quinta-feira, 9 de agosto de 2012

PROGRAMA BANDEIRA AZUL - ITEM DO PLANO DE GOVERNO DE ALAIR CORRÊA - MEIO AMBIENTE


PROJETO BANDEIRA AZUL

Ao mesmo tempo em que a consciência ambiental tem avançado nos últimos anos, esta evolução não tem sido acompanhada, no mesmo compasso, em relação a velhos hábitos incrustados em nossa sociedade, como, por exemplo, os costumes de deixar na areia o lixo produzido na utilização das praias e de jogar bitucas na areia.

De uma forma geral, em termos de movimentos ativistas e ações de grupos voluntários, a conscientização ambiental avançou bastante, mas a nível individual e de gestão ainda tem muito que caminhar.

Pensando nisso, foi criado o Programa Bandeira Azul pela FEE - Foundation for Environmental Education - instituição internacional com diversos integrantes representando seus países.

Este programa visa a preservação e uso sustentável das praias e marinas em todo o mundo através de ações que conduzam à solução dos problemas existentes e da promoção de maior conscientização dos cidadãos e dos gestores sobre a necessidade de proteger os ambientes costeiros. É concedida uma certificação internacional a praias que conseguirem se adequar a 32 critérios nas áreas de segurança, acessibilidade, balneabilidade, informação, educação e gestão da praia. Trata-se de um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo mundo.

Para efeito de comparação, o Brasil, com aproximadamente 7.408 km (aumentando para 9.198 km se consideramos as saliências e as reentrâncias do litoral) de extensão litorânea, tem apenas uma praia certificada (Praia do Tombo, no Guarujá - SP), enquanto que Portugal, com aproximadamente 1.793 km de área litorânea, tem 276 praias certificadas. Junte-se a isso a degradação ambiental pela qual passam nossas praias, e temos um panorama revelador da falta de consciência ambiental de nossa população, culminando na urgência de medidas educativas e promotoras de um uso mais adequado, mais sustentável, do ambiente costeiro. 

Certamente, a praia que obtiver esta certificação, por ser raridade no Brasil, se tornará destaque internacional, levando, consequentemente, a um incremento no turismo do município em que se encontra.

O programa comemora 25 anos, porém no Brasil só chegou recentemente, em 2006. Mas vem crescendo, e hoje temos mais duas praias tentando a certificação (a Prainha, na região da Barra da Tijuca - RJ  e a Praia de Itaúna, em Saquarema - RJ) e todas as marinas de Angra dos Reis.

Este programa está previsto no plano de Alair Corrêa para a cidade de Cabo Frio, na área de meio ambiente. É algo transformador, que poderá trazer inúmeros benefícios na preservação das belezas naturais de Cabo Frio e na área do turismo, além de contribuir para a formação de cidadãos educados e conscientes da importância de interação menos danosa com o meio ambiente.

Eis as principais metas do programa:

Planejamento que integra as questões ambiental, arquitetônica e turística;
Elevar o grau de conscientização da comunidade e governantes;
Incentivar a proteção ambiental marinha e costeira;
Contribuir para o Turismo Sustentável;
Educação Ambiental; 
Selo internacional de qualidade ambiental para praias urbanas e marinas;
Refletir positivamente no turismo local e no conceito internacional do gestor do Município.

Luciana G. Rugani
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...