sábado, 28 de junho de 2014

AS VOLTAS QUE A VIDA DÁ!!



Na copa de 2010, lembro que muitos criticaram e culparam injustamente o goleiro Júlio César pela derrota da seleção brasileira. E lembro bem, ele teve uma ótima atuação e, se o time perdeu naquela época, foi devido a uma conjunção de fatores que nada têm a ver com o desempenho do goleiro. Mas como as pessoas têm pressa em julgar e culpar alguém, pegaram logo Júlio César para "judas". Este rapaz foi vítima de críticas infundadas, sofreu, ficou deprimido, mas, com o apoio da família e dos amigos, se reergueu, prosseguiu no seu trabalho e na busca de seus sonhos. Superou a tristeza, deu a volta por cima, e hoje o destino colocou em suas mãos a decisão das oitavas de final da copa de 2014.

É....nada como um dia atrás do outro.. é como dizem, o tempo nos mostra tudo, o tempo coloca as coisas em seus devidos lugares. A lei da consciência prevalece ao final. Júlio se levantou, voltou pra seleção, mas as mãos do destino não pararam por aí: colocaram a vitória nas suas mãos.

Ele venceu, e virou heroi daqueles que ontem apressaram-se em julgá-lo. Este fato foi crucial para calar as vozes de seus algozes e mostrar o quanto o julgamento humano é falho, o quanto os homens apressam-se a julgar e criticar erroneamente uns aos outros. É mais uma das lições que a copa está deixando para aqueles que têm olhos de ver. Ainda que a copa não tenha um bom resultado final para o Brasil, Júlio César já é um vitorioso só por ter superado e não ter se deixado levar pela maldade dos "julgadores de plantão".

Parabéns, Júlio!!!

Luciana G. Rugani

sexta-feira, 27 de junho de 2014

CABO FRIO DÁ DESTAQUE À PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

As datas comemorativas são criadas com o fim de chamar a atenção sobre certo tema, através de ações e reflexões que geralmente são propostos para a ocasião.

Em Cabo Frio (RJ), acaba de ser criado o Dia Municipal de Prevenção e Recuperação da Dependência Química, que será comemorado todo dia 23 de setembro, data de criação do Centro de Recuperação da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas. O município é pioneiro em possuir um centro de tratamento totalmente mantido pelo governo municipal e com taxa de recuperação de 50%, muito maior que a média do país, que fica em torno de 20 ou 30% dos dependentes. Vale clicar neste link para conhecer mais sobre este trabalho: http://www.cantinhodasideias.com.br/2014/04/centro-de-reabilitacao-para-dependentes.html
Este trabalho merece ampla divulgação. Penso que outros municípios deveriam buscar se inteirar dos detalhes do projeto e levá-lo como modelo a ser implantado em suas cidades, a fim de multiplicar ao máximo estes centros pelo país. 

Abaixo segue matéria da prefeitura sobre o assunto, com a fala do prefeito:

