quarta-feira, 20 de maio de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: UMA LIÇÃO DE SUPERAÇÃO

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:


Hoje gostaria de dividir com vocês uma história de superação, um exemplo de como podemos mudar nossa vida a partir do momento em que mudamos a forma de encará-la.

Minha amiga Deborah Prates é advogada no Rio e integrante das comissões de Direitos Humanos; OAB-MULHER; Tecnologia da Informação (Federal) e Comissão de Política de Igualdade (FEDERAL), na OAB/RJ. Deborah ficou cega em 2006, em consequência de glaucoma. Antes da cegueira, ela chegou a fazer diversas cirurgias, e, quando se preparava para mais uma delas, contraiu uma pneumonia e passou a tomar antibióticos. Em seguida, apareceu uma "prega" no pulmão. Para este problema, ela precisou tomar corticoides. Mas, para um portador de glaucoma, tomar corticoides é sinônimo de cegueira, pois eleva ainda mais a pressão ocular. Deborah viu-se entre duas opções: ou tomava o corticoide e tratava do problema do pulmão e ficava cega, ou não tratava do pulmão e morria. Em momento de difícil decisão, quando a maioria de nós certamente se entregaria ao desespero, Deborah, muito lúcida, busca o equilíbrio, chama sua filha de 12 anos, conversa com ela, explica o caso e pergunta: você prefere uma mãe cega ou uma mãe morta? Então neste momento decidem prosseguir no tratamento do pulmão. Em 15 dias, Deborah foi se despedindo da visão, fez aula de bengala e, no final dos 15 dias, quando terminou a aula de bengala, ficou completamente cega.

Deborah perdeu clientes, ficou em difícil situação financeira, mas não desistiu. Tornou-se estudiosa dos direitos das pessoas com deficiência, passou a dar palestras e a advogar em causas de acessibilidade.

Gravou o filme "Uma simples cegueira", classificado no festival "Assim Vivemos / 2011", mostra de filmes sobre deficiências no Centro Cultural do Banco do Brasil/RJ. Neste filme, Deborah mostra situações de seu dia a dia no computador e nas ruas, no shopping, no taxi, com seu cão-guia americano. Aborda questões importantes que precisam ainda evoluir muito no Brasil, como, por exemplo, a questão do cão-guia. No Brasil, ainda é muito difícil conseguir um cão-guia. Não há muitas escolas. Na época em que ela precisou, só encontrou uma escola com poucos cães para atender a toda a demanda de cegos do país. Outra visão que precisa mudar é o preconceito de certos profissionais contra o cão. É preciso que se conscientizem de que há lei garantindo a presença do cão-guia em qualquer ambiente. Deborah destaca também situações práticas em nossas calçadas em que o cão faz extrema diferença, pois ele impede que o cego trombe no obstáculo, coisa que a bengala não impede. O filme mostra, ainda, como a tecnologia já se desenvolveu a favor das pessoas com deficiência, através dos ledores de tela para computador, ledores de cores, etc.

Vale a pena assistir ao filme, pois é enriquecedor. Está dividido em duas partes, no youtube. Deixarei os links aqui para facilitar a busca de quem se interesse.

Por fim, a lição que fica para mim é a lição de superação, de otimismo que Deborah nos transmite. Ela acredita que, quando se perde algo, é preciso olhar para o que ainda resta agradecer pelo que ainda se tem e ficar feliz por isso. Seguir em frente sem nunca perder a alegria e vontade de viver. Deborah nos ensina uma nova forma de enxergarmos a vida, muito além do que se tem ou do que se perde, mas sim a vida pela vida, o "estar vivo” e alegrar-se por isso, e assim aprender que a vida não é só isso que se vê. E ainda, que não é um simples obstáculo que nos fará desistir de seguirmos em busca de nossos projetos. Tudo depende de nós, de nossa maneira de enxergarmos além da pedra no caminho e assim contorná-la como a água contorna o obstáculo. Limitações físicas ou materiais podem até surgir, mas nunca haverá nada capaz de limitar a nossa vontade.

