Pular para o conteúdo principal

DIÁRIO CABOFRIENSE: CONTRADIÇÕES DO MUNDO ATUAL

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:


Caros leitores,

Vivemos na era globalizada, mundo conectado, onde a internet chegou firme quebrando barreiras e eliminando fronteiras, com tantas ferramentas aptas a nos trazerem mais conhecimento sobre terras distantes. Pelo menos é isso que, à primeira vista, nos aparenta ser o mundo atual.
Mas a realidade é que vivemos cada vez mais em um mundo de divisões. Um verdadeiro paradoxo: mais interação, globalização, mais convivência com diferentes, e mais separação, mais desunião, mais preconceitos. Talvez os preconceitos e conceitos separatistas tenham sempre existido, ainda que de forma velada, abafada pela avalanche da integração social, econômica, cultural e política entre os povos, e hoje esta mesma integração esteja possibilitando que sejam expressos das mais variadas formas.

Temos, por exemplo, o "dia do orgulho gay", e, em contraposição, projeto tramitando aqui no Brasil sobre criação do"dia do orgulho hetero". Vemos igreja adquirindo face militar, transformando-se em exército para lutar contra seus inimigos de ideais; a religião sendo usada como instrumento de força e poder político no tão famigerado "Estado Islâmico"; vemos doenças psicológicas graves, como a depressão, atingindo número cada vez maior de pessoas, principalmente nos grandes centros urbanos, onde o contingente populacional não consegue fazer vez à solidão que domina os corações, as pessoas estão carentes de relações verdadeiras, mesmo com tantos instrumentos de comunicação como telefone, celular, e-mails, redes sociais, etc.,etc.
Comemora-se o dia de um, dia de outro... será que algum dia veremos o "dia do ser humano", ou "dia da humanização das relações"? Quando veremos mais união ao invés de divisão e solidão?
Se há uma equipe, logo se formam divisões; se há um trabalho social sendo realizado, logo chegam aqueles para dividir forças, ao invés de somar; em uma mesma instituição vemos departamentos competindo entre si na busca de satisfação das vaidades. Até quando seremos vítimas de nossas próprias divisões, ao deixarmos o ego falar mais alto e comandar nossa essência naturalmente gregária? Sim, temos a divisão em nós mesmos, pois permitimos que a divisão nos comande, que nosso ego vaidoso domine nosso ser inteiro e nos torne cegos para a realidade de que o preconceito, o ciúme, a competição doentia, tudo isso é causa do que vemos hoje, desse mundo caótico em que vale quem tem mais, vale quem pode mais. E isso prejudica o todo, prejudica um bom trabalho que poderia ser realizado,prejudica a sociedade, e gera ainda mais divisão e revolta. Assume proporções gigantescas e produz efeitos que voltam e atingem os próprios semeadores da divisão, num círculo de ódio sem fim. Isso é saudável? É agradável? É uma forma inteligente de se viver em um mundo onde naturalmente é impossível sobreviver isoladamente?
Contraditório o ser humano!... Queixa-se do caos em que se transformou o mundo atual, mas é incapaz de enxergar que as raízes deste mesmo caos residem em seu próprio ser, no seu modo egoísta de pensar e agir e na sua ignorância ao fomentar brigas, guerras e competições visando fortalecer seu domínio. Antigamente podia até parecer ser este o caminho, mas hoje as coisas estão mais aceleradas, o resultado chega rápido e logo nos mostra o quanto essa forma de pensar é ilusória e prejudicial.

Luciana G. Rugani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019