Pular para o conteúdo principal

CABO FRIO - ALERTA: PRÉDIO DA ANTIGA ESTAÇÃO DE FERRO MARICÁ

Hoje venho postar um alerta e ao mesmo tempo um pedido aos historiadores, amantes da história de Cabo Frio e ao Poder Público em relação ao prédio da antiga Estação de Ferro Maricá, que antigamente escoava a produção de sal de Cabo Frio até Niterói.

Trata-se de uma estação de fundamental importância histórica para a cidade, cujo prédio é avalorado pelo Inepac/Iphan e tombado pelo Imupac.

Acontece que o terreno onde ela se encontra está sendo vendido pelo proprietário. Sabemos que pode ser até não muito fácil vender o imóvel com este gravame e que não poderá ser feito nada ali sem autorização dos órgãos competentes, porém conhecemos também casos, por esse Brasil afora, em que o tombamento somente não foi suficiente para evitar que viessem ao chão prédios de importância histórica. 

Sendo assim, solicitamos aos que amam e valorizam a história da cidade e também ao poder público uma maior atenção com este caso para evitar que percamos este valioso patrimônio. Seria interessante que o próprio município adquirisse a propriedade deste prédio que, além de poder ser útil para abrigar atividades de interesse da população, poderia também, se bem trabalhada a ideia, tornar-se um importante ponto de visitação para o turismo histórico-cultural.
Clique aqui  para assinar o abaixo-assinado promovido pelo CEPMMA (Centro de Estudo e Proteção do Meio Ambiente Aquático), dando seu apoio para esta importante causa da preservação de nossa história.

Abaixo seguem fotos do local:













Texto: Luciana G. Rugani
Fotos: Rosa Fonseca

Comentários

  1. Acho uma importante iniciativa divulgar esse triste "negócio" que está para acontecer: a venda do passado glorioso da nossa querida Cabo Frio! Um passado de fartura para os salineiros e cuja produção escoava-se pela estrada de ferro Maricá!Como eram bucólicos os cataventos das salinas! Hoje, esse passado glorioso, que deveria ser preservado, não será conhecido pelas próximas gerações! Estou muito triste!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia..... uma id'eia.... abrigar a Ëscola municipal prof. Renato Azevedo....os especiais iam amar...

    ResponderExcluir
  3. Meu tio era funcionário da rede ferroviária federal,muitas vezes veio para Cabo Frio neste trem.
    Eu era muito pequena mas sempre sonhei em viajar neste trem .
    Como seria bom que tivesse ainda como meio de transporte ou apenas para ser lembrado.

    ResponderExcluir
  4. A desapropriação e a ocupação da antiga estação de trem, transformando-o em um espaço cultural que envolvesse as comunidades do entorno, foi uma das propostas da Comissão dos 400 anos em 2015. Acometidos pela crise econômica que se instalou, abortamos o projeto da Estação 400anos. Perdê-lo será lamentável! Eu, particular e publicamente me disponibilizo integralmente na retomada dessa aquisição, a partir de tudo que já foi encaminhado, pois a historia da cidade é merecedora de tão significativo resgate.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019