Conheçam mais sobre Deborah também em seu blog deborahpratesinclui.blogspot.com.br

Links para o filme:
https://www.youtube.com/watch?v=6VNpV06N4oE uma simples cegueira 1ª parte
https://www.youtube.com/watch?v=Oeyj9X73d0w uma simples cegueira 2ª parte

Luciana G. Rugani

quarta-feira, 13 de maio de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: AAMA CABO FRIO - ASSOCIAÇÃO DAS AMIGAS DA MAMA DE CABO FRIO

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:



Gosto muito de divulgar ideias, empreendimentos e iniciativas que possam fazer a diferença, dar bom exemplo e contribuir positivamente com nossa sociedade. Em um mundo onde a má notícia sempre predomina, acho importante aproveitar o espaço para divulgar iniciativas do bem e atitudes que engrandecem a cidade e seus cidadãos.

Pensando assim, venho hoje falar sobre uma associação que, mesmo lidando com um assunto que é motivo de muita dor para as pessoas, consegue ser um ponto de luz na escuridão, um ponto de apoio e alívio no doloroso caminho dos que buscam seu auxílio. Trata-se da AAMA Cabo Frio - Associação das Amigas da Mama de Cabo Frio.

Fundada em 7 de março de 2005, a AAMA CABO FRIO é uma entidade civil que dá apoio psicossocial às mulheres e homens que lutam contra o câncer de mama, através do fornecimento de vários serviços psicológicos e de assistência social, assim como às suas famílias. Atualmente, a associação vem investindo e intensificando suas ações na prevenção, não só durante o mês dedicado às campanhas sobre o assunto, mas sim durante o ano inteiro, por meio de eventos e campanhas educativas junto à população em geral para esclarecer sobre a importância de se prevenir o câncer de mama através do autoexame e de cuidados gerais com a saúde. Oferece aos seus assistidos e familiares uma reunião mensal de autoajuda, quando experiências são compartilhadas visando o resgate da autoestima; atendimento psicológico individual; tratamento fisioterápico; atendimento individual com assistência social; palestras educativas sobre temas de interesse dos portadores de neoplasias; visitas hospitalares; oficinas artesanais em diversas modalidades; bazar/brechó.

E desde que foi criada, a associação tem se mantido apenas com as doações que recebe. O trabalho realizado é muito bonito, e de grande relevância para a população da cidade e da região.

Eu costumo dizer que iniciativas como esta, além da finalidade específica a que se destinam, costumam também servir como incentivo para que assumamos uma postura mais participativa enquanto cidadãos, através da adoção de um trabalho voluntário. Émuito gratificante quando ouvimos os relatos de melhora da qualidade de vida dos pacientes assistidos.

A Associação das Amigas da Mama de Cabo Frio funciona na Rua Rui Barbosa, nº 273 – Centro.

Luciana G. Rugani

terça-feira, 12 de maio de 2015

PASSEIO CICLÍSTICO EM ARRAIAL DO CABO - APOIO: BIKE NIGHT CABO FRIO


 


 Passeio ciclístico em comemoração ao 30º aniversário de Arraial do Cabo, passando por seus principais pontos turísticos, com participação e apoio do Bike Night Cabo Frio. Dia 17/05/15, domingo, às 8:00!
Venha pedalar com a gente !!!!

quarta-feira, 6 de maio de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: GASTRONOMIA DE CABO FRIO

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:



Cabo Frio tem excelentes restaurantes, de todos os tipos e para todos os gostos. Se possível fosse, falaria aqui de todos que já visitei e que me conquistaram de modo especial. Mas como isso não é possível, dessa vez falarei um pouco sobre a Forneria Cocinare, restaurante e pizzaria localizado na rua Manoel Francisco Valentim, 349, no bairro da Passagem, um local muito agradável que, sempre que tenho disponibilidade, não deixo de passar para tomar um bom vinho e apreciar seus saborosos pratos.

