Pular para o conteúdo principal

DIFAMAÇÃO

O pequeno trecho abaixo é muito bom para conhecermos melhor o crime de difamação, um dos crimes contra a honra mais comuns hoje em dia. O crime dos fofoqueiros de plantão.

Infelizmente, hoje em dia, com o avanço das formas de comunicação e com o aumento de pessoas sem caráter e que jogam no lixo os valores que porventura tenham aprendido na infância, aumenta a cada dia o número de agentes e vítimas deste crime. Isso, aliado a um tempo onde cresce a cada dia o culto à imagem e a vaidade exagerada, um mundo competitivo, onde uns querem derrubar os outros, então está formado o campo fértil para derrubar aqueles que lhes forem conveniente.

Não há esse ou aquele ser humano que não tenha passado ou não venha passar algum dia uma situação parecida, todos estamos sujeitos a isso. Só não estaremos se vivermos reclusos, sem nenhuma exposição a outros seres humanos. Então não há que ver como algo fora de propósito e anormal. É perfeitamente normal.

Eu penso que ninguém precisa provar a ninguém que tem caráter e que é honesto. Ninguém precisa provar para ninguém que nunca foi à público manchar imagem de alguém. E ninguém tem que provar nada a ninguém. Não estamos aqui para isso. Eu, particularmente, não me preocupo em provar nada a ninguém, pois não estou em banco dos réus e ninguém nessa Terra é meu juiz. Meu juiz é minha consciência, onde vive Deus em mim, e com Ele que me entendo. E quem me conhece sabe muito bem como sou, como ajo. E olha que trabalho em um ambiente dos mais favoráveis para difamar alguém, que é o ambiente político, onde a imagem fala muito alto. E trabalho lá ha 23 anos, sem nenhuma menção negativa ao meu comportamento, pelo contrário. Qualquer um pode ir até lá e verificar todos os anos de serviços prestados sem nenhum problema de relações com os outros. Portanto, sou o que sou e como sou, e não preciso de aprovação alheia, muito menos de provar nada pra ninguém. Quem quiser me conhecer melhor, que se aproxime, que conviva comigo, será bem-vindo. Fora disso, não merecem a mínima atenção pois não aceito julgamento de quem quer que seja. Aponte o dedo para o outro, e verá que há um número muito maior de dedos apontando para você mesmo, portanto não se poste como juiz do outro, pois assim você também será julgado na mesma proporção. E nestes casos, nada melhor que um dia atrás do outro. Eu continuo inteira, fisicamente, psiquicamente, continuo com minha família e amigos que me amam e que amo também, com meu trabalho, graças a Deus, com minha casa, com meus sonhos se realizando, com saúde, paz e bençãos. Graças a Deus minha vida está caminhando bem, então não vou abrigar a negatividade que vem daqueles que vivem de difamar. Estes vivem tanto na negatividade, com suas vidas atrapalhadas pela própria ambição desenfreada, que não têm paz de espírito, não têm alegria natural. Olhem bem e vejam que seus olhos e sorrisos no fundo refletem uma dor e insatisfação gritante. Quem tem olhos de ver veja, só isso que digo. Minha paz na minha vida prevalece. O que não é paz, não é luz, não permito mais que entre na minha vida. Esta é a palavra que deixo para os que forem vítimas destes crimes. Sigam suas vidas, entreguem o fato nas mãos das justiças de Deus e dos homens, e deixe aos porcos o que aos porcos pertence.


Difamação

Art. 139 - Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:
Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.
No crime de difamação trata da divulgação de fato ofensivo a reputação. Como a calúnia, também é necessário que chegue ao conhecimento de terceira pessoa, e que exista intenção de ofender, porém é importante distinguir que a acusação pode ser falsa ou verdadeira, ou seja, a divulgação de informação mesmo verdadeira que crie uma visão social negativa é difamação. O dano é ferir a reputação daquele para quem foi direcionado a acusação. Assim, a divulgação da acusação que uma pessoa traiu o seu cônjuge, mesmo que verdadeira, é considerada difamação.
Se o fato alegado constitui crime e for falso, trata-se de calúnia e não de difamação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019