sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

CASA ARTESANAL: NOVO POINT DO ARTESANATO DE CABO FRIO

Nesta semana houve um intenso debate no facebook envolvendo a questão do artesanato de Cabo Frio. O centro da discussão girou em torno da ideia que alguns turistas possam ter de que os produtos à venda nos quiosques da Praça da Cidadania sejam os representativos do artesanato da cidade.

Quero deixar aqui minha opinião sobre o assunto e também aproveitar para divulgar mais uma vez a ação pioneira do governo Alair junto ao artesanato da cidade.

Em outubro de 2013, o prefeito Alair Corrêa inaugurou a Casa Artesanal. No ano seguinte, quando de nossa visita ao local, postei neste blog um texto a respeito (clique aqui para reler). No início, a "Casa" funcionava em uma pousada alugada. Hoje funciona no Shopping Ipanema Mall, no centro da cidade.

Trata-se de um projeto que reúne hoje 27 artesãos locais que trabalham com as mais diversas técnicas artesanais e expõem seus produtos confeccionados com materiais recicláveis, além de outros materiais próprios para artesãos.

Na Casa Artesanal, tanto os turistas quanto a população da cidade podem conhecer o melhor do artesanato cabofriense e contribuir para a valorização e reconhecimento do artesão local. Atualmente, a "Casa" possui também um stand no terminal dos transatlânticos, o que possibilita aos turistas que desembarcam dos navios uma recepção mais acolhedora, como se a cidade, em posição de gentil anfitriã, os convidasse para entrar de forma agradável e receptiva, mostrando um pouco de si através da produção artesanal e do contato com seus artesãos.

Como eu disse no meu texto anterior, todos sabemos da importância do artesanato como fonte geradora de renda, ainda mais agora neste tempo de crise. E além disso, sabemos que é um dos elementos propulsores do turismo, haja vista exemplos como o Shopping do Artesanato Potiguar, em Natal - RN, e o Mercado Central de Fortaleza - CE, ambos famosos pontos turísticos das respectivas cidades. Tive o prazer de conhecê-los e ver de perto o peso que o artesanato possui naquelas cidades, tanto como sobrevivência para muitas famílias como para o turismo local.

Foi conhecendo essa realidade e sabendo o quanto o artesanato pode ajudar também em nossa cidade, tanto como oportunidade de trabalho como atrativo para o turismo, que o prefeito Alair resolveu implantar o projeto da Casa Artesanal.

Já a feirinha da Praça da Cidadania é antiga. Iniciou-se há muitos anos em governo anterior do prefeito Alair, quando ainda não havia sido construída a praça e os boxes, era a chamada "feirinha do Malibu". Mas nos anos posteriores ela cresceu, mudou sua "cara". Com o tempo, diminuiu muito o número de boxes com artesanato propriamente dito, quase acabou, e aumentou o número de produtos industrializados e de alimentação. Então o que percebo é que ela ficou como um ponto de referência próximo à praia, onde o turista aproveita a noite para aquela caminhada leve com a família e amigos, onde come alguma coisa e olha um ou outro produto, mas ela não tem mais a "cara" de uma feira de artesanato. Ali é pouco para que o turista tenha uma visão do que seja realmente o artesanato local, e turista geralmente busca como souvenir algo que o remeta à cidade, ou à sua história e seus pontos turísticos.

Vejo que o governo do prefeito Alair Corrêa mais uma vez inovou e abraçou uma excelente ideia ao lançar o projeto da Casa Artesanal, possibilitando oportunidade de trabalho para os cabofrienses que vivem do artesanato e o mesmo tempo abrindo espaço para venda de produtos que expressem o dia a dia cabofriense, a vida e a cultura da cidade, onde os turistas possam realmente encontrar o que procuram em termos de souvenirs. É um projeto que abrange a divulgação de nossa cidade através dos produtos artesanais, que colabora na "conquista" do turista e ainda atua na geração de renda ao abrir oportunidade de trabalho.

Vale a pena conhecer!