Em funcionamento desde 11 de dezembro de 2003, a Forneria é o resultado de um sonho somado ao amor pela cidade de Cabo Frio. A proprietária Angela Pradines, formada em gastronomia, após trabalhar por mais de 20 anos na capital federal, decidiu mudar-se, juntamente com o marido, definitivamente para Cabo Frio, cidade que ela sempre curtiu desde os dez anos de idade e onde possuíam residência. Após algum tempo, resolveu abrir um pequeno estabelecimento para lidar na área que amava: gastronomia. Após andanças e mais andanças, encontrou a casa onde abriria seu restaurante. Em um bairro totalmente residencial, sua escolha não pareceu muito acertada, mas ela não abriu mão e firmou sua vontade de convencer o proprietário a vender a casa por um preço a ser negociado. E foi o que aconteceu. Comprou a casa, reformou-a, e, em 11 de dezembro, já sem dinheiro para concluir a obra, resolveu abrir a casa assim mesmo e começar a fazer pizzas. A casa foi crescendo, e hoje possui um extenso e variado cardápio com pratos preparados no forno à lenha. O ambiente é acolhedor e diferenciado. A propaganda da casa é o boca a boca, o que permite um público selecionado e fiel, composto por moradores de Cabo Frio. A decoração traz beleza e aconchego ao ambiente.

Com capacidade para 180 a 200 pessoas, a Forneria Cocinare hoje é, sem dúvida nenhuma, uma referência da boa gastronomia em Cabo Frio e uma excelente opção para encontros em família, negócios, amigos ou a dois. Além do que, é uma prova visível de que, nesta cidade, quando se tem um sonho e amor à região, as coisas acontecem. As intuições afloram, os caminhos se abrem, a vontade se consolida na disposição para o trabalho e o sonho, enfim, se realiza.

Luciana G. Rugani

segunda-feira, 4 de maio de 2015

JORNAL O CIDADÃO: CABO FRIO EM DESTAQUE - NOTÍCIAS - abril

Jornal O Cidadão

Cabo Frio em “DESTAQUE” 

Dia 4 de maio de 2015


Leia mais em: http://ocidadaorj.com.br/site/2015/05/cabo-frio-em-destaque/#ixzz3ZBKIIIwW
Praia das Conchas, no Parque Estadual da Costa do Sol, em Cabo Frio


Vamos a algumas das principais notícias de Cabo Frio neste mês de abril:


– Dia 18/04 foi comemorado o aniversário de quatro anos do Parque Estadual da Costa do Sol. Criado pelo decreto estadual 42929, de 18/4/2011, o PECS contempla uma área de aproximadamente 9.841 hectares e abrange parte dos municípios de Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Saquarema e São Pedro da Aldeia. Destina-se à preservação dos ecossistemas e espécies da fauna e flora da região e dos remanescentes de Mata Atlântica, além de ser um enorme potencial para estudo, pesquisa científica, visitação estudantil e desenvolvimento do turismo ecológico na região.
O evento comemorativo de aniversário foi realizado na Praia das Conchas, e contemplou corrida ecológica, stand up paddle, oficinas, trilhas, música e inauguração de espaço de leitura. O prefeito Alair Corrêa e o secretário estadual do ambiente, André Corrêa, firmaram uma parceria para instalação do centro de visitantes do parque na Praça do Moinho, no Peró, e acordaram que a sede da Polícia Ambiental da Polícia Militar ficará nas instalações do Dormitório das Garças.

– Marcos Vinícius Costa, morador de Cabo Frio, conquistou a medalha de bronze em sua categoria no Campeonato Brasileiro Regional da III Região, promovido pela Confederação Brasileira de Judô, e realizado no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, na Bahia, nos dias 17 e 18 de abril. O campeonato municipal de judô na Associação Atlética Cabofriense será realizado no dia 3 de maio próximo.