Luciana G. Rugani


Prefeito Alair Corrêa afirma que combate às drogas deve ser feito diariamente

Cabo Frio ganha Dia Municipal de Prevenção e Recuperação de Dependência Química


 Cabo Frio acaba de ganhar um dia especial em seu calendário. A Câmara Municipal de Vereadores aprovou na última terça-feira (24), uma Lei de autoria do vereador Vanderlei Bento, que institui o Dia Municipal de Prevenção e Recuperação de Dependência Química. O dia escolhido para a celebração foi 23 de setembro, data em que o prefeito Alair Corrêa criou no ano passado a Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (26), no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb, durante evento realizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas, para comemorar o Dia Internacional da Luta contra o Uso e o Tráfico de Drogas e o Dia Nacional de Combate às Drogas.
                - Como Cabo Frio é um dos poucos municípios no mundo que chamou para si a responsabilidade de atender a seus munícipes acolhendo-os para serem submetidos a um moderno tratamento de recuperação, nada mais justo e oportuno, que no dia da inauguração da SEPRED, (23/09), seja criada uma lei que institui o Dia Municipal de Prevenção e Recuperação da Dependência Química, disse Cris Mansur, secretária Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas.
                O prefeito Alair Corrêa ficou feliz com a instituição da data, mas lembrou que a população precisa ter consciência de que a luta contra as drogas deve ser diária.
                - Neste dia, o município de Cabo Frio promoverá comemorações, eventos, palestras, apresentando à sociedade os resultados conquistados no campo da recuperação de dependentes químicos. Mas devemos ter em mente que este é um problema muito grave, que deve ser combatido diariamente nos lares das famílias, no trabalho, em todos os cantos, alertou o prefeito.
                Ádila Mello tem um filho internado no Centro de Recuperação da SEPREDE desde o dia 4 de junho. Ela está feliz com o tratamento e a recuperação do filho.
                - Uma mãe não pode perder nunca as esperanças de ver seu filho recuperado. Tenho acompanhado o trabalho e só posso agradecer porque meu filho está bem. Ele está se sentindo bem, podemos ver no olhar dele essa mudança. Hoje ele diz que me ama e está feliz por estar fazendo este trabalho de recuperação, disse Ádila.
                Cristina Vieira também acompanhou o evento no Teatro. Ela tem um filho internado há 6 meses. A dona de casa comemora a ação da prefeitura e agradece o tratamento realizado no município.
                - Meu filho já se tratou em outros lugares, inclusive clínicas particulares, mas nunca vi um tratamento como este realizado pela SEPRED. Agradeço ao Prefeito Alair Corrêa por estar tão sensível a este problema, disse emocionada.
                Hoje pela manhã, o secretário Municipal de Cultura, José Facury, que participou ontem do evento como palestrante, postou nas redes sociais um comentário sobre o trabalho realizado pelo Centro de Reabilitação da SEPRED. O comentário de Facury que teve grande repercussão, você confere abaixo:
                - O Centro de Acolhimento da SEPRED, vai fazer a diferença porque ele une todas as formas de abordagens terapêuticas para a questão do abuso de drogas. O núcleo do problema com a família, a noção da doença com os doze passos, o entendimento da adicção com a psicoterapia, a abertura da abordagem com a arte e buscando forças divinas através da fé, disse Facury.
Texto: Alexandra de Oliveira / Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas
Fotos: Ari dos Santos

quarta-feira, 25 de junho de 2014

MAIS UMA VÍTIMA DO CEROL

Hoje infelizmente tivemos mais uma vítima da linha com cerol. O genro de uma grande amiga minha se foi, um rapaz de 22 anos, com toda uma vida pela frente. 

O cerol é uma mistura de cola com vidro utilizada nas linhas das pipas e papagaios, transformando a linha em um material pérfuro-cortante. A linha torna-se uma arma letal. Assim, uma "brincadeira" que deveria ser realmente brincadeira, diversão, torna-se uma ação assassina. Não é de hoje que vemos, na mídia em geral, principalmente nos meses de férias escolares, campanhas alertando sobre o perigo de usar essa substância. Há casos e mais casos que acontecem frequentemente e são noticiados. Há muita informação sobre o assunto, por isso ninguém pode argumentar desconhecimento.

Penso que não falta consciência do perigo. O que falta é respeito pela vida do outro, amor, solidariedade. Nossa sociedade vive uma crise de individualismo exacerbado, onde se desaprendeu a pensar no outro, a enxergar o outro do nosso lado e respeitá-lo como um ser cuja vida e direitos está acima de nossos desejos mesquinhos e de nossos mimos. Se quero fazer algo, faço, não importa se isso atinge alguém, pois não tenho nada a ver com este alguém. Este é o extremo do individualismo, do mimo.

Quero deixar aqui o alerta: utilizar cerol é expor a vida de outrem a perigo. Hoje as cidades são populosas, sem espaços abertos. Solta-se papagaio em meio a prédios, casas, carros, motos, bicicletas, trânsito pesado, enfim, conhece-se o risco. Sabe-se que aquela linha ao arrebentar vai cair em alguma rua, em algum lugar que provavelmente não estará vazio, portanto é alta a probabilidade de atingir alguém. Saber e, ainda assim, insistir na ação é assumir o risco pelo que vier a acontecer. Vale a pena levar na consciência pela vida afora o peso de, por um simples capricho de uma "brincadeira" maldosa, destruir a vida de outra pessoa? Vale a pena pensar tão pequeno e tão mesquinho a ponto de nem enxergar que não é o único ser do universo e que ao seu redor existem outras vidas, as quais têm-se o dever de respeitar?

Fica aqui a reflexão para aqueles que estiverem dispostos a evoluir enxergando a vida com mais amplidão e com mais consciência.

Luciana G. Rugani

* Clique neste link para assistir à reportagem sobre o acidente: http://videos.r7.com/motoboy-morre-atingido-por-linha-de-pipa-com-cerol-na-av-brasil-rj-/idmedia/53ac5fac0cf24aeca81fccaf.html

P.S. ATENÇÃO!! INFORMAÇÃO SUPER RECENTE: O PROJETO DE LEI QUE CRIMINALIZA O USO DO CEROL ESTÁ PRONTO PARA SER VOTADO NO PLENÁRIO DA CÂMARA FEDERAL: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/tv/materias/CAMARA-HOJE/470715-PROJETO-QUE-CRIMINALIZA-USO-DE-CEROL-ESTA-PRONTO-PARA-SER-VOTADO.html

sexta-feira, 20 de junho de 2014

CORPUS CHRISTI EM CABO FRIO

Lindos tapetes de sal!! Tradição de Corpus Christi na cidade de Cabo Frio (RJ):










Fotos: Luciana G. Rugani

sábado, 14 de junho de 2014

CONHECENDO DE PERTO O "ÔNIBUS LONDRINO" EM CABO FRIO

Muito bom dar uma volta para conhecer os pontos turísticos de uma cidade. Melhor ainda quando este passeio é feito em um meio de transporte que é também uma atração turística.

Em Cabo Frio (RJ), fomos conhecer o "ônibus londrino". O "ônibus londrino" é um ônibus de dois andares, com 77 lugares, que nos propicia um passeio maravilhoso através dos principais pontos turísticos da cidade. O passeio tem início na orla da Praia do Forte, próximo aos novos quiosques. Dali o ônibus segue toda a avenida à beira-mar até o bairro da Passagem. Lá ele entra no bairro, passa pelos casarões antigos, pega a Avenida Assunção, passa pelo "Boulevard Canal", Ponte Feliciano Sodré, Shopping Gamboa, novamente a ponte, bairros Portinho e Novo Portinho (onde fica o Shopping Park Lagos), Orla das Palmeiras, Canal Palmer, Praia do Siqueira (se o passeio for a tarde dá pra descer e apreciar um maravilhoso por-do-sol), Refinaria Nacional de Sal - Sal Cisne e por fim retorna ao ponto de início.

Como o ônibus é alto, nos possibilita tirar fotos lindas de paisagens que, de outra forma, nunca conseguiríamos fotografar. Através das janelas do seu segundo andar, a vista é ainda mais privilegiada.

Durante todo o passeio, o guia turístico vai informando dados e histórias dos pontos turísticos pelos quais passamos.

Interessante é que este ônibus, além de incrementar o turismo, também é muito útil nas atividades da área de educação, pois ocasionalmente é utilizado em passeios educativos com crianças e jovens estudantes.

Foi, sem dúvida nenhuma, uma grande ideia do prefeito Alair Corrêa, que merece nossos parabéns pela iniciativa.

Abaixo seguem fotos que tiramos do ônibus e de alguns trechos do passeio. A última delas é do facebook do professor de meio ambiente Charles Neves, e foi tirada em um "City Tour" realizado nas unidades de conservação ambiental da cidade com alunos da rede pública, promovido pelo Centro de Estudo e Proteção do Meio Ambiente Aquático - CEPMAA, juntamente com o apoio das Secretarias de Turismo e de Meio Ambiente.

Luciana G. Rugani  


 



Foto:  facebook Charles Neves https://www.facebook.com/charles.neves.927?hc_location=timeline

segunda-feira, 9 de junho de 2014

CASA ARTESANAL: A MORADA DO ARTESANATO DE CABO FRIO

Mês passado fomos conhecer a Casa Artesanal, em Cabo Frio, Rio de Janeiro.

Trata-se de uma bela casa em que o artesanato compõe a decoração de todos os cômodos. É a casa do artesanato local, onde o visitante pode conhecer e adquirir o que de melhor existe em trabalhos verdadeiramente artesanais cabo-frienses. Inaugurada em outubro do ano passado, atualmente 25 artesãos, utilizando as mais variadas técnicas, participam do projeto.

Sabemos da importância do artesanato como fonte geradora de renda, além de ser um dos elementos propulsores do turismo, haja vista o Mercado Central de Fortaleza, no Ceará, especializado em artesanato e famoso ponto turístico da cidade. Ciente dessa realidade e conhecedor do fato de que sem o turismo a cidade não sobrevive, o governo atual tem buscado incentivar tudo que possa fortalecer o turismo, e não tem sido diferente com o artesanato.

Além das lindas peças que decoram a casa, vale destacar o acolhimento caloroso de seus membros. O visitante é recebido com toda alegria e atenção, o que lhe propicia sentir-se realmente em casa. Quando lá estivemos, conhecemos os artesãos Lúcia Helena, Anderson, Nilza, Claudinha, Tereza, Nilzete, Juarez e Terezinha.

Luciana G. Rugani



 

 


 











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...