terça-feira, 20 de agosto de 2019

POESIA DE PETRÔNIO RUGANI: DIVAGANDO


DIVAGANDO (O poema do futuro)

Jazidas, depósitos naturais
de substâncias úteis, espessas, grossas.
Irrigar, regar, destemido, corajoso,
Desvalido, desprotegido.
Adegas, lugar onde se guarda vinho,
Malefícios, maldades, sortilégios,
Audácia, ousadia, atrevimento.
Entreolharam, olhar um para o outro.
Deliberações, resoluções.
Pálido, descorado, angustiado, aflito, agoniado.
Debandaram, fugiram.
Balançaremos brisa, aragem, vento brando,
Moribundo que vai se acabar.
Fascinantes, deslumbrantes herdeiros,
Aqueles que herdam, cogitações, reflexões, pensamentos.
Afagou, acariciou petisco, comida saborosa.
Submissão, humilde, brados, gritos alarmados, assustados.
Ensinou, disse: cágado, tartaruga, encalço, pegada,
Rastro decepando, cortando, restituiu, entregou.

- Petrônio Rugani, 01/04/1970 -

sábado, 17 de agosto de 2019

PRIMEIRA FESTA AGOSTINA DO PONTAL DO PERÓ!

Não percam! 
Dia 31/08, a primeira Festa Agostina do Pontal do Peró! 
Ingressos antecipados até o dia 20/08 por apenas R$30,00 com direito a comidas típicas e doces. Bebidas serão cobradas à parte.
Informações: (22) 99231-0101 WhatsApp

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

CAMINHADA DA LUA CHEIA NO MORRO DA GUIA

Nesta quinta-feira (15), aconteceu mais uma edição da Caminhada da Lua Cheia, no Morro da Guia, em Cabo Frio (RJ). Trata-se de um dos mais belos roteiros das caminhadas promovidas pelo personal trainer Daniel Ribeiro. As caminhadas de Daniel são sempre promovedoras da conscientização ambiental, da preservação da natureza e da divulgação da história de nossa cidade. 
A caminhada da lua cheia é um roteiro especial porque subimos o morro com o sol começando a se por e findamos o passeio com todo o esplendor da lua surgindo maravilhosa no horizonte. São dois espetáculos imperdíveis da natureza, vale a pena participar!



Daniel Ribeiro
 






 



Texto: Luciana G. Rugani
Fotos: Luciana / Daniel Ribeiro

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

APRESENTAÇÃO DE VALDIR DA SILVA, O FOTÓGRAFO CEGO

 

por Valdir da Silva


Meu nome é Valdir da Silva, tenho 42 anos, moro em Porto Alegre (RS). Sou natural de Taquaruçu do Sul. Nasci e cresci na roça, em uma família bem numerosa de nove irmãos. Éramos muito pobres, tivemos muitas dificuldades, mas nunca deixamos de acreditar na união da família, no amor e respeito. Crescemos todos dentro desta linha de educação, o tempo passou e cada um seguiu seu caminho. Uns foram morar na cidade, trabalhar nas fabricas. Eu resolvi então seguir este caminho e tentar a sorte.

Fui morar com minha irmã Elsa na cidade de Nova Hartz, no Vale dos Sinos (RS). Comecei a trabalhar em uma firma de calçados na linha de montagem. Trabalhei cinco anos, e foi quando entraram dois funcionários novos. Fui designado pela chefia para ensinar um destes funcionários a lixar a palmilha de uma sandália. Foi neste momento que tudo aconteceu.

Do primeiro par de calçado que encostei na lixadeira, saltou uma ponta de taxinha (pregos que seguram o couro do calçado) e atingiu meu olho direito. Senti muita dor, virei para o lado e bati em um galão de solvente que caiu no chão saltando aquele líquido no meu rosto. Fui socorrido, levado para uma clinica, e voltei a trabalhar com o olho direito tapado.
Passaram-se 15 dias e meu olho começou a sangrar. Voltei na clinica e então o médico falou que em 6 meses eu estaria totalmente cego. Meu mundo parou naquele momento, pensei que minha vida havia acabado.

