Pular para o conteúdo principal

LANÇAMENTO DA ANTOLOGIA "FLORES LITERÁRIAS"

Aconteceu ontem no Charitas o lançamento da Antologia Poética Flores Literárias. A obra é composta por nomes de todo o Brasil e por um poeta do Equador. Há desde poetas iniciantes até nomes já consagrados e premiados internacionalmente.

O grupo "Flores Literárias" tem por objetivo propagar a cultura por meio da literatura, poesia e das mais variadas formas de arte. Em seus saraus mensais o clima é sempre de alegria e sintonia com os mais sublimes sentimentos pois a arte é o que predomina e a arte tem esse poder de extrair o melhor que há em cada um de nós.

Sou uma das autoras desta antologia e sinto-me muito honrada e feliz por participar. É muito gratificante, principalmente por ser uma antologia cabo-friense, pois em Cabo Frio que tenho inspiração para minhas melhores poesias. 

A poesia que fiz para participar desenvolve-se ao redor de várias flores tendo a rosa como representação. Chama-se "Sonhos":


Sonhos...
sonhos de vil quimera
sonhos de mil canções
e sonhos de mil paixões.
Se vivo, sonho
e ao sonhar te encontro
te encontro vivo nas manhãs,
na brisa que sopra,
no sol que brilha,
te encontro em mim.
E nesse encanto mútuo caminhamos,
por entre veredas de lírios, rosas e dálias.
De repente vejo uma rosa,
linda, suave, pétalas de veludo.
A ela dirijo minha atenção,
meu olhar e meu carinho.
E, ao voltar não te encontro
Onde está você?
Desapareceu na brisa suave,
nos raios de sol?
Desperto.
Claro, claro que você se foi,
era só um sonho!
Um sonho de fantasia.
E, agora que despertei,
vou iniciar meu dia
e aguar a rosa,
fonte da minha alegria.

Abaixo segue a lista de todos os participantes, aos quais deixo aqui meus parabéns por este trabalho maravilhoso, e algumas fotos do evento:

Aline Santos - Ana Rezende Rosa - Andréa Rezende - Bruno Black - Cássia Naipe - Cecília Ozório - Dr Cid Magioli - Clevane Pessoa - Dirce Moreira - Edilane Meireles - Elaine Lopes - Elaine Marcelina - Else Dorotéa - Eraldo Amay - Evânia Medeiros - Gianetti Lopes - Humberto Napoléon - Jana Souza - Janete Reist - Jaqueline Brum - Jiddu Saldanha - Jorge Fernando - Karina Horst - Kéren Hapuk - Linderberg Brito - Luciana G Rugani - Ludmila Oliveira - Márcia de Vidal - Marcinha Ribeiro - Maria Dulce de Vargas - Marta Sportitsch - Martina Campos - Maurício Cardozo - Mhario Lincoln - Miguel Lima - Nadinéia de Oliveira - Nathally Amariá - Nilza Freire - Renata Barcellos - Roberta Queiroz - Roberto Amorim - Rodrigo Motta - Rosa de Mattos - Rosa Fonseca - Rosana Andréia - Rosane Merçon - Rosemary Gomes - Silvana Lima -Taise Ribeiro - Tatiana Viegas - Vera Lúcia Alves e Yuri Vasconcellos.






Luciana G. Rugani

Comentários

  1. Foi lindo, um presente para a alma desfrutar de tanta beleza através das palavras em forma de poesias. Parabéns as idealizadoras de tão maravilhoso sonho, Jaqueline Brum e Andrea Rezende. Agora todos nós sonhamos juntos. Parabéns aos poetas, músicos, enfim, todos que com sua arte nos proporcionam momentos tão sublimes. Obrigada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019