Pular para o conteúdo principal

SINAIS DA NATUREZA EM TEMPOS DE QUARENTENA

É sempre conveniente que tenhamos uma visão mais ampla e reflexiva sobre tudo que nos acontece. Em um fato preocupante e, aparentemente, só negativo, há pontos positivos que funcionam como um alerta do que precisa ser mudado.

Neste tempo de quarentena, vale a pena observarmos mais a natureza. Nas grandes cidades, basta olharmos pela janela de algum grande edifício para percebermos que aquela névoa de poluição que víamos diariamente no horizonte desapareceu. Até mesmo à noite, ao olharmos para o céu, percebemos uma nitidez a mais na visão. Isso também em relação aos sons da natureza. O silêncio de uma cidade em quarentena nos faz ouvir outros sons que jamais ouviríamos se assim não fosse, pois o som se propaga ainda melhor em atmosfera menos densa.

Em relação às praias, não podemos frequentá-las, mas isso não impede que as observemos através dos drones, tecnologia que tem muito a contribuir positivamente. E que maravilha percebermos que a natureza está "respirando", se recuperando aos poucos neste tempo de "descanso" da presença humana massiva! E, sejamos verdadeiros, considerando o modo como o ser humano vinha lidando com a natureza, lançando sem dó bitucas de cigarro na areia e dentro do mar, deixando seu lixo nas praias, contribuindo para a formação do "oceano de plástico" que tanto tem matado animais marinhos, podemos dizer que esta pausa, em sentido ambiental, é um ponto positivo a ser analisado. 

Que possamos ter a  percepção mais apurada e a sensibilidade de perceber os sinais da natureza nos mostrando que precisamos repensar nossas atitudes enquanto membros deste conjunto maior que é o planeta. Não somos ilhas. Nossas ações refletem no coletivo, no ambiente que nos envolve, e voltarão para nós como efeitos do que produzimos. Isso é fato, é lei da natureza. Então, espero que a grande maioria das pessoas e também líderes de coletividades possam despertar para essa questão, possam observar mais o ambiente que os envolve e analisar o que devemos mudar em nosso proceder daqui pra frente, quando a vida voltar ao "normal". Que hábitos nossos, em nosso dia a dia, precisam ser mudados, que diretrizes precisamos adotar em nossas ações coletivas, qual o foco devemos priorizar para que a vida na Terra não chegue novamente em seu limite crítico.

Abaixo seguem vídeos e fotos de três das belíssimas praias de Cabo Frio, nesta quarentena. Praia das Conchas, Praia do Peró e a Praia do Forte. Cliquem para ver e percebam, em toda plenitude, a beleza e vida que há em nossa natureza apelando para que nos conscientizemos e deixemos de seguir tão limitados aos nossos interesses do cotidiano. Que possamos mudar nossos hábitos em relação à natureza, ela é essencial para a manutenção de nossas vidas.

Fotos e vídeos: Jhony Bianch.
Texto: Luciana G. Rugani













Comentários

  1. Ambiente lindo,e por falar em ambiente lindo,cadê aquela florestinha linda da ilha do japonês que sumiu no do nada,cortaram todas as árvores pra qual finalidade?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

LANÇAMENTO DE MEU LIVRO "MAR DE PALAVRAS" E DO LIVRO "SURFANDO NAS LETRAS", DE ROBERTO AMORIM

Ontem, no Charitas, aconteceu o lançamento de meu livro "Mar de Palavras" e do livro "Surfando nas Letras", de Roberto Amorim. Com a presença de diversos amigos, escritores e poetas, a noite foi um show de poesia e alegria!Para mim foi uma emoção sem tamanho! Ao som do piano de Vania Meireles, amigos queridos declamaram nossas poesias e nos dirigiram palavras engrandecedoras. Foi uma noite mágica!  Para quem deseja adquirir um livro, basta procurar no site https://sebodolanati.com.br/ com o Fábio Lanati. O livro está a venda também nas seguintes lojas virtuais: Americanas, Submarino, Shoptime, Amazon, Estante Virtual, Portal dos Livreiros, Sebos OnLine, Megaleitores e no site Leu Vendeu. Abaixo segue um pequeno vídeo com algumas fotos oficiais do evento, um segundo vídeo com a filmagem completa do evento e algumas fotos: