sexta-feira, 29 de novembro de 2013

INVEJA


ARTIGO – Sentimento negativo

Publicado Coluna Bem Viver do Jornal Estado de Minas

Antônio Roberto, sou executivo principal de uma grande empresa e me deparo, com freqüência, com muita intriga e hostilidade entre os gerentes. Será inveja? Como lidar com isto. Tomas Viotti – Belo Horizonte.
Antônio Roberto, como lidar com uma irmã que me ataca e me critica constantemente? Ela sempre me puxa para baixo. Marina – Sabará
Antônio Roberto, trabalho com dedicação, nas atividades sociais e religiosas de minha Paróquia. Sofro muito com algumas pessoas que querem sempre aparecer, brilhar e passar na frente das outras. Será inveja? Luíza – Belo Horizonte.

Todo sentimento negativo nos faz sofrer. Daí a importância do entendimento e elaboração do sentimento de INVEJA. Compreender este sentimento pode ser a chave para a resolução de diversos conflitos no trabalho, em casa, na sociedade. Não há sentimento mais destrutivo para o clima organizacional ou familiar que a inveja.

Mas o que é a inveja?

Para entendermos a inveja temos de descobrir a estrutura básica que antecede. O mecanismo que cria a inveja é a COMPARAÇÃO.

A inveja é a vivência de um sentimento interior sob a forma de frustração, de tristeza, de mal-estar, de acanhamento, por nos sentirmos menos do que o outro, por não possuirmos o que o outro possui, por não sermos o que o outro é. É um desequilíbrio íntimo, oriundo de um sentimento de inferioridade, fruto da COMPARAÇÃO que fizemos entre nós e o outro, seja nas posses materiais, na casa, no carro, na roupa, no dinheiro ou nas suas qualidades psicológicas, morais, físicas, sociais ou espirituais. E como a inveja é um desequilíbrio entre nós e os outros em um processo comparativo, desde cedo nos foram ensinados alguns mecanismos de defesa para este desequilíbrio.

Um dos mecanismos é nos aumentarmos, nos vangloriarmos, nos enaltecermos para evitarmos o mal-estar da inveja. Falamos excessivamente bem das nossas próprias coisas e, ao mesmo tempo, procuramos diminuir a outra pessoa através da crítica. Quando criticamos alguém, quando temos necessidade de diminuir alguém, quando ofendemos alguém, quando temos necessidade de falar mal de alguém, provavelmente estamos nos sentindo inferiores a esta pessoa. A inveja é a incapacidade de ver a luz das outras pessoas, a alegria, o brilho, a luminosidade de alguém, seja em que aspecto for. A inveja é o sentimento daqueles que não aceitam a diversidade do mundo e das pessoas. E esta incapacidade de aceitar que as coisas e as pessoas sejam diferentes é uma rejeição de sua própria pessoa como sendo diferente das demais. A inveja é a auto-aversão por não sermos como os outros são. O que há de negativo e pior é esta auto-rejeição em algum aspecto. Daí a relação direta entre inveja e auto-estima baixa.

Quem não se ama é invejoso.

Muitas pessoas pensam que inveja é quando vemos algo em alguém e queremos ter ou ser iguais ao outro. Isto é apenas um desejo de aprendizado, de crescimento. O que caracteriza a inveja é a frustração conosco mesmos, é a tristeza conosco mesmos, é a intolerância com nós próprios por nos sentirmos menores do que os outros. Por outro lado, toda a nossa sociedade é baseada na comparação.

Nossa cultura é uma cultura da comparação. Como tudo é relativo como tudo está em relação, nós perdemos a capacidade de ver as coisas em si mesmas e só conseguimos entender as pessoas e coisas na comparação umas com as outras.

Toda propaganda é baseada no processo comparativo, entre nós e os modelos que nos são apresentados. A trama-base de qualquer propaganda consiste em que olhemos alguém no vídeo, por exemplo, nas suas qualidades de riqueza, poder, prestígio, inteligência, dinamismo, beleza, força e magnetismo pessoal; que nos comparemos com os ambientes e pessoas apresentadas, que nos sintamos inferiores, magoados e diminuídos subliminarmente.Em seguida, é-nos apresentada a solução para resolver aquele mal-estar: a compra de alguns produtos que nos farão iguais aos padrões apresentados!

A sociedade em que vivemos é baseada na comparação na competição e, portanto, na INVEJA.

E as organizações empresariais com seus instrumentos comparativos, alimentam e disseminam a inveja entre os seus empregados, sem se aperceberem disto.
As organizações familiares, de igual forma, comparam seus membros, gerando um clima de disputa e hostilidade entre eles.
Uma pergunta muito comum dos pais é:
_Porque os irmãos brigam tanto?
_Porque sempre foram comparados entre si. Porque eles se invejam.
Outra pergunta que muitos fazem é por que tanta maledicência, fofoca nas relações de grupo, até em ambientes religiosos ou educacionais? Por causa da competição, gerada pela inveja, alimentada pelas comparações. E como trabalhar este sentimento tão devastador? Como lidar com a inveja seja a nossa ou a dos outros?
Esse será o assunto do nosso próximo artigo, no domingo que vem.
Antônio Roberto

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

CABO FRIO: BAIRRO DA PASSAGEM




"O bairro centenário da Passagem é um raro espaço forrado de pedrinhas portuguesas e paralelepípedos, onde entre árvores e vias antigas e estreitas, encontramos a atmosfera de paz e tranquilidade vivida pelos antepassados cabo-frienses".
"Largo de São Benedito, hoje rodeado por casarões antigos, barzinhos e restaurantes acolhedores como este, incorporam harmoniosamente a atmosfera bucólica do bairro da Passagem, Cabo Frio - RJ". 
"Hoje o bairro Passagem é referência arquitetônica da cidade, uma vez que seu casario é formado por várias construções da época da colonização. Modernizadas pela pintura em tons de azul, verde, vermelho e amarelo, essas edificações ajudam a contar a história de Cabo Frio, RJ" .

"Em Cabo Frio, a história sobre esta casa no bairro da Passagem inicia-se em 1958. A família real Orleans e Bragança adquire o terreno, realiza a construção do belo casarão colonial, com dez suítes. Já concluída a obra, a família é informada que não era permitido construir na área um imóvel em toda sua dimensão, uma vez que parte do terreno já constituía uma antiga servidão que era utilizada pelos pescadores locais. Constatado o equívoco, desapropriou-se parte do imóvel e construiu-se este arco, conhecido como "Beco do Príncipe". Os herdeiros da família real desfrutaram dos verões em Cabo Frio até meados dos anos 60. Na mesma década, o casarão foi vendido para a família do ex-senador Magalhães Pinto, proprietários atuais do imóvel". 

Rua Manoel Antônio Ribeiro
Igreja de São Benedito

* todas as fotos diurnas e informações extraídas da página do facebook de Achilles Pagalidis https://www.facebook.com/achilles.pagalidis?fref=ts

Estas fotos noturnas foram tiradas por mim. É a Praça de São Benedito, à noite. Um lugar aconchegante, com restaurantes de primeira linha. É como uma cidade dentro de outra cidade:

Luciana G. Rugani

domingo, 24 de novembro de 2013

MÚSICAS ROMÂNTICAS PARA UM SÁBADO MUSICAL

Nesta noite deste sábado musical, quero deixar aqui registradas algumas músicas românticas dos anos 70 e 80 das quais me lembrei hoje e que são puro sentimento. Gosto deste estilo, o qual muitos chamam de "brega". Mas o que é a música brega senão uma música melodiosa e cuja letra é repleta de sentimento? Gosto disso, letras e melodia intensas, que tocam nosso coração à primeira nota ouvida.

Para quem gosta, curta à vontade. Para os que não gostam, aguardem o próximo post musical de nosso blog, ou cliquem no nosso índice para acessar os post já publicados sobre outras músicas:





Luciana G. Rugani

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

OS CEM ERROS MAIS COMUNS DA LÍNGUA PORTUGUESA

Nossa língua é um pouco complexa devido às tantas regras e exceções que possui. Encontrei o arquivo abaixo que certamente poderá ser de grande valia para todos nós enquanto falamos ou escrevemos.

O arquivo é composto dos 100 erros mais comuns da Língua Portuguesa juntamente com a forma correta de acordo com os padrões da língua.

Sigam clicando sempre na seta para a direita, na parte cinza do arquivo, para ver todas as páginas:



quinta-feira, 21 de novembro de 2013

VENHA CONHECER O "MUCO" - MUSEU DA CORRUPÇÃO


Quer entender melhor e manter-se informado sobre a corrupção no Brasil e no mundo? Agora existe o Museu da Corrupção - MUCO.

Um site com visual atrativo e com uma criativa forma de interação onde você poderá se informar melhor sobre essa doença crônica que ataca nosso país minando nossas esperanças e trazendo revolta contra tantos desmandos e tanto descaso com a coisa pública por parte de nossos governantes e representantes.

Navegue no site, leia, conheça, e, principalmente, divulgue.  A corrupção tem um custo altíssimo. É por isso que somos um país com uma das mais altas cargas tributárias e ao mesmo tempo tanta carência, tão péssima infraestrutura naquilo tudo que o governo deveria garantir aos cidadãos. Temos problemas na saúde, na segurança, na educação, somos um país que dificulta novas oportunidades, pois tudo que você vai fazer é tanto imposto, tanta taxa e tanta burocracia que quem tem grana sobrando prefere pegar os famosos "atalhos" da corrupção, enquanto aquele que segue os trâmites normais é "penalizado" com mais e mais taxas, demora na tramitação, obstáculos e mais obstáculos que surgem muitas vezes até inviabilizando o negócio. Isso é a "engenharia" da corrupção, seguindo a linha da hipocrisia reinante nas administrações públicas brasileiras, onde a imagem que se passa é de controle, segurança, cuidado com a coisa pública, enquanto que basta "estar do outro lado do balcão" para perceber a realidade perversa da priorização dos interesses pessoais, eleitoreiros ou politiqueiros das administrações públicas.

Clique aqui para conhecer o MUCO: http://www.muco.com.br/home.htm

Luciana G. Rugani

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

AVISO

HOJE, DIA 20/11/2013, FINALMENTE CONSEGUI 

OBTER NOVAMENTE MEU ANTIGO DOMÍNIO!! 

CONSEGUI RECUPERÁ-LO DEPOIS DE MUITA 

PESQUISA!! SENDO ASSIM, AGORA NOSSO BLOG 

TEM DOIS ENDEREÇOS: 

www.cantinhodasideias.com.br ou também o já 

conhecido www.carpediemluciana.com

___________________________________________________________________________________________________
Em 18/09/2013 - Aos amigos que seguem ou apreciam meus textos, 

quero informar que não consegui renovar meu 

domínio www.carpediemluciana.com 

Minha conta não era configurada para renovação 

automática, (condição necessária para manutenção 

do domínio) e o Google Apps desativou a compra de 

novos domínios. O texto abaixo explica melhor essa 

questão. Em consequência, tive que comprar outro 

domínio, de outra empresa, por isso, a partir de 

hoje, o blog "Carpe Diem" (www.carpediemluciana.com)  

tornou-se 

"Cantinho das ideias" (www.cantinhodasideias.com.br).


Boa tarde!

Luciana G. Rugani

O Blogger desativou a opção de compra de domínios personalizados através do Blogger. Com isso, os blogueiros que quiserem comprar um domínio próprio, terão que adquirir por meio de outros registradores. Vale lembrar que a  desativação do serviço não afeta nenhum blog, apenas impede que novos domínios sejam comprados por meio da plataforma.
Quem comprava o domínio pelo Blogger poderia registrá-lo em um dos parceiros: Enom ou Godaddy. Esse procedimento era realizado por intermédio do Google Apps, onde o usuário realizava o pagamento. A renovação do domínio que já foram comprados, continuará sendo feita através do Google Apps. É por isso que, para aqueles que já compraram o domínio pelo Blogger, recomendamos que mantenham a opção de renovação automática ativada e as informações do cartão de crédito atualizadas. 

terça-feira, 19 de novembro de 2013

MENSAGEM DE JESUS




BOM DIA,


       BOA TARDE,


                  BOA NOITE,

EU PRECISO DE VOCÊ!

Quando você se levantou pela manhã, Eu já havia preparado o sol para aquecer o seu dia, e o alimento para sua nutrição.

Sim, Eu providenciei tudo isto enquanto vigiava seu sono, sua família e sua casa. Esperei pelo seu "Bom dia", mas você parecia ter tanta pressa que Eu o perdoei.

O sol apareceu, as flores ofereceram seu perfume, a brisa da manhã lhe acompanhou e você nem se lembrou que eu é que havia preparado tudo para você.

Seus familiares sorriram, seus colegas lhe saudaram, você trabalhou, estudou, viajou, realizou negócios, alcançou vitórias, mas você não percebeu que Eu estava cooperando com você e mais teria ajudado se você tivesse me dado uma chance...

Eu sei, você corre tanto... Eu perdoei. Você leu bastante, ouviu muita coisa, viu mais ainda, e não teve tempo de ler ou ouvir a minha Palavra.

Eu queria falar, mas você não parou para ouvir. Eu quis até lhe aconselhar,  mas você nem pensou nesta possibilidade. Seus olhos, seus pensamentos, seus lábios, seriam melhores. O mal seria menor em sua vida. 

A chuva que caiu à tarde foram minhas lágrimas por sua ingratidão, mas foram também as minhas bençãos sobre a terra, para que não falte o pão e a água.
Findou o seu dia. Você voltou para casa, mandei a lua e as estrelas tornarem a noite mais bonita, para lembrar-lhe meu amor por você.

Certamente, agora, você vai dizer um "Obrigado" e uma "Boa noite". PSIU... está me ouvindo? Já dormiu!

                                                          Que pena! Boa noite, durma bem.

                                                                     Eu fico velando por você.

                                                                                         JESUS.

(texto de autoria desconhecida)

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

CABO FRIO ANTIGAMENTE


REVISTA VIRTUAL COM FOTOS ANTIGAS DA CIDADE DE CABO FRIO

CLIQUE NA FOTO ABAIXO E FOLHEIE A REVISTA



FOTOS ANTIGAS DE CABO FRIO

PARABÉNS, CABO FRIO, POR SEUS 398 ANOS!!


Hoje é aniversário da cidade de Cabo Frio, que completa 398 anos.

Conheço e visito a cidade com frequência desde criança, e acompanhei todo o seu desenvolvimento. No aniversário do ano passado, recebi da Câmara Municipal da cidade o título de cidadã cabofriense, o que muito me honrou, me emocionou e me alegrou. Costumo dizer que o título que recebi veio oficializar uma antiga situação já existente de fato, pois, para mim, o ser ou não ser cabofriense sempre esteve muito mais relacionado ao interesse e afinidade com o local do que propriamente com o nascimento ou mesmo com o título concedido. Isso porque Cabo Frio é uma cidade que contém na essência de seu desenvolvimento a participação crescente de pessoas de diversos locais.

Desde os anos 70, quando se intensificou o crescimento do mercado imobiliário e do turismo na cidade, que é alto o seu crescimento migratório. Isso foi essencial para seu desenvolvimento.  É grande, por exemplo, o número de comerciantes mineiros, donos de pousadas, hotéis, restaurantes, construtoras, etc., assim como o de cariocas. 

É tão evidente esta característica cosmopolita intrínseca da cidade e de sua história, que até mesmo a letra de seu hino a explicita. Eis o trecho: "Forasteiro, não há forasteiro, Pois nesta terra todos são iguais..." Vitorino Carriço, ao retratar essa característica no hino, destaca-a e a coloca em alto grau de importância, como algo a ser realmente levado em conta e respeitado pela população. Costumo dizer que Vitorino Carriço certamente compartilharia do pensamento do filósofo Sócrates, também bastante avançado para sua época, o qual se autodenominava "cidadão do mundo".

Uma cidade privilegiada pela natureza, e onde o desenvolvimento foi todo construído por pessoas vindas das mais variadas localidades e culturas, é uma cidade onde a criatividade naturalmente reina; é um terreno próspero para a arte, nas suas mais diversas manifestações; para estabelecimentos comerciais inovadores, que possam trazer um pouco do que há de melhor nos estados de origem; e tudo o mais que a criatividade permitir. Enfim, o caráter de diversidade na constituição de sua população incentiva potencial para todos, esta é a "cara" de Cabo Frio. 

Possivelmente, talvez haja alguma parte tradicional da população da cidade que ainda se amedronte com o novo, que tema o convívio com as diferentes culturas, ideias e modo de ser. Isso é normal, principalmente em cidades interioranas. Costuma ser uma pequena porção populacional que insiste em distinguir preconceituosamente as pessoas por sua naturalidade, preferindo olvidar que a cidade se desenvolveu com as diferentes culturas e que simplesmente não sobrevive mais sem elas. Sabemos que há muitos cabofrienses natos de destaque, que deixaram marcas na história da cidade, mas sabemos também que existem muitos cabofrienses de coração que também fizeram e fazem a diferença no seu desenvolvimento. Hoje nosso mundo está cada vez mais sem fronteiras, tudo muito rápido e dinâmico, muito diferente da época em que cidades passavam anos e anos com a mesma paisagem, os mesmos problemas, sem renovação, sem melhorias. A transformação acelerada da sociedade mostrou que só mesmo com dinamismo, abertura para o novo e portas abertas para o outro é que torna-se possível o desenvolvimento. Há como um trator passando por cima dos valores estagnantes e bloqueadores de uma sociedade. Este é o panorama de hoje, e sem volta, em nossas cidades. 

Penso que será verdadeiramente cabofriense aquele portador de uma afinidade profunda com a cidade que o leve a ter com ela uma relação onde prevaleça sempre, acima de tudo, o interesse de que seja uma cidade cada vez melhor e com mais qualidade de vida para todos que adentrarem seu território; aquele que dedique todo o respeito e cuidado com seu tesouro natural, que é a sua belíssima natureza; e que ajude a soprar a semente do amor e dedicação à cidade impulsionando as boas ideias de forma a expandir ao futuro a consciência de uma vivência realmente cidadã.

Para comemorar esta data, todos os anos costumo fazer poesias. Desta vez resolvi fazer uma revista virtual com fotos antigas da cidade, verdadeiros registros históricos do quanto que a cidade se desenvolveu e modificou seu visual com o passar dos anos. É uma viagem no tempo. Basta clicar na foto abaixo e a revista aparecerá. A partir daí, pode-se folheá-la à vontade.

O que me une a esta cidade está acima de qualquer situação, pois foi a afinidade por ela verdadeiramente sentida que brotou em meu coração e fez com que naturalmente se concretizassem nossos elos de ligação. É um sentimento antigo, que nenhum percalço no caminho será capaz sequer de arranhá-lo. É algo derivado do livre sentir e livre escolher, e eu escolhi prosseguir com minha vida em Cabo Frio, cuidando, observando e buscando o que for melhor para a cidade, e isso nada poderá mudar.

Parabéns, Cabo Frio! Feliz aniversário!

fotos: facebook do perfil Praia do Peró ( https://www.facebook.com/praiadopero2?fref=ts )


FOTOS ANTIGAS DE CABO FRIO
Luciana G. Rugani


domingo, 10 de novembro de 2013

ALERTA PARA O USO DAS REDES SOCIAIS

Dando continuidade à série de artigos onde falamos sobre Crimes Contra a Honra, hoje abordaremos uma face dos crimes contra a honra realizados via internet.

Acho importante abordar este assunto, pois a difamação hoje, devido aos recursos tecnológicos, adquiriu formas sofisticadas e, considerando o desconhecimento da maioria das pessoas em torno do assunto, e a pouca divulgação da questão, o esclarecimento se faz urgente.

Vemos casos de namoros rompidos em redes sociais, e posterior divulgação de fotos, vídeos e conversas íntimas; na política está acontecendo uma "profissionalização" da difamação, conforme a matéria que postamos aqui (clique neste link para ver: http://www.cantinhodasideias.com.br/2013/11/falta-de-carater-vira-negocio.html ); já vimos casos também nas relações profissionais, enfim a difamação e fofoca encontraram um terreno fértil e armas que de pronto convencem o leigo menos avisado.

Hoje falaremos um pouco sobre o print screen, a famosa "captura de tela", tão mencionada nas redes sociais como ameaça uns contra os outros. Este recurso é um mecanismo através do qual se grava a imagem da tela em tempo real.

