Pular para o conteúdo principal

O ACERVO MÁRCIO WERNECK - CABO FRIO 400 ANOS - ESTÁ NO AR

Está no ar o acervo Márcio Werneck, sobre os 400 anos de Cabo Frio.  Trata-se de uma importante fonte de consultas para pesquisas e informações sobre amplos aspectos da cidade, como sua história, cultura, geografia, biologia, ecologia e arte.

Para viajar nesse mundo virtual rico em informações sobre a cidade, basta navegar no site http://acervomarciowerneck.com.br/


 "O Acervo

A pesquisa que resultou neste acervo é especializada nas áreas da pré-história, história, geografia, biologia, ecologia, arte, cultura, além de uma vasta iconografia regional. Nesta primeira fase de tratamento foram selecionadas 10 caixas de material prioritário que foram separadas uma segunda vez pelo critério do interesse público, e enfim, transformadas em conteúdo digital. A prioridade foi a digitalização das dezenas de encadernações dos trabalhos realizados pelo historiador, principalmente através da sua empresa UNA Cultural, que serão disponibilizados no site por etapas. Além das matérias publicadas a seu respeito e sobre sua pesquisa e livros em importantes jornais e revistas nacionais, além de sua biografia e galeria de fotos.

A Jornalista Maria Werneck, junto ao Webdesigner Vinícius Paixão, premiada em 1º lugar pelo PROEDI – Programa Municipal de Editais de Fomento e Difusão Cultural – 2014, da Secretaria Municipal de Cultura de Cabo Frio, com apoio técnico do IPHAN e do IFF – Campus Cabo Frio, conseguiram disponibilizar os principais estudos de Marcio Werneck nesse site. Através de um trabalho realizado em diversas etapas e por uma equipe multidisciplinar, foi possível a digitalização e sistematização desse material, que vem trazer informação e conhecimento gratuito ao público de uma maneira geral.

O tratamento técnico arquivístico do acervo Marcio Werneck contou com o trabalho e a dedicação dos professores Paulo Roberto Araújo e João Christovão e dos seguintes estudantes do Curso de Hospedagem do IFF-Campus Cabo Frio: Vanessa Gomes da S. Rodrigues, Lorenna L. S. de Lima, Débora Evelyn Santos da Conceição, Marina Schmidt Alves Garcia e Felipe Pereira dos Santos. E ainda com Thais Gouveia Ferreira, estudante de graduação do Curso de História da Universidade Estácio de Sá, Campus Cabo Frio. Sem contar, é claro, da guarda e conservação deste acervo por Penha da Silva Leite, viúva e participante do processo de criação junto a Marcio Werneck e aos seus filhos Pedro Leite Werneck da Cunha e Ondina Leite da Cunha Gladulich que confiaram neste trabalho.

Trabalhos

O maior legado do acervo do historiador Marcio Werneck encontra-se em trabalhos como os que encontraremos nessa seção. A coleta, reunião, tratamento dos dados, sistematização deles e publicação desses documentos é o grande legado que Marcio deixou para as gerações presentes e futuras.
Muitos desses trabalhos são fidedignas fontes de pesquisa primária e não estão disponíveis em nenhum outro lugar que não seja nesse site. A maior parte desses trabalhos encontrava-se em razoável estado de conservação, porém em todos eles houve a necessidade dos processos de higienização, digitalização e catalogação.
A maior parte deles também teve que ser encadernado novamente e em alguns deles encontramos problemas de legibilidade por conta dos métodos ultrapassados de impressão da época que acabam por apagar alguns trechos dos documentos com o passar do tempo.
Também incluímos nessa parte algumas anotações de próprio punho do autor que julgamos ser interessante ao leitor para que possa entender um pouco mais do seu processo de pesquisa. Lembramos que a reprodução desse material sem a autorização ou sem a citação do nome do autor é crime contra os direitos autorais".

(trechos reproduzidos do site "Acervo Márcio Werneck - Cabo Frio 400 Anos)

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si