha alegria,
Você, nas minhas noites de lua e estrelas,
Nos meus dias de sol,
E também em noites e dias de tormenta.
Você que não exige razão,
Que não exige sentido,
Não exige forma nem regras,
Com você posso ser eu,
Mas também posso não ser.
Posso ser alguém, posso ser todos,
E posso ser ninguém.
Você, em cujos braços primeiramente me perco,
Para depois perder-me até de mim mesma
Mergulhando fundo em sua inspiração.
Você, muitas vezes parte de mim,
Outras vezes, de personagem criado.
A você,
Que é puro sentimento,
Extensão de meu coração e de minhas ideias,
A você, POESIA,
Neste dia que é só seu,
Agradeço-lhe a companhia,
Nem sempre fiel,
Nem sempre presente,
Mas perfeita, simplesmente.
Peço-lhe,
Não me deixe.
Às vezes você vai,
Parece um adeus...
Mas, de repente,
Eis aqui novamente!
Vá, mas volte,
Estou e estarei aqui,
Ávida de seu consolo,
Seu aconchego,
Pronta para derramar em seus versos
Meus sentimentos sentidos ou imaginados.
Pronta para, mais uma vez,
Esquecer-me de mim,
E entregar-me a você.

Luciana G. Rugani 

14 DE MARÇO - DIA NACIONAL DA POESIA

Poeta brasileiro homenageado com o dia da poesia
A poesia é a arte da linguagem humana, do gênero lírico, que expressa sentimento através do ritmo e da palavra cantada. Seus fins estéticostransformaram a forma usual da fala em recursos formais, através das rimas cadenciadas.

As poesias fazem adoração a alguém ou a algo, mas pode ser contextualizada dentro do gênero satírico também.

Existem três tipos de poesias: as existenciais, que retratam as experiências de vida, a morte, as angústias, a velhice e a solidão; as líricas, que trazem as emoções do autor; e a social, trazendo como temática principal as questões sociais e políticas.

A poesia ganhou um dia específico, sendo este criado em homenagem ao poeta brasileiro Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871), no dia de seu nascimento, 14 de março.

Castro Alves ficou conhecido como o “poeta dos escravos”, pois lutou grandemente pela abolição da escravidão. Além disso, era um grande defensor do sistema republicano de governo, onde o povo elege seu presidente através do voto direto e secreto.

Sua indignação quanto ao preconceito racial ficou registrada na poesia “Navio Negreiro”, chegando a fazer um protesto contra a situação em que viviam os negros. Mas seu primeiro poema que retratava a escravidão foi “A Canção do Africano”, publicado em A Primavera.

Cursou direito na faculdade do Recife e teve grande participação na vida política da Faculdade, nas sociedades estudantis, onde desde cedo recebera calorosas saudações.

Castro Alves era um jovem bonito, esbelto, de pele clara, com uma voz marcante e forte. Sua beleza o fez conquistar a admiração dos homens, mas principalmente as paixões das mulheres, que puderam ser registradas em seus versos, considerados mais tarde como os poemas líricos mais lindos do Brasil.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...