No mundo jurídico, o print screen não é aceito como prova, pois sabe-se que é facilmente manipulável. Eu mesma, em poucos segundos, forjei hoje uma captura de tela que adicionei aqui como modelo. Uma conversa minha bem à vontade com a presidente Dilma, como se fôssemos duas amigas. Esclareço que a foto que utilizei nesta simulação foi a foto do perfil oficial da presidente (este link: https://www.facebook.com/SiteDilmaRousseff?fref=ts ) portanto não se trata de um bate-papo entre mim e um possível fake da presidente. Trata-se simplesmente de um bate-papo meu com um perfil amigo do meu face, onde eu alterei as fotos, nomes e conteúdo.

Continuando, sabemos que o mundo jurídico não considera o print screen, ou, captura de tela, prova suficiente. Mas, infelizmente, muitas relações costumam ser rompidas sem chegar até a órbita jurídica, por puro desconhecimento das pessoas. Qualquer especialista em informática sabe que praticamente tudo no mundo virtual pode ser adulterado. Temos invasão de sites, de perfis, de máquinas; temos edição de imagens produzindo adulteração; e por aí vai...são muitos os recursos utilizados quando se quer fraudar ou adulterar conteúdo.

Abaixo segue trecho de um artigo do site Internet Legal, do Tribunal de Justiça do Mato Grosso, que trata do assunto:

"Em Mato Grosso, a PJC possui a Gerência de Crimes de Alta Tecnologia (GECAT), coordenada pela delegada Alessandra Saturnino (foto). “Apesar de ocorrer no mundo virtual, o crime é real e a investigação policial tem ferramentas e tecnologia para materializar as provas para serem apresentadas em juízo”, explica a delegada... “É importante ressaltar que copiar a página e colar em algum programa com o Print Screen não tem validade jurídica, pois essa imagem pode ser manipulada”, alerta."  http://www.internetlegal.com.br/2011/07/reportagem-do-tjmt-destaca-a-dificuldade-de-punicao-dos-cibercrimes/ 

Vivemos em um mundo repleto de recursos tecnológicos, e pobre em moral. Os tribunais estão abarrotados de causas onde a falsidade predomina, o que não dizer então do mundo virtual, onde é muito mais fácil fraudar, e onde não há uma digital, ou uma assinatura pessoal atestando o conteúdo. 

Fiquem com a montagem que fiz hoje, de meu bate-papo forjado com a presidente Dilma. E que o bom senso e a cautela estejam sempre presentes ao analisar qualquer publicação virtual. Não nos deixemos ser presas fáceis de criminosos virtuais que se espalham a cada dia pela rede.


Luciana G. Rugani

sábado, 9 de novembro de 2013

FALTA DE CARÁTER VIRA NEGÓCIO


Difamar é o negócio

Texto de Hugo Marques publicado na edição de VEJA que está nas bancas


DIFAMAR É O NEGÓCIO

Petista que criou rede para denegrir adversários agora vende a tecnologia a prefeituras do partido

São muitas as histórias de anônimos que alcançaram a fama por meio da internet. O petista André Guimarães tem planos ambiciosos nessa direção. Criador da RedePT13, uma organização virtual formada por perfis falsos e blogs apócrifos usados para atacar aqueles que são considerados inimigos do partido, ele já é uma celebridade entre seus pares.

Se é preciso espalhar uma mentira para difamar alguém, Guimarães é acionado. Se for apenas para ridicularizar um oponente, o rapaz conhece todos os caminhos sujos. Na visita da blogueira Yoani Sánchez, ele trabalhou como nunca. A rede postou montagens fotográficas, incentivou os protestos e difundiu um falso dossiê produzido contra ela pela embaixada cubana. O problema é que o “ciberguerrilheiro” petista sustenta sua atividade criminosa com dinheiro público, dinheiro do contribuinte.

André Guimarães é funcionário do Congresso. Está lotado e recebe salário no gabinete do deputado André Vargas, o atual vice-presidente da Câmara e secretário nacional de comunicação do PT. Mas, como dito, o rapaz é ambicioso.

Ele está montando uma espécie de franquia. Quer expandir sua rede de difamação por todo o país. Os alvos, é claro, são os adversários do PT. Os financiadores, como sempre, os cofres públicos. Com as credenciais de homem da cúpula nacional petista, Guimarães está percorrendo municípios do país para oferecer a prefeitos e vereadores seus serviços.

Identificando-se como “consultor de mídias sociais”, ele oferta aos mandatários petistas um pacote, como ele diz, já testado e aprovado: a tecnologia de utilização das ferramentas da internet para desqualificar adversários políticos e espalhar na rede as versões de interesse do cliente. Mas, como nem petista trabalha de graça, o pacote, dependendo da amplitude, custa entre 2.000 e 30.000 reais.

Um dos primeiros interessados na franquia de Guimarães foi o prefeito de Jaciara (MT), Ademir Gaspar, que confirmou as negociações. O rapaz também já esteve em São Bernardo do Campo (SP), Ubatuba (SP) e Vitória da Conquista (BA) — quatro das 635 cidades administradas pelo partido. Um amplo e milionário mercado que pode render bons e lucrativos negócios.

Procurado, o consultor se atrapalhou todo na hora de se explicar. Primeiro, tentou negar que seu trabalho para “melhorar as mídias desse pessoal que tem mandato” seja remunerado. Depois, admitiu que até poderia levar algum dinheiro, mas era coisa pequena, quase um agrado voluntário: “Existe, sim, a possibilidade de quem quiser me pagar eu aceitar”.