Saí do hospital desolado, passei em um supermercado, comprei uma corda e pensei: "vou dar um fim na minha vida". Esperei minha irmã sair para o trabalho, coloquei a corda em uma madeira, posicionei um banco, mas, quando fui colocar a corda no meu pescoço, foi como se um filme passasse na minha cabeça. Vi minha mãe, meu pai, irmãos e amigos chorando. Foi então que percebi o quanto estava sendo egoísta ao pensar somente na minha dor e no meu sofrimento. Naquele momento acordei para a realidade e comecei a buscar ajuda para fazer uma reabilitação.

Mudei de cidade, fui morar com minha outra irmã, pois ela morava perto de uma associação que realizava reabilitação na cidade de Canoas (RS). O começo foi muito difícil, com muitos desafios. Eu teria que aceitar minha condição de cego e para quem perde a visão é bem complicado. Mas sempre fui uma pessoa muito persistente e sempre gostei de desafio. Resolvi, depois de muita insistência da parte de minha irmã, ir até o local de reabilitação. Ao chegar lá, prestei atenção e percebi que não era só eu quem estava cego, havia outras pessoas com o mesmo problema. Pensei: "bom, se eles conseguem, porque não vou conseguir"? Conversamos com a equipe de profissional e ali mesmo assumi um compromisso e uma meta. Em 2 meses estaria andando sozinho e em 8 meses estaria lendo o braille. Assim comecei minha nova história.

Fiz minha reabilitação. É claro, os desafios continuaram. Mas a associação viu minha garra e determinação e começou a me incluir em seus projetos. Voltei a estudar, participar de seminários e grandes eventos. Me formei em massoterapia, pinturas em tela com técnicas de pincel, escultura em pedra sabão e xilogravuras.

Fui vice-presidente da associação por 4 anos. Participei do Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência de Canoas por 4 anos, Conselho de Educação do mesmo município e Conselheiro Estadual do Rio Grande do Sul por 2 anos.

Certo dia uma professora me perguntou: "Valdir, porque você não fotografa"? Fiquei surpreso e perguntei: "como um cego vai fotografar se não pode ver"? Ela respondeu: "pode sim, você tem teus outros sentidos". Aquilo me surpreendeu e começou a despertar em mim uma nova paixão. Comprei uma máquina simples, cheguei e falei para a professora: "agora, como farei para fotografar"? Ela falou: "você só não pode ver, mas tem teus outros sentidos". Ela se afastou e falou: "segue minha voz e meu perfume". Tirei minha primeira foto! Foi uma emoção muito grande e assim começou minha história como fotógrafo cego.

Comecei tirar fotos de paisagens, pessoas, por do sol. Surgiu então um pedido para expor estas fotos, fazer um varal fotográfico junto a palestras motivacionais. Encarei este desafio, não como uma forma de ganhar financeiramente, mas de levar uma mensagem positiva às pessoas de que tudo é possível, basta acreditar nos seus sonhos e naquilo que você quer. Hoje realizo exposições e palestras por todo o Brasil, com convites para expor fora do Brasil com foco na inclusão social das pessoas com deficiência na sociedade.

 seis anos atras perdi minha filha mais velha em um acidente de moto. Ela deixou um neto de um mês de idade, que mora com o pai e atualmente tem seis anos. Foi mais um baque na minha vida. Balancei, mas não caí, pois ao mesmo tempo ganhava outra pequena: minha filha Vitória, que hoje tem seis anos e é minha parceira nas fotografias. Ela ajuda a descrever os lugares e as pessoas para que eu possa fotografar.

Amo fotografar por do sol e as ondas do mar. Para fotografar um por do sol, Vitória, ou a minha esposa Neca, me posicionam e, através do calor do sol se pondo, vou clicando. Se são as ondas do mar, fico parado sentindo o barulho das ondas se formando e o barulho das ondas se quebrando, então clico. É uma fração de segundos. A natureza: pelo som dos pássaros, o vento batendo na folha das árvores, a elevação do terreno. Uma pessoa: o som da voz, o perfume e, principalmente, sua energia.