– Foi inaugurado na cidade o Hotel Paradiso Corporate (cinco estrelas), localizado na Avenida Teixeira e Souza, nº 2.011. O hotel possui dois salões de convenções, sendo que um deles tem capacidade para mais de 1000 pessoas assentadas. O empreendimento gerará mais de 200 empregos diretos e, ao proporcionar um aprimoramento da rede hoteleira da cidade, poderá contribuir muito com o desenvolvimento do turismo. Além disso, o hotel será um espaço a mais na cidade para eventos culturais e apresentações diversas, através do seu espaço “Paradiso Café Teatro”. No dia 2/05, às 22 horas, o local receberá o compositor, músico e humorista Juca Chaves, em única apresentação.

– No dia 30/04, o prefeito Alair Corrêa anunciou a nova estrutura administrativa da prefeitura e os nomes dos novos secretários. Esta nova estrutura foi estudada e definida para ser a responsável por reerguer a cidade e fazê-la trilhar novamente o caminho do desenvolvimento através da superação da crise financeira em que atualmente se vê mergulhada. As secretarias passaram de 25 para 14. Algumas foram unificadas, como, por exemplo, a Assistência Social, da Mulher, de Combate às Drogas e Melhor Idade. Foram extintos 400 cargos comissionados. A economia chegará a 700 mil reais, segundo o prefeito. A secretaria de Cultura será extinta e substituída pela Fundação de Cultura de Cabo Frio, cujo decreto de criação será publicado nos próximos dias. A COMSERCAF (Companhia de Serviços de Cabo Frio) será extinta, em até 60 dias, e seus servidores efetivos passarão a integrar o quadro da prefeitura.


Hotel Paradiso Corporate, inaugurado em 18 de abril


Texto e fotos: Luciana G. Rugani

sábado, 25 de abril de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: BIKE NIGHT – PASSEIO CICLÍSTICO NOTURNO

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:



Nas noites de quinta-feira, acontece na cidade o Bike Night, um passeio ciclístico noturno que busca aliar prazer e exercício físico, além de incentivar a convivência entre amigos.
A ideia surgiu há um ano, quando quatro amigosderam início a um passeio semanal pelas ruas e pontos turísticos da cidade. Hoje já são mais de cem participantes, e a cada semana surgem novos adeptos.

O ponto de partida fica na rua Expedicionários da Pátria, no bairro São Cristóvão. São treze quilômetros a partir dali. O passeio prossegue pelos principais pontos turísticos da cidade: orla da Praia do Forte, bairro Passagem, Centro, Canal Itajuru, até finalizar no mesmo local do ponto de partida. Um carro da guarda municipal segue à frente do grupo, e um carro de som acompanha os ciclistas fazendo a trilha sonora.

 pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos. O passeio é gratuito. Para participar, basta ter disposição e gostar de pedalar. Para total segurança, recomenda-se o uso de capacete, roupas claras, faróis e lanternas na bicicleta.

Com certeza, uma boa pedida para moradores e visitantes. Um jeito agradável de cuidar da saúde e se divertir ao mesmo tempo.

Luciana G. Rugani
Fotos: Fábio Pereira

sexta-feira, 24 de abril de 2015

GRAVAÇÃO DA ENTREVISTA DE ALAIR CORRÊA NA JOVEM TV

Hoje assistimos pessoalmente à gravação da entrevista do prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, no programa Informe Local, da Jovem TV.

Foi uma boa oportunidade para conhecermos o estúdio de gravação e o outro lado da telinha, ou seja, a produção, organização, transmissão e participação ao vivo dos cidadãos. O apresentador Dionísio Quaresma é mesmo muito simpático como aparenta na TV, possui uma boa comunicação com o público e seu toque pessoal de adicionar uma pitada de descontração à entrevista torna o programa ainda mais atrativo e mais interativo com o público.