Mais adiante, reconheceu que cobra um valor das prefeituras interessadas: “Se eu for fazer uma consultoria dessas aí, vai ser 2.000 reais por mês”.

Indagado sobre as atividades do subordinado, o deputado André Vargas se disse surpreso: “Ele trabalha comigo, mas eu não sabia disso, não. É informação nova. Vou avaliar”. Outro dia, o presidente do Congresso, Renan Calheiros, demitiu duas estagiárias do Senado por causa de um comentário, considerado indecoroso, que elas fizeram na internet sobre um rato que apareceu nas dependências do Senado.

André Guimarães não corre esse risco. Em maio, ele será um dos destaques do encontro nacional dos chamados “blogueiros progressistas”, espécie de tropa de elite dos difamadores a serviço do PT. O encontro vai acontecer em Fortaleza.

A lista de atrações do evento reúne desde Lula até o mensaleiro José Dirceu.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

PARA QUANDO PASSARES PELAS PROVAÇÕES


Deus é quem está nos guiando, tudo o que conhecemos e desconhecemos está em Suas mãos. E Ele está acima de tudo e todos.

Jesus, mestre maior, aqui na Terra foi julgado e condenado pela ignorância dos homens, tudo para nos mostrar as mazelas de que o ser humano é capaz, mas também pra mostrar que assim como Ele suportou a injustiça e reviveu ainda mais iluminado, assim também poderemos fazer, se aceitarmos a Sua mão, confiarmos e seguirmos o seu caminho. 

A justiça Divina não falha, é uma maravilha! E sabendo-nos seres eternos, apenas nossa noção de tempo é que é diferente, queremos tudo para ontem. Mas para a eternidade não há pressa!

 "Pagarás até o último ceitil", é a Lei. Sigamos confiantes e felizes, pois para um coração e uma consciência em paz alinhada à sua própria essência não há o que temer e nem porque se entristecer.

Jesus está no leme nestes tempos onde até o inimaginável acontece, valores são invertidos, vidas ceifadas, relações deterioradas, e de perseguidores infelizes e amargos. Jesus está no leme, no controle, amparando-nos para que sigamos sem nos intoxicarmos espiritualmente com essas mazelas, e assim não nos comprometermos junto com nossos algozes, e deixá-los a cargo da Justiça Maior. Mas pra isso precisamos confiar e seguir com Ele, firmes, felizes e assim com olhos abertos, lúcidos, para enxergarmos a Realidade Maior e a Razão Maior de Todas as Coisas.

Luciana G. Rugani

CARINHO E AMIZADE SÓ VALEM A PENA QUANDO VÊM DO CORAÇÃO



CARINHO E AMIZADE SÓ VALEM A PENA QUANDO VÊM DO CORAÇÃO 

Carinho e amizade são tão importantes. São nutrientes da alma. 

Entretanto, existem pessoas que preferem acreditar no pior sobre você. Em alguns casos, não tem jeito de você interferir no íntimo delas e colocar lá outro sentimento. Quer saber? Não cogite dos motivos que levam alguém a isso quando você não fez nada para merecer o deboche, o desprezo ou o mau humor de alguém. 

Quem perde muito tempo com coisas impossíveis, machuca a si mesmo. Quando alguém realmente não te quer bem, apenas respeite e siga seu caminho. Preste mais atenção nas pessoas que te amam e não gaste energia tentando corrigir o impossível. A vida é muito curta. Invista seu tempo em quem tem o coração a seu favor.

Mensagem postada no facebook pelo amigo escritor Wanderley Oliveira

terça-feira, 5 de novembro de 2013

OS TRÊS CRIVOS



... Certa feita, um homem esbaforido achegou-se a Sócrates e sussurrou-lhe aos ouvidos: - Escuta, na condição de teu amigo, tenho alguma coisa muito grave para dizer-te, em particular...
- Espera!... - ajuntou o sábio prudente. Já passaste o que me vais dizer pelos três crivos?
Três crivos? - perguntou o visitante, espantado.
- Sim, meu caro amigo, três crivos. Observemos se tua confidência passou por eles. O primeiro é o crivo da verdade. Guardas absoluta certeza, quanto àquilo que pretendes comunicar?
- Bem, ponderou o interlocutor, - assegurar mesmo, não posso... Mas ouvi dizer e... então...
- Exato. Decerto peneiraste o assunto pelo segundo crivo, o da bondade.
Ainda que não seja real o que julga saber, será pelo menos bom o que me queres contar?
Hesitando, o homem replicou:
- Isso não... Muito pelo contrário...
- Ah! - tornou o sábio - então recorramos ao terceiro crivo, o da utilidade, e notemos o proveito do que tanto te aflige.
- Útil?... - aduziu o visitante ainda agitado. - Útil não é...
- Bem - rematou o filósofo num sorriso, - se o que tens a confiar não é verdadeiro, nem bom e nem útil, esqueçamos o problema e não te preocupes com ele, já que nada valem casos sem edificação para nós...
Aí está, meu amigo, a lição de Sócrates, em questões de maledicência...

Irmão X - Médium: Francisco Cândido Xavier

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

POR QUE NINGUÉM FOFOCA SOBRE AS VIRTUDES DOS OUTROS?