Quando fotografo não tiro fotos da estética. Fotografo a essência das pessoas e da natureza. 

Aprendi com minha deficiência a ver tudo com os olhos do coração. Que as pessoas à minha frente não têm máscaras, e sim essência. A vida não me tirou nada e sim me deu a oportunidade de evoluir como pessoa. A lente da minha máquina são os meus olhos e cada clique é a batida do meu coração.

Bom, este é um resumo pequeno da minha história. Sempre falo nas minhas palestras que minha historia é nua e crua, tem tragédia, comédia e muito romance.

As fotos abaixo foram tiradas por mim. Tenho tantas outras no meu arquivo. Tenho meu grupo público no Facebook chamado "Valdir da Silva fotógrafo cego". Entra lá e você vai poder saber mais sobre minha história.

Vale lembrar que minhas exposições e palestras motivacionais são realizadas nas escolas, empresas e universidades, sendo que todas as exposições e palestras são gratuitas, voltadas à inclusão social das pessoas com deficiência na sociedade através da arte e da fotografia. Cobro somente passagem, alimentação e hotel. Meu whatsapp é 051-997833179.





quarta-feira, 31 de julho de 2019

POESIA: MAR DE RESSACA


Mar de ressaca

Mar de ressaca
que a praia abarca
Que ira te toma, amigo meu?
Que fúria te faz tão voraz?
Por que tomaste nosso tapete macio das areias de sal?
Sei que choras, amigo...
Tuas águas inundam-se de lágrimas
choras a maldade humana
que lança em ti o lixo que destrói,
choras a tristeza e solidão
de muitos que em ti se banham,
choras as lágrimas dos abandonos.
Escondes a areia branca,
tornando-a cinza
como cinza é tua dor.

Luciana G. Rugani, 31/07/19

segunda-feira, 29 de julho de 2019

HOMENAGEM DO EX-PREFEITO ALAIR CORRÊA AO POETA VICTORINO CARRIÇO

Foto: internet

por Alair Corrêa

Hoje, 29 de julho, se vivo estivesse, Victorino Carriço faria 107 anos. 
Autor do hino de Cabo Frio, compôs também o hino das cidades de São Pedro da Aldeia e Arraial do Cabo. Foi membro fundador e presidente da Academia Cabo-friense de Letras e deixou três livros publicados. Além de poeta, foi também delegado de polícia, banqueiro e vereador, o vereador mais votado da cidade em 1973, ocasião em que ocupou a presidência da Câmara.

Temos muitas lembranças deste grande homem, poeta que compôs, na minha opinião, um dos mais belos hinos existentes - o de nossa cidade (senão o mais belo dos hinos). Mas, para homenageá-lo no dia de hoje, farei o registro de um fato acontecido na época em que ele foi o presidente da Câmara, quando tive a honra de dele ter sido contemporâneo durante o exercício do meu segundo mandato como vereador.

Vivíamos anos de chumbo, período muito conturbado e de ânimos acirrados na política. Carriço havia obtido o maior número de votos, e eu era o segundo mais votado. Resolvemos, então, democraticamente, conduzi-lo à presidência da Casa. Mas Carriço, compositor, poeta, era um homem de alma sensível e a Câmara vivia um tempo de debates muito acalorados, disputas e até mesmo brigas de safanões. Havia um vereador médico, homem bom, porém de gênio forte, que se indispôs com Carriço. Carriço não aguentava mais as confusões deste vereador. Certa ocasião, pressionado, Carriço me confidenciou o seguinte: "Meu filho, isso aqui não é lugar pra mim, sou um poeta, componho músicas. Quem pode, nesse ambiente de brigas e negócios, criar ou compor alguma coisa?... Um poeta com uma caneta, o pintor com um pincel, é o mesmo que um médico com um bisturi numa cirurgia: se não tiver silêncio e boa luz, não opera. Não dá pra um poeta conviver dentro desse ambiente e sem luz! Vou renunciar, você é amigo do prefeito, conversa com ele pra me nomear secretário, de preferência sub-prefeito de minha terra". E assim, Carriço foi nomeado sub-prefeito de Arraial do Cabo.