O prefeito esclareceu questões referentes às últimas medidas administrativas que foram tomadas e respondeu a todas as perguntas dos cidadãos, sempre de forma direta, sem rodeios, objetiva e com clareza.

Para nós foi grande a alegria pela oportunidade de prestigiarmos e de pela primeira vez assistirmos ao vivo a uma entrevista do prefeito Alair.

Texto: Luciana G. Rugani
Fotos e vídeo: Álvaro Neves, o Eterno Aprendiz


 
https://www.youtube.com/watch?v=Gbq49oTgzJs
















terça-feira, 14 de abril de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: SOBRE O PROJETO DA TERCEIRIZAÇÃO


Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:


O projeto de lei 4330/2004, que regulamenta a terceirização no mercado de trabalho, foi aprovado quarta-feira passada, em primeiro turno, na Câmara Federal. O projeto contempla a terceirização tanto nas empresas privadas, quanto no setor público.

Acho importante que todos nós nos inteiremos do que está realmente se passando lá no Congresso. Ressalto que não estarei aqui defendendo ideias de partidos A ou B, mas somente analisando, na minha opinião, o que significa este projeto dentro da conjuntura em que está sendo votado.

A terceirização, a meu ver, significa a total fragilidade dos direitos trabalhistas. Ainda que digam que os direitos serão respeitados, sabemos bem que na prática não é assim que funciona. Trabalhadores terceirizados são menos valorizados, ganham menos e ainda há muito mais facilidade de serem burlados em seus direitos. Significará a nivelação por baixo dos salários e remunerações. Além disso, com o tempo levará ao fim das carreiras e categorias profissionais, pois certamente todas as empresas terceirização seus serviços.

A terceirização significa uma precarização dos direitos trabalhistas. Conheço alguns terceirizados que não tiram férias há quase 10 anos, na empresa em que trabalham. Simplesmente porque, a cada ano de contrato, quando estão quase completando o período aquisitivo, a contratante troca a firma terceirizada, faz novo contrato com outra firma. Os trabalhadores, para permanecerem na empresa contratante, são transferidos para essa nova firma terceirizada, passando a ter novo contrato de trabalho. E assim vem sendo feito há muitos anos, e os trabalhadores prosseguem sem direito a férias, pois não completam um ano na mesma firma. Este é somente um exemplo, existem muitas outras manobras que acabam por burlar os direitos sociais.

No setor público, a terceirização acabará com a democratização do ingresso no serviço público por meio do concurso. Não significa a extinção legal do concurso, claro que não, mas me digam: o que as empresas vão preferir? Abrir espaço para servidores de carreira, portanto mais qualificados e independentes, ou admitir maior quantidade de servidores, pagando menos, e muito mais fáceis de manipular, como, na realidade, acontece com os terceirizados? Claro que não sobrará mais vagas para concurso! Concurso público é maior garantia de imparcialidade e acesso de qualquer cidadão ao cargo público, além de dar vez ao talento e ao esforço pessoal. Sabemos bem, olhando pelo lado prático, que a terceirização no serviço público permite maior manipulação e utilização dos servidores para fins eleitoreiros. Um amigo meu, servidor terceirizado do poder legislativo de uma capital, me relatou o que passa, juntamente com seus colegas, para que seja possível a continuidade dos seus empregos a cada mudança de legislatura. Segundo ele, aquele servidor que não tem seu vereador "padrinho", automaticamente estará fora, e aqueles que possuem o "padrinho", precisam se submeter a uma série de atividades eleitoreiras e ainda são ameaçados de terem seus votos checados na seção eleitoral em que votam, quando da divulgação do resultado da votação. Trata-se praticamente da “oficialização” dos padrinhos. Será ou não será muito mais conveniente, para o gestor sem ética, lidar com funcionários totalmente dependentes de sua boa vontade?

