domingo, 7 de julho de 2013

O DESPERTAR

Jesus Cristo foi o maior exemplo de ação de forma coerente com suas convicções e com o que era necessário ser feito, independente da opinião dos outros, ou do que pensavam os fariseus.
Ele veio para nos mostrar o caminho da Verdade, para nos ensinar a construir e disseminar o bem de todas as formas que nos sejam possíveis, pois era isso que ele fazia. Outros missionários da sabedoria também vieram e deixaram suas mensagens e exemplos, como Buda, Gandhi, etc. Mas Jesus foi o oriental cuja mensagem mais marcou no Ocidente e em todo o planeta.

Acordar para os problemas sociais que vivemos, querer uma sociedade melhor, se unir em busca de soluções para as questões, isso é o mínimo que todos podemos fazer. Mas o primeiro passo é o DESPERTAR. Não adianta fechar os olhos, fingir que está tudo bem, fingir que nada vê. O primeiro passo é estarmos abertos para a realidade, realidade esta que é fruto de anos e anos, não é de agora. O despertar é característico de evolução, é sinal de inteligência do homem racional consciente de seu poder de participação na ininterrupta construção de um mundo melhor. Despertar não quer dizer que se vai à caça de culpados, que se vai jogar a culpa em um ou em outro, não. Isso não é despertar. Despertar é assumir que o problema existe em razão de inúmeras variáveis, que não surgiu hoje, nem ontem e vem crescendo de forma crônica e constante. É saber que o problema é algo típico de uma sociedade em tempos de provas e transformações, pois a crise faz parte da evolução de uma sociedade, como já nos deu provas suficientes a nossa História. 

A inteligência, a racionabilidade, a prova da capacidade de superação e de realização está justamente em reconhecer a existência  dos problemas sociais crônicos e ter a disposição e vontade de fazer o melhor e o que for possível com os instrumentos que se tem em mãos. E hoje há muitos instrumentos com que cada um de nós pode colaborar. Se não temos poder para resolver diretamente, podemos e devemos usar as palavras, pois as palavras levam à ciência e reflexão. Falar, escrever, manifestar a opinião é sinal de maturidade e também é cidadania. É muito bom ver que nossa sociedade está acordando, que jovens estão novamente ativos e organizando seus movimentos, e que estão utilizando as redes sociais não somente para seus bate-papos e fotos pessoais, mas para fins úteis de conscientização e mobilização. Cito como exemplo a Assembléia Popular Horizontal, movimento que se formou em BH através das redes e que agora seguirá constante em torno de vários eixos temáticos.   Claro que mesmo entre os jovens há alguns (me alegro por ver que são minoria) que persistem dando continuidade à mentalidade tacanha, talvez herdada do meio em que vivem, que seguem com suas viseiras, impedidos de olhar em volta e além. Mas estes estão na contramão da História, são minoria e a própria Vida se encarregará de amadurecer suas visões de vida.

Admiráveis são os grandes homens, as grandes mentes que gravaram seus nomes na História e que hoje servem de inspiração a esta nova geração desperta. Admiráveis são os homens de visão, que sabem ver o que tem atrás da montanha, que enxergam mais que os comuns, que percebem os raios de sol antes mesmo de eles começarem a aparecer.. E, com toda sua sabedoria, despertos e conscientes para sua realidade, partem para a ação mesmo com seu povo ainda adormecido. Agindo assim deixam um legado, deixam o exemplo que servirá de luz e guia para o despertar das próximas gerações.

Luciana G. Rugani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...