Foi este um dos lances mais marcantes do tempo em que convivi com Carriço na Câmara e que hoje me alegro em recordar. Esta história é uma dentre várias outras que farão parte do livro que estou escrevendo e que pretendo lançar em breve.

segunda-feira, 22 de julho de 2019

SARAU FESTIVO EM COMEMORAÇÃO AO "DIA DO ESCRITOR"

A Academia de Letras e Artes de Cabo Frio - ALACAF realizará no dia 25/07, dia do Escritor, um lindo Sarau festivo no Coreto da Praça Porto Rocha
A ideia é comemorar junto à população que será presenteada com livros. O Sarau é aberto ao público e contará com declamações, performances, músicas, sorteio de brindes e muito mais. 
"A literatura é a arte guardiã da história, memória, cultura e raízes de um povo. Estamos muito felizes em comemorar esse dia em um lindo sarau festivo junto à população e ao busto do nosso patrono Teixeira e Sousa, primeiro romancista brasileiro, negro e Cabo-friense. Esperamos por vocês!"
Jaqueline Brum, presidente da ALACAF.
O evento terá início às 18:30h e é gratuito.


EVENTO DE LANÇAMENTO DA ANTOLOGIA "CONTOS A LA CARTE", NO CHARITAS

Sábado (19) aconteceu no Charitas, em Cabo Frio (RJ), o lançamento da antologia "Contos a La Carte", organizada pelas mãos habilidosas do editor César Mattos, da editora Foco Letras.
Tive a honra e alegria de participar com meu primeiro conto "O Nascimento de um Escritor", que narra a história de um grande amigo, também participante da ideologia, responsável por minha participação através do seu incentivo para que eu escrevesse meu primeiro conto.

Foi uma noite memorável, um encontro de escritores não só de Cabo Frio, mas de toda a Região dos Lagos, todos contribuindo para o engrandecimento da arte e cultura locais e, principalmente, imbuídos da vontade de propagar a arte como incentivo para o surgimento de novos escritores.




Eu e a escritora Tatiana Machado
Eu e o escritor José Castro


       
Eu e o escritor Gilsinho
Editor César Mattos
 
Fotos: Foco e Letras
Texto: Luciana G. Rugani

sábado, 20 de julho de 2019

ENTREVISTA HISTÓRICA DOS TRÊS EX-PREFEITOS ALAIR CORRÊA, IVO SALDANHA E JOSÉ BONIFÁCIO

Aconteceu ontem (19), no Programa Sidnei Marinho, da TV Litoral News, com transmissão ao vivo pelo facebook, uma entrevista dos três ex-prefeitos de Cabo Frio: Alair Corrêa, Ivo Saldanha e José Bonifácio.

Sem dúvida nenhuma, um debate rico de histórias e casos de nossa cidade e também de opiniões e sugestões para questões atuais. Do alto de suas experiências como gestores, fizeram importantes apontamentos que muito podem contribuir para um reerguimento e uma mudança para um panorama mais positivo da cidade.

Foi um grande momento, um registro histórico! Homens experientes, cada um com suas características e o principal: os três com muito amor pela cidade! Fizeram, e ainda fazem, uma política sadia, construtiva, da qual estamos tão carentes em nossa atualidade, tanto na cidade como também em nosso país. Todos eles têm muito a contribuir com Cabo Frio.

Meus parabéns aos três pela participação e contribuição para com nossa história, parabéns ao grande Sidnei Marinho, amigo querido e profissional competentíssimo, e toda sua equipe pela realização do programa e parabéns ao jovem Luiz Guilherme pela ideia brilhante de sugerir este debate. Que venham outros encontros como este!

Vale a pena assistir, cliquem no vídeo abaixo:
Luciana G. Rugani

quinta-feira, 18 de julho de 2019

PONTO DE VISTA - O GOVERNO DOS ABSURDOS EM CABO FRIO

Vivemos tempos complicados em Cabo Frio. Mesmo que a cidade, em termos de arrecadação, já tenha saído do seu período mais difícil, seguem as crises e problemas nos mais diversos setores. De absurdo em absurdo o prefeito vai fazendo de conta que conduz a prefeitura.