Já há algum tempo que somos espectadores de uma crise ética no governo, revelada principalmente nos casos da Petrobrás e do Mensalão. Ainda que saibamos que ambos os casos não são novos, são crônicos em nosso sistema político, e que envolvem vários partidos e não somente o PT, a crise eclodiu com maior gravidade foi no governo atual. Ao mesmo tempo, temos uma crise econômica. Crise econômica + crise ética = crescimento de revolta popular e fortalecimento da oposição. E é nessa conjuntura que vemos se fortalecerem também os grupos de extrema direita, tradicionalmente conhecidos por votarem contra os direitos sociais. Aproveitando-se do clima de grande insatisfação contra o governo, viram no momento atual o tempo certo para voltarem a discutir este projeto, que significa um golpe nos direitos trabalhistas. Vale lembrar que este projeto tramita na Câmara Federal desde 2004, mas só agora foi para a pauta de votação.

Fica aqui o alerta para que busquemos enxergar o que está por trás da cortina, e neste caso específico, o oportunismo do momento em que visam aprovar leis que significam retrocesso em nossos direitos, aproveitando o momento de insatisfação em que vivemos. Votar a favor da terceirização é o mesmo que andar mil passos para trás na conquista de nossos direitos, tanto na iniciativa privada quanto no setor público.

Luciana G. Rugani

JORNAL O CIDADÃO - BIKE NIGHT: UMA BOA IDEIA EM CABO FRIO


Exercício físico aliado ao prazer e convivência entre amigos. Essa é a proposta do Bike Night, passeio ciclístico que acontece todas as quintas-feiras à noite, em Cabo Frio.

A ideia surgiu há um ano, quando quatro amigos começaram a realizar um passeio semanal pelas ruas e pontos turísticos da cidade. Hoje já são mais de cem participantes, e a cada semana surgem novos adeptos.

O ponto de saída é no bairro São Cristóvão, na rua Expedicionários da Pátria. São treze quilômetros a partir dali. Meia hora depois uma parada de dez minutos na Praça do Guta, na orla da Praia do Forte. E o passeio prossegue por toda a orla, bairro Passagem, Centro, Canal Itajuru, e daí segue até finalizar novamente no bairro São Cristóvão, no ponto de partida. O passeio é feito com toda segurança e animação. Um carro da guarda municipal segue à frente do grupo, e um carro de som vai acompanhando os ciclistas e fazendo a trilha sonora.

Há pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos. Para participar, basta ter disposição e gostar de pedalar. O passeio é gratuito. E ainda, para total
segurança, é recomendado o uso de capacete, roupas claras, faróis e lanternas na bicicleta.

Taí uma boa pedida para moradores e visitantes de Cabo Frio. Além disso, uma ideia que vale a pena ser cada vez mais divulgada e levada para outras cidades da região. Um jeito agradável e prazeroso de aliar diversão com o cuidado da saúde. 

 
  
 Luciana G. Rugani

terça-feira, 7 de abril de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: CRISE DOS ROYALTIES - PASSANDO A LIMPO A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA


Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:





Muitas vezes somos impelidos às mudanças necessárias em nossas vidas. O suceder dos fatos promove a necessidade e a mudança se faz urgente. Assim acontece nos mais diversos setores de nossas vidas: ou mudamos nossos hábitos e nosso proceder, ou a crise se instala ainda de forma mais grave. Vivemos isso atualmente em relação à crise da água, como também em relação à administração pública de uma forma geral. Outro exemplo é a crise dos royalties do petróleo, cuja arrecadação caiu entre 30% a 40% nas cidades produtoras.

O problema da queda dos royalties afeta não somente Cabo Frio, mas várias cidades produtoras do litoral fluminense. Reuniram-se, então, os prefeitos destas cidades, e juntos estipularam algumas medidas a serem tomadas conjuntamente pelos municípios. O prefeito Alair precisou tomar medidas austeras, mas perfeitamente coerentes com a necessidade de adequação das condições à situação presente.

Em relação a esta questão dos royalties, quando falo sobre a necessidade de mudanças, refiro-me ao fato de que é chegado o tempo em que a finalidade básica constitucional da administração pública imponha-se com mais vigor. 

