Pular para o conteúdo principal

NICK VUJICIC: INSPIRAÇÃO PARA UMA VIDA ABSURDAMENTE BOA

Esta semana terminei de ler o livro “Uma vida sem limites”, que narra a história de vida de Nick Vujicic. Nascido sem pernas e sem braços devido a um problema congênito de falha durante a formação embrionária, Nick nos conta toda sua vida desde garoto até os dias de hoje. Relata seu sofrimento com experiências em que vivenciou a discriminação, principalmente na adolescência, e como conseguiu superá-las prosseguindo com alegria e sem mágoas, o esforço e criatividade para superar os obstáculos físicos, a perseverança, coragem e obstinação com que vai atrás de seus objetivos. Nick é um verdadeiro exemplo de vida.
Hoje, com 29 anos, Nick já se formou em planejamento financeiro e contabilidade. Além disso, é palestrante e evangelizador, levando alento, força e sabedoria de vida para pessoas do mundo inteiro. Nick anda de skate, toca instrumentos musicais, já substituiu um maestro certa vez em orquestra da escola, joga golfe, surfa, mergulha, entre outras atividades. Busca ser o mais independente possível. Em suas viagens pelo mundo, um dos lugares que mais o marcou foi a Cidade do Lixo, no Egito, que, segundo ele, foi um dos lugares mais degradantes em que já esteve, mas, em relação ao espírito, um dos mais acolhedores.
Nick é uma das poucas pessoas que conseguem compreender o verdadeiro sentido da existência. Compreendeu com a razão e com o coração o propósito de Deus para sua vida, e aceitou-o de bom grado. Talvez por isso consiga realizar sua missão e viver sua vida mantendo o otimismo e a alegria.
Vale a pena ler e refletir em suas palavras, pois este livro abre nossos horizontes, ajuda-nos a sair de nossa pequenez de enxergar a vida como se ela fosse somente essa superfície de nossas vivências diárias e aprofundarmo-nos em seu verdadeiro sentido e razão de ser.
Abaixo, um trecho do livro e um vídeo com uma pequena entrevista de Nick Vujicic:

Tenho a chance de escolher. Você tem a chance de escolher. Podemos optar por ser indivíduos que dão importância apenas às decepções e insistem em enfatizar as falhas e deficiências. Podemos decidir ser pessoas amargas, raivosas ou tristes. Ou, ao contrário, quando tivermos de encarar períodos difíceis e lidar com pessoas daninhas, podemos optar por aprender com a experiência e seguir em frente, assumindo a responsabilidade por nossa própria felicidade.
Por ser filho de Deus, você é bonito e precioso, e vale mais do que todos os diamantes do mundo. Somos perfeitamente adequados para cumprirmos nossos propósitos! Mesmo assim, nosso objetivo deve ser sempre o de nos tornarmos ainda melhores, forçando nossos limites, ampliando horizontes, sonhando alto. Ao longo do caminho são necessários ajustes, porque a vida nem sempre é um mar de rosas, mas sempre vale a pena ser vivida. Estou aqui para dizer que, sejam quais forem as circunstâncias, enquanto você estiver respirando, tem uma contribuição a dar.
...
Todos os eventos conspiram para o bem. Tenho certeza disso porque aconteceu comigo. Uma vida sem braços e pernas pode ser boa? Só de olhar para mim as pessoas podem ver que encarei e superei muitas dificuldades e muitos empecilhos. Isso faz com que se sintam dispostas a me ouvir como fonte de inspiração e permite que compartilhe com elas a minha fé, que lhes diga que são amadas e que eu lhes dê esperança.
Essa é a minha contribuição. É importante reconhecer seu próprio valor. Saber que tem uma contribuição a fazer. Se neste momento você está se sentindo frustrado, tudo bem. Seu senso de frustração significa que você quer mais do que teve até agora e é bom. Muitas vezes são os obstáculos que nos mostram quem realmente estamos destinados a ser.


Luciana G. Rugani

Comentários

  1. Gostaria de deixar aqui o meu depoimento.
    Lí o livro e aprendi muita coisa boa.
    Dentre muitas das coisas a principal é não reclamar da vida.
    A vida é um verdadeiro dom que Deus nos concede para nosso crescimento em todos sentidos: emocional, espiritual, intelectual, e outros mais.
    Recomendo a sua leitura, pois o mesmo ajudará na caminhada por valores mais positivos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

PARA HENRY BOREL

Não mais o riso fácil de criança! Os bonecos a lutar, Impulsionados por frágeis mãozinhas, Agora estão inertes Como inerte está  O seu corpinho sofrido. Não mais a alegria E o gosto da liberdade Dos dias fora do calabouço, O seu cárcere de dor. Quantos gritos mudos Em abraços silenciosos. Quantas dores caladas Gritadas em olhar de pavor. Quantos pedidos no choro fácil, No rostinho escondido no ombro No colo de sua algoz. Uma criança somente, E somente só. Única! Seu riso só seu, Seu olhar, sua identidade. Sua voz, seu abraço Únicos! Sua voz agora é silêncio, A mesma voz  Que animava brinquedos A mesma voz  Que implorava socorro na fala curta. Pai, me deixa ficar contigo! A luz aqui Pra sempre se apaga. Ficarão a saudade, E consciências sem paz. Mas a luz vive além Resplandece linda entre anjos. O anjo venceu o leão da arena E em outras esferas foi sorrir, Foi brincar, Foi viver. Liberto está, Para sempre, Das mãos frias de duros golpes, Dos abraços fortes de ódio E da tortura, Que dói

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si