“Ninguém fofoca sobre as virtudes dos outros”.Bernard Shaw







A fofoca é uma dos hábitos mais nocivos que pode existir. Na vida pessoal causa prejuízos, algumas vezes, irreparáveis e no ambiente de trabalho a situação não é muito diferente. Uma palavra dita e mal interpretada pode acabar resultando em muita dor de cabeça.

Em primeiro lugar vamos tentar definir o que é fofoca: É a intriga, é a distorção premeditada de uma informação. Para alguns é um divertimento sem importância e para outros, que se sentem vítimas, pode ser uma forma de vingança, promovendo o mal. Nos dicionários encontramos a definição da palavra fofoca como "uma afirmação não baseada em fatos concretos com a intenção de enganar ou transmitir falsa impressão de uma pessoa, algum acontecimento ou fato ocorrido".

Segundo pesquisa realizada pelo LinkedIn, rede profissional da internet, o que mais irrita os brasileiros no ambiente corporativo é a fofoca excessiva. Dos profissionais que participaram do levantamento no Brasil, 83% escolheram este item contra uma média global de 62%. Além disso, estudos afirmam que o hábito de fofocar, parte de pessoas que possuem baixa autoestima, que sentem prazer em jogar umas pessoas contras as outras, que faz de tudo para conquistar novas alianças, possui grande inveja de pessoas que estão alcançando o sucesso e não sabem lidar com suas frustrações. Aliás, a inveja é o par perfeito da fofoca.

Não se sabe exatamente quem, quando e muito menos como se inicia uma fofoca. A única coisa certa é que ela se prolifera em uma incrível velocidade e que está sujeita a uma série de acréscimos de informações não checadas.Simples rumores, baseados em suposições e achismos, ganham status de verdade. Sem dúvida alguma, fofoca é como uma bomba, prestes a detonar qualquer profissional, sua reputação e principalmente o ambiente de trabalho. Quem está saindo com quem, quem vai ser promovido e quem vai ser demitido são os temas preferidos na boca do “leva-e-traz”. Na maioria das vezes, o tititi vem junto com a deixa “não conte pra ninguém”, que nada mais é do que a senha para passar o conto adiante, aumentando um “ponto”, é claro. 

Agora, a pergunta que não quer calar: Por que o ato de fofocar satisfaz tanto algumas pessoas ? Elementar. Só existe fofoca porque existem dois personagens: o fofoqueiro e a plateia. Nesse sentido, tanto é fofoqueiro quem fala, como aquele que se disponibiliza a escutá-lo. Ambos são personagens que infectam qualquer local em que estejam. Afinal, quem tem o que fazer, não tem tempo para conversa fiada. Uma pessoa, ao fazer fofoca, normalmente está em conflito consigo mesma. Medo de perder o emprego, medo de ser humilhado e desvalorizado. A pessoa que se promove por meio de fofocas geralmente quer atenção e se concentra em malefícios de terceiros para que possa se promover. Normalmente é inseguro, e precisa denegrir o outro para obter sucesso. Dessa forma manifesta suas insatisfações com a empresa, superiores e colegas, por meio da agressividade. A fofoca seria esta válvula de escape.

Todo ambiente de fofoca é improdutivo e tenso. O pior de tudo é que as pessoas que fofocam de outras pessoas em sua frente, serão as mesmas que falará de você pelas costas. Às vezes, o fazem por gostar do sentimento de superioridade, presunção, vingança ou de schadenfreude – (palavra de origem alemã que significa satisfação obtida com a desgraça alheia). É um verdadeiro telefone sem fio onde cada um se sente no direito de incluir suas impressões pessoais sobre o fato em questão, portanto não deve ser tratada com naturalidade, como se fosse algo corriqueiro e inevitável.

É claro que não podemos ser tão radicais e deixarmos de valorizar as conversas para descontrair a rotina do trabalho já que muitas das vezes o profissional passa mais tempo no trabalho do que em casa. O problema é a linha que determina o limiar quando essas conversas deixam de ser simples e começam a especular a vida alheia com comentários maldosos.

Mas, será que existe algum tipo de antídoto contra a fofoca ? É difícil, mas eu diria que existem algumas fórmulas para anularmos os fofoqueiros.

1) Saber distinguir é fundamental. Questione-se: é verdade? O que vou ganhar com isso? Irá acrescentar algo para mim ou para a empresa? Proporcionará melhoria no ambiente? 

2) Em ambiente de trabalho, trate somente de assuntos profissionais. Evite falar sobre sentimentos e intimidades;

3) Caso você precise desabafar, escolha uma pessoa em quem você confia, bem como o local e o horário adequados;

4) Mantenha distância daquelas pessoas que,entre um cafezinho e outro, apreciam comentar sobre a vida alheia.

5) Uma ótima saída é dizer: “não falo nem ouço falar de pessoas ausentes. Vamos falar de nós?”. Isso funciona como uma “navalha” na língua do fofoqueiro.

Bem, de modo geral, vale a premissa de todos os tempos: Cultive um bom relacionamento com seus colegas de trabalho. Maturidade e postura profissional também são fundamentais. Para que seja ético no trabalho é preciso antes de tudo ser honesto em qualquer situação, nunca fazer algo que não possa assumir em público, ser humilde, tolerante e flexível. A adoção de princípios éticos e comportamentais reflete o tipo de pessoa que somos.