Desde que foi promulgada, a Constituição Federal traz, em seu art. 37, os princípios básicos da Administração Pública que, analisados conjuntamente, reforçam a prevalência do interesse público e a finalidade essencial da administração pública de promover o bem comum. Mas de lá pra cá, alguns gestores e também alguns cidadãos, esqueceram, ou deixaram de lado o conteúdo dessa finalidade básica da administração, e agora a sucessão dos fatos traz à tona, imperiosamente, a necessidade de atentar-se para a promoção do bem comum, antes de tudo. O gestor verdadeiramente comprometido com uma administração dentro dos princípios constitucionais naturalmente nesse instante se verá compelido a tomar atitudes firmes, duras, mas que precisam ser compreendidas, pois fazem parte do papel legítimo de um administrador público. Ele não está ali para atender interesses de A ou B, ou para ser o responsável por suprir particularidades de um ou outro servidor. Não, ele está ali para atender ao interesse público e promover o bem da coletividade. 

Chegou a hora de mudar a visão que muitos cidadãos têm de que a administração pública está ali para atender aos seus próprios interesses particulares. Aquele que pode, mas não paga seus impostos, por exemplo, precisará compreender a necessidade de contribuir como os demais; aquele que faz do cargo público um projeto pessoal, esquecendo-se da transitoriedade natural que caracteriza a nomeação em cargo comissionado, forçosamente precisará despertar para a possibilidade de que a permanência se dê por período menor que o esperado. É o momento do despertar para um amadurecimento na forma de lidar com a coisa pública, enxergando-a como ela realmente deve ser: instrumento de realização do interesse público.

É hora de compreender e aceitar que o momento pode exigir uma dose de remédio amargo, mas, pelo menos assim, salvar-se-á o doente.

Momentos de crise costumam trazer na bagagem oportunidades. Na economia funciona muito isso. Mudar o foco, a visão, os procedimentos, farão com que surjam novas ideias, novas diretivas de investimentos. Agora o tempo é de despertamento, compreensão, contribuição, colaboração. Cada um com a parte que lhe cabe. Forçosamente deixar o individualismo de lado e enxergar o global, o coletivo, compreender que um gestor público, no caso o prefeito, tem o dever de zelar pela situação financeira da cidade, ainda que para isso seja compelido a tomar decisões mais austeras. Este é o papel constitucional que lhe cabe cumprir, essa é a postura que se espera de um bom governante.
Luciana G. Rugani

segunda-feira, 6 de abril de 2015

COLETIVA DE IMPRENSA DO PREFEITO ALAIR CORRÊA SOBRE O ENFRENTAMENTO DA CRISE

Abaixo segue o vídeo de momento relevante da administração pública de Cabo Frio (RJ), quando o prefeito Alair Corrêa não mede esforços para adequar a máquina à queda vertiginosa da arrecadação dos royalties, devido à crise da Petrobrás. Não só ele, como também prefeitos das demais cidades produtoras.

Em Macaé a situação é ainda mais grave. Lá empresas fecharam as portas, trabalhadores do petróleo sem emprego estão deixando a cidade, e em consequência até o comércio da cidade sentiu os efeitos da crise.  Arraial do Cabo, Rio das Ostras e Casimiro de Abreu também já demitiram pessoal e tomaram medidas administrativas duras. E todos os prefeitos das cidades produtoras, em reunião recente, decidiram implementar medidas austeras em suas cidades. O problema é geral, não é só de Cabo Frio. Segue o vídeo publicado por Álvaro Neves, um dos principais blogueiros da região:




Luciana G. Rugani

terça-feira, 31 de março de 2015

CRISE DOS ROYALTIES: MEDIDAS DE AJUSTE PARA O ENFRENTAMENTO DA CRISE







  



O prefeito de Cabo Frio (RJ), Alair Corrêa, comunicou hoje, em coletiva à imprensa, as medidas que serão tomadas no enfrentamento da queda de arrecadação dos royalties. São medidas duras, mas necessárias para a adequação dos gastos públicos à arrecadação mensal.

