quarta-feira, 30 de outubro de 2013

E O TUDO VIROU NADA




Nada mais faz sentido, 

tudo o que um dia fez,

hoje é só poeira.

Já não tem gosto, não tem porquê,

rua sem saída, caminho sem destino.

Aquilo que era,

e, do nada, já não é.

Como a bolha de sabão,

linda, brilhante, que segue explorando o céu aberto,

e de repente se esvai,

retorna ao nada.

Triste sina,

repetida sina,

carma, sorte..sei lá


Luciana G. Rugani


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...