Percebemos que muito destes problemas que estão acontecendo devem-se a critérios políticos e a uma postura no mínimo estranha do prefeito. Quando ele se omite deixando que grupos políticos ou terceiros ajam e tomem as decisões em seu lugar, quando ele não se dispõe a ouvir e dialogar, como aconteceu com os manifestantes da Cultura no Charitas, e agora, pra complicar ainda mais, uma postura autoritária de governo, quando busca mandado judicial para lidar com uma manifestação pacífica fazendo com que viaturas e mais viaturas compareçam ao Charitas e acabem com o movimento. Um exagero sem precedentes!

Outra questão que vale destacar: foi autorizado o desconto de dias faltosos dos servidores grevistas da Educação. A própria sindicalista reconheceu que isso nunca havia sido feito! E é importante dizer que os dias de greve são muito poucos em comparação com o período de 2016, quando o prefeito Alair Corrêa enfrentou o período mais crítico da história dos royalties da cidade. Nem naquela época foi efetuado desconto dos dias faltosos!

Justiça seja feita, Alair enfrentou uma crise sem precedentes, mas lembro bem dele se reunindo, explicando e demonstrando a triste realidade dos cofres da prefeitura naquela época. Ele não se omitia e não se fechava ao diálogo. Muitas vezes o vi, e as redes sociais estão aí para comprovar, em várias reuniões com os diversos segmentos. E ainda, mesmo sofrendo ferrenhos ataques, não descontou os dias faltosos de grevistas. É importante sermos justos, olharmos para trás, no período de seu governo, quando a trimestral dos royalties simplesmente zerou e a mensal chegou ao menor patamar de toda a história dos royalties e adversários diziam não haver crise. Hoje os mesmos adversários já reconheceram a extensão da crise e agora a sindicalista reconhece que os dias faltosos pela greve não foram descontados.

É o tempo colocando as coisas no devido lugar e esclarecendo as muitas injustiças que ele sofreu.

Luciana G. Rugani

terça-feira, 16 de julho de 2019

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!


Com Lú

O amor não acaba,
o amor só aumenta.
Experimente uma frase,
Espere mais e comente.

Seja velho, seja jovem,
Esqueça o tempo que passou.
O momento é agora,
Aproveite tudo com amor.

Não chore, não clame,
Seja firme, seja honesto.
Não viva mau seus sentimentos,
Aos restos estranhos, acalento.

Contudo o amor revigora,
Mesmo no atrapalho da hora,
Volta sempre sem demora.

O amor é sem fim,
É eterno em mim,
Consciente estou,
Quando estou com amor.

Hairon H. de Freitas
15/7/2019

segunda-feira, 15 de julho de 2019

LANÇAMENTO DA ANTOLOGIA DE CONTOS "CONTOS A LA CARTE 2019", DA EDITORA FOCO LETRAS

No dia 20 de julho, próximo sábado, às 19 h, acontecerá no Charitas o lançamento da antologia "Contos a la Carte 2019" da editora Foco Letras, com a participação de diversos escritores de Cabo Frio e demais cidades da Região dos Lagos.
Tenho a alegria de participar com meu conto "O nascimento de um escritor".
Vale a pena prestigiar mais este grande lançamento da "Foco Letras"!

sexta-feira, 12 de julho de 2019

POESIA "POR QUE TE AMAR?" DE JANE OLIVEIRA

E no meu espaço de poesias de amigos, hoje trago uma poesia que muito me encantou da amiga Jane Oliveira. É simplesmente linda!!


Por que te amar?

A vida é feita de escolhas
Te esquecer 
É a melhor coisa 
Que tenho a fazer
Bem melhor do que sofrer
Não quero pagar pra ver
Não tenho tempo a perder
Fico eu aqui a pensar...
Que eu não queria te amar
Vai eu compreender ?
O propósito disso tudo
Que nada me faz entender
A Deus, preces eu faço 
Que a Ele cabe mover
Do impossível tornar o possível
E já, que nada acontece em vão
Senhor ! 
Não quero mais te perguntar...
A razão desse por quê?

