terça-feira, 27 de dezembro de 2016

PALAVRAS PARA O FIM DO ANO

 
 
Aproxima-se o fim de 2016. 

Mais um ano em que tivemos a oportunidade de dar o nosso melhor em todas as atividades a que nos propusemos, em todas as relações que cultivamos e em todos os lugares aonde fomos.

Final de ano é apenas fim e início de etapas, assim como acontece a cada anoitecer e despertar dos dias. E nesse vai e vem, nessa onda atrás de onda, somos "trabalhados" por Deus por meio das diversas ferramentas que são colocadas em nosso caminho, quais sejam os conflitos e obstáculos que enfrentamos durante o ano.

Não é hora de nos atermos àquilo que não pudemos resolver e ficarmos ressentidos. Precisamos entender que tivemos a oportunidade de fazer o melhor que nos era possível, e assim fizemos dentro de nossas possibilidades e capacidades de seres humanos em aprendizado. Persistimos, seguimos em frente, aceitamos o trabalho de Deus em nós. Então agora é hora de deixarmos para trás o que não vale a pena carregarmos, como a tristeza, a mágoa, a raiva, ressentimentos e levarmos a bagagem da experiência vivida para que daqui pra frente possamos nela refletir, assim como o estudante faz sobre a matéria que estuda, usando nossa razão para analisar os fatos sem o peso de uma carga emocional desnecessária e enxergando os fatos como eles são. Só assim poderemos sublimar a experiência vivida convertendo-a em ganhos para nosso espírito. As dificuldades vividas são o "material" que levaremos para aprendizado e assim nos tornaremos mais fortes e sábios, mas para isso é preciso que tenhamos a humildade para com Deus de permitir que deste trabalho dEle em nós surjam frutos que nos tornem verdadeiramente dignos de sermos chamados "filhos do Criador".

Vale a pena esquecer os comentários maldosos de pessoas que não têm o mínimo direito de opinar sobre nós e o fazem somente por maldade; esquecer as incompreensões daqueles que se acham puros, sempre prontos a julgar o outro; esquecer os descasos, os mínimos gestos que revelam desprezo e inveja; esquecer todos aqueles que nunca nos aceitaram e deixar pra trás o que nunca prestou nem pra nem para companhia.

Seguir em frente é aceitar viver o dia seguinte, é caminhar livre de expectativas e pressões, sem importar-se com o  julgamentos dos outros.

Que todos os amigos e leitores possam então seguir em frente em 2017, aprimorando-se a cada dia ou pelo menos buscando se aprimorar. Que seja um ano de mais amor e menos desprezo, mais compartilhamento e menos disputas, mais compreensão e mais perdão.

Luciana G. Rugani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...