quinta-feira, 11 de maio de 2017

1ª FAZENDA URBANA DA AMÉRICA LATINA: UMA EXCELENTE IDEIA!

A criatividade é fundamental nos tempos atuais. Achei muito interessante uma ideia que começa a espalhar-se pelo mundo: as fazendas urbanas comerciais.

Em Belo Horizonte, foi inaugurada hoje, em pleno shopping na área central da cidade, a 1ª fazenda urbana da América Latina, que contará com uma estufa com 1,5 metros quadrados e com capacidade para uma produção mensal de 50 mil pés de alface, além de outras verduras e ervas como rúcula, agrião e outras. Haverá também um criatório de tilápias cuja água será reaproveitada no plantio das hortaliças, pois os excrementos dos peixes colaboram na nutrição das plantas. É a técnica que chamam de "aquaponia", que concilia a produção de peixes e hortaliças.

Haverá, ainda, a Casa Horta, um espaço onde serão vendidos os produtos ali cultivados. Um restaurante também funcionará no local no conceito "farm to table" (da fazenda pra mesa), e as refeições ali servidas serão preparadas com as hortaliças da fazenda urbana. Além disso haverá local para palestras e espaço de convivência.  Os idealizadores esperam atender a cerca de 1 milhão de pessoas por ano.

A ideia originou-se de parceria entre o shopping e a Startup Be Green, empresa especializada em produção de hortaliças orgânicas em Betim, cidade da região metropolitana de BH.

Hoje no mundo temos quatro fazendas urbanas nos EUA (três em Nova Iorque e uma em Chicago), uma em Londres, três no Japão, uma em Berlim e uma (vertical) em Singapura.
É, sem dúvida, uma tendência mundial que merece ser divulgada e espalhada por mais e mais cidades de nosso país!

Vejam abaixo o croqui e um pequeno vídeo feito hoje, no dia da inauguração, pelo prof. Gabriel Azevedo:


Croquis mostram o projeto na área externa do Boulevard Shopping, no Santa Efigênia (foto: Be Green Boulevard/Divulgacao)
Foto extraída do site do jornal "Estado de Minas"

por Gabriel Azevedo - Você sabia que 75% do que se planta para consumo na América Latina vai para o lixo? Enquanto isso muita gente passa fome! Como fazer para criar um modelo de alimentação (saudável) que não depende de distância, transporte, combustível, poluição e desperdiço? E como usar áreas inutilizadas da cidade para tornar a nossa vida mais sustentável e inteligente? O Giuliano Bittencourt e o Pedro Graziano não apenas tiveram a ideia como tiraram ela do papel! Vejam só...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...