“Abençoadas serão as suas palavras sempre que você fale situando-se na posição dos ausentes ou no lugar dos que lhe ouvem a voz” ( Chico Xavier)

domingo, 3 de novembro de 2013

CRISTIFICAÇÃO PELO AMOR


  Cristificação pelo Amor
É certo que gostarias de ser amado, recebendo a afetividade de outrem em demonstrações de carinho conforme as necessidades que acreditas te afligirem.
Talvez fosse melhor que te chegassem ao sentimento as expressões retributivas do amor que esparzes, diminuindo-te as carências íntimas, acalmando-te as ansiedades, alegrando-te.
O problema, porém, é geral.
Não há indivíduo algum que se encontre referto na Terra, nessa área.
Quem recebe amor de determinadas pessoas, aspira pelo afeto de outras, que não aquelas que se lhe acercam.
Tens o pensamento dirigido para alguém que, possivelmente, não te corresponde, assim como outrem te anela, sem que sintas algo de especial por ele.
*
Se as pessoas se correspondessem na mesma faixa de ternura; se os corações se manifestassem na mesma onda de sentimento; se os afetos se exteriorizassem na mesma vibração de trocas, a Terra já seria o paraíso desejado.
Há, no entanto, infinidade de graus, nos quais se manifestam as emoções.
Ninguém, todavia, que viaje a sós.
*
Possivelmente, não te associas com a pessoa de quem gostas, ou não recebes a companhia do ser amado. Todavia, se espraiares o olhar de bondade compreensiva, identificarás companhias outras agradáveis, que se encontravam solitárias, porque anelavam por ti e não logravam aproximar-se.
São os aparentemente inexplicáveis paradoxos da existência corporal, cujas causas se encontram na conduta passada, quando de outras reencarnações.
*
Ama, desse modo, sem te impores, sem exigires retribuição.
Experimenta querer bem, pelo prazer pessoal de fazê-lo, e descobrirás um filão de ouro atraente que te propiciará uma grande fortuna, em forma de paz e de satisfação pessoal.
O melhor do amor é amar, e não somente ser amado.
A preparação de uma viagem, não raro, é sempre mais agradável do que esta em si mesma, ou a sua chegada, que, às vezes, causa frustração e desencanto.
As chamadas "pessoas maravilhosas", por quem te apaixonas, assim o são, porque as desconheces.
Todos os homens têm problemas, limitações, defeitos, necessidades.
O insucesso das uniões conjugais, na maioria dos casos, resulta da precipitação na escolha, da imaturidade na busca, do apego às ilusões e da afetividade por ídolos de pés de barro que se despedaçam facilmente.
*
Enobrece-te com o amor, irradiando-o em forma de simpatia, de gentileza, de serviço pelo próximo, de abnegação.
Não há quem resista à força do amor sem interesse imediato, sem aprisionamento.
Ama, portanto, libertando.
Cristifica-te através do amor. Talvez, para consegui-lo, seja-te necessário crucificares-te nas traves da renúncia e da sublimação. Todavia, somente por meio da crucificação é que alguém se pode cristificar. E o amor, sem dúvida, ainda é o mais suave, perfeito e eficaz instrumento para consegui-lo.
Autor:  Joanna de Ângelis

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

OS BENS TERRENOS

O apego aos bens terrenos é um dos maiores obstáculos ao nosso adiantamento moral e espiritual, pois voltamos o sentimento do amor única e exclusivamente para as coisas materiais, na ânsia de possuí-las cada vez mais.

Façamos um questionamento íntimo: a riqueza promove de fato uma felicidade verdadeira? Salientemos que não nos referimos aos frutos que advêm do bom trabalho, realizado de modo digno e usufruídos com equilíbrio. O que nos chama a atenção é o apego ao dinheiro, ao poder, cada vez mais evidente, e que absorve todos os bons sentimentos e causa frieza no coração, impedindo nosso melhoramento.

Não nos esqueçamos de que tudo o que vem de Deus retorna a Deus. Somos apenas depositários, e não donos. O Pai nos concede dons e riquezas por empréstimo, à expectativa, inclusive, de que possamos reverter o supérfluo em favor daqueles que nada têm.

No Evangelho Segundo o Espiritismo lê-se: "O que chamais de economia e previdência não passa de ambição e avareza, e de generosidade, o que não passa de esbanjamento em vosso favor." (cap.16, item 14). Explica-nos o espírito Lacordaire que nos justificamos perante a sociedade, afirmando entesourar em favor da nossa família, para deixarmos uma herança para nossos filhos, etc. Pede ele que auscultemos nossas consciências a fim de verificarmos, nessas ocasiões, se de fato é esse o verdadeiro sentimento que nos move. Ao contrário, em geral é o interesse próprio que nos impulsiona.

Que possamos nos lembrar da recomendação amorosa do Cristo, que pede que ajuntemos tesouros no Céu, onde nem a traça nem a ferrugem corroem, e onde os ladrões não roubam nem minam (Mt 6, 19-21).
Dediquemo-nos com afinco às questões espirituais!

Maria do Rosário A. Pereira 

Jornalzinho Evangelho e Ação, mês de outubro, da Fraternidade Espírita Irmão Glacus
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...