Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 31, 2020

POEMA: ME DÊ SUA MÃO

Me dê sua mão
Me dê sua mão, sei que ta difícil, que a alegria ta escassa que a preocupação levou a motivação. E, até quem sempre cultivou alegria, hoje chora,  perdeu a inspiração da poesia. Mas me dê sua mão ainda assim! Será salvo aquele que persistir que não desistir, que cultivar em si  o amor e a gratidão. Esse tempo foi profetizado, ele estava por chegar. E nós, que estamos a vivê-lo, fomos escolhidos  para estarmos aqui agora. Não foi o acaso,  foi o plano do Pai para nós porque Ele sabe que seremos fortes, que despertaremos a tempo  para a Grande Verdade A verdade de que não estamos sós, de que estamos  e somos interligados e que, por isso, o egoísmo não tem mais lugar. Arde a chama do amor universal, não há lugar para posses,  ciúmes, guerras.  Somos chamados! Ele nos chama agora Não se deixe cair, não agora. Segura minha mão somos os escolhidos  da última hora para despertar.
Luciana G. Rugani, 31/3/20