Jane Oliveira, 22/06/19

domingo, 7 de julho de 2019

LANÇAMENTO DA 3ª ANTOLOGIA FLORES LITERÁRIAS


Ontem (6) aconteceu o encerramento do IV FLIC - Festival Literário Cabo-friense, com o lançamento da 3ª Antologia Flores Literárias da qual tive mais uma vez a grande honra e alegria de participar, como tenho feito desde a primeira edição. Dessa vez participo com minha poesia "Caminhantes", que segue abaixo juntamente com fotos do evento.
O grupo Flores Literárias é dirigido por duas lindas flores, as escritoras Jaqueline Brum e Andréa Rezende. Trata-se de um grupo de difusão cultural, especialmente da literatura, e que ano a ano vem incentivando novos escritores a participar deixando fluir a poesia que têm dentro de si. Um trabalho belíssimo que merece durar infinitamente! 


Caminhantes

Somos caminhantes por caminhos errantes.
Nossos passos,
de engano em engano.
Acreditamos, decepcionamos.
Em meio a vozes psicopatas,
Ouvidos e mentes nos traem
Triste mundo de vidas doídas,
Feridas.
O desamor impera,
A solidão, presença constante.
No centro do poder,
o trilhão vale mais que o irmão.
Irmão que sofre,
Que chora a falta do pão.
Amarga angústia frente ao porvir
Que homens frios e cegos
Teimam em destruir.
Rios, lagos,
Antes líquidos,
Agora sólidos, secos.
Relações,
Antes sólidas, concretas
Agora líquidas, fugazes.
E o caminhante segue,
Vales e morros
Noites e dias
Sombra e sol.
Segue por seguir,
Sem saber onde ir
Sem saber como agir.
Sua alma,
Sugada pelo mundo pérfido,
Agora é vazia,
Ensimesmada,
Dura carcaça de um ser
Ser que vive,
Ser, de fato.
Um simples ser que, agora,
Simplesmente,
Segue.

Luciana G. Rugani, 6/7/19







 


                         

sexta-feira, 5 de julho de 2019

SITE DE TURISMO CONSIDERA CABO FRIO COMO UM SIMPLES ACESSO A DESTINOS TURÍSTICOS NA REGIÃO

Esse site de turismo https://www.melhoresdestinos.com.br/promocao/passagens-baratas-cabo-frio-arraial-do-cabo-2019?fbclid=IwAR2eyiwgGARmpKII3EVWud-SPW5f_P6ogyRDm5_80vHCsw9XNC8NPzLytfk está se referindo a Cabo Frio como o aeroporto mais próximo dos destinos turísticos Arraial do Cabo e Búzios. Cabo Frio então resume-se ao aeroporto que dá acesso aos mais belos destinos turísticos da região?

E ainda, dizem que há passagem aérea da Azul de BH para Cabo Frio por cerca de 300 e poucos reais, mas essa passagem é somente para datas de ida e volta que eles determinam! Por exemplo: vai dia 29/7 e volta 9/8. A pessoa só pega tarifa baixa se ficar o tempo que eles determinam. Isso não é o mesmo que dizer que o preço da passagem da rota é X! Pra mim isso é propaganda enganosa. Você dizer que a passagem para tal lugar é X significa que ela é X em qualquer data. A matéria deveria dizer que a passagem é promocional somente para ida e volta nas datas determinadas por eles.

E ainda, antes havia voo toda sexta voltando domingo, de BH para Cabo Frio. Retiraram esse voo, deixaram só em tempo de férias. Mesmo assim o preço é exorbitante, tem variado de 600, 700 e até mais de 1000 reais.

Abaixo fiz um print de preço de passagem considerando uma data próxima (19/7) e uma data longínqua (janeiro/2020) como ilustração do que eu disse.

Eu achei a matéria muito tendenciosa a desprezar Cabo Frio enquanto destino turístico e enganosa em relação à forma como divulgou o preço da passagem:





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...