 












SEMA DÁ INÍCIO AO PROJETO "BANDEIRA AZUL" NA PRAIA DO PONTAL NO PERÓ

Este programa sempre esteve no plano de governo do prefeito. Clique aqui para relembrar inclusão do tema no plano de governo.

O trabalho que Jailton Dias vem realizando como Secretário do Meio Ambiente é excelente, e digno de sua competência, e o prefeito Alair mostrou valorizar a capacidade quando resolveu mantê-lo no cargo agora na última reforma.

Eu não poderia deixar de dizer isso, pois a região do Pontal do Peró sempre solicitou atenção e agora, neste mandato tão difícil e conturbado, está recebendo não só atenção, como também o passo inicial de um programa de excelência. 

Luciana G. Rugani



A "Bandeira Azul" é um sistema de gestão que atribui um selo internacional de qualidade ambiental para marinas e praias urbanas

Pensando na coletividade, a Prefeitura de Cabo Frio iniciou a implantação do projeto "Bandeira Azul" na Praia do Pontal no Peró. A "Bandeira Azul" é um sistema de gestão que atribui um selo internacional de qualidade ambiental para marinas e praias urbanas e que tem o objetivo de aprimorar e preservar praias e marinas em todo o mundo.

Em Cabo Frio, o programa será coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA). O programa pretende elevar o grau de conscientização dos cidadãos e dos tomadores de decisões para a necessidade de proteger os ambientes costeiros e incentivar ações que conduzam à resolução dos problemas existentes.

Para obter o selo azul é necessário atender uma serie de pré-requisitos. O principal deles é a qualidade da água do mar, que precisa ser avaliada periodicamente pelo órgão ambiental — no caso do Estado do Rio, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

As praias devem ter banheiros públicos (mesmo que o uso seja cobrado), acesso para pessoas com deficiência, salva-vidas e ordenamento para que nenhum obstáculo impeça o acesso de veículos de socorro urgente, como Corpo de Bombeiros e ambulâncias.

Texto: Marianne Rodrigues
Fotos: Divulgação


 

PREFEITURA DE CABO FRIO ASSINA CONTRATO COM ÓRGÃOS DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO

Toda medida no sentido de combater a inadimplência é essencial para melhorar a arrecadação e deve ser rotina da administração pública, além de representar algo justo para com os contribuintes que pagam seus tributos em dia.
Luciana G. Rugani

Os objetivos do acordo são combater a inadimplência nos pagamentos dos impostos municipais e recuperar dos créditos inscritos na Dívida Ativa do município


Em uma iniciativa da Secretaria Municipal de Fazenda, a Prefeitura de Cabo Frio assinou contrato com dois órgãos de proteção ao crédito, o CDL Rio e o SERASA, para atualização cadastral dos contribuintes inscritos na Dívida Ativa do Município e inclusão dos contribuintes inadimplentes no Serviço de Proteção ao Crédito – SPC.

A iniciativa tem por objetivo combater a inadimplência nos pagamentos dos impostos municipais (IPTU, ISS e Taxas) e a recuperação dos créditos devidamente inscritos na Dívida Ativa do município.

A Secretaria Municipal de Fazenda informa que a partir do mês de fevereiro de 2016, os contribuintes que não regularizaram seus impostos perante a Fazenda pública municipal poderão receber a notificação para quitação dos débitos em atraso, sob pena de inclusão do nome (pessoa física e jurídica) no Cadastra Nacional de Serviço de Proteção ao Crédito – SPC da CDL Rio, o que poderá acarretar ao contribuinte problemas para compras a prazo em toda rede de comercial, nos financiamentos e empréstimos com a rede bancária, entre outras formas de financiamento de bens e serviços das redes credenciadas ao sistema SPC.

A Secretaria de Fazenda informa ainda, que foi prorrogada para o dia 30/01/2016 a data limite para regularização de débitos inscritos na dívida ativa (IPTU, ISS, Taxas), com a possibilidade de isenção de até 100% dos juros e multas.
 
Texto: da Redação
Secretaria Municipal de Comunicação Social de Cabo Frio
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...