Abaixo seguem as medidas anunciadas:

"- Assinatura do decreto n º 5.334, de 27/3/15, que exonera cerca de 4 mil funcionários entre cargos comissionados e contratados para equilibrar a folha de pagamento. 
- Ato seguinte, foram nomeados apenas os secretários de Administração, Fazenda, Saúde, Educação e o Procurador Geral do Município, para que seja mantida a máquina pública funcionando.
- Foi extinta a autarquia COMSERCAF, com anúncio de que todos os servidores concursados serão mantidos e distribuídos para outros setores da Prefeitura.
- O valor da passagem urbana do ônibus dentro do município subsidiada pela Prefeitura passará de R$ 0,50 para R$ 1,50 para os portadores do Cartão Dignidade. 
- Suspensão dos contratos com empresas para o recolhimento de entulhos na cidade;
-Teto máximo de salário para servidores que não ultrapasse o salário do prefeito que foi reduzido de R$ 12 mil para R$ 7 mil mensal;
- Reforma administrativa do 1º e 2º escalão do governo municipal;
- Redução do número de secretarias;
- Nomeação de comissão especial formada por quatro secretários e procurador para comandar a reforma administrativa;
- Comissão formada por Secretários de Administração, Fazenda, Saúde, Educação e Procurador Geral do Município;
- Redução do salário do prefeito de R$ 12 mil para R$ 7 mil mensal;
- A Secretaria de Fazenda passa a ser a ordenadora de todas as despesas da Prefeitura;
- Subsídio do transporte público com passagem de ônibus urbano passando de R$ 0,50 para R$ 1,50 para possuidores do programa social Cartão Dignidade;
- Realização de Audiência Pública".

E ainda:

"- O valor para as vagas de estacionamento no município aumentará para R$ 10, para placas de veículos de outros municípios;
- Com estudo de geo-processamento a Prefeitura vai começar a cobrar Imposto predial de cerca de 90% dos imóveis de Tamoios, que hoje já passam de 30 mil imóveis que não contribuíam.
- A nova planta de valores vale para os imóveis do município que fizeram melhorias e benfeitorias, cerca de 40 mil imóveis terão o IPTU ajustado de acordo com as novas medidas.
- Processo de licitação para empresas especializadas adquirirem a divida ativa do município, que gira em torno de R$ 542 milhões, a empresa de cobrança especializada que comprar a divida poderá cobrar a divida ativa. O dinheiro resgatado da dívida ativa será aplicado na revitalização de todos os pontos turísticos da cidade para fomentar o setor turístico um dos principais propulsores da economia local.

A previsão do prefeito Alair Corrêa é que dentro de 90 dias as contas públicas estejam normalizadas e a cidade retome o crescimento dentro da normalidade."

Fonte das informações e fotos http://www.cabofrio.rj.gov.br/sala-de-imprensa/noticia/Prefeito+de+Cabo+Frio+anuncia+medidas+para+enfrentar+queda+na+arrecadacao/6c047ae7-7825-4c0c-8581-faeea47dec62

http://www.cabofrio.rj.gov.br/sala-de-imprensa/noticia/%E2%80%9CQuero+ver+nossa+cidade+e+os+trabalhadores+sorrindo+novamente%E2%80%9D++diz+Alair+Correa+durante+coletiva/cc39eedb-7a10-4bf1-a50a-f2abc90655ad 

DIÁRIO CABOFRIENSE: CABO FRIO SEGUE ENCANTANDO TURISTAS


Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:

 

Na semana que passou, encontrei um amigo mineiro do facebook, o Waldemar Alves, que trabalha com eventos e excursões para cidades de vários cantos do país. Ele é profissional da WG Turismo e Eventos, e esteve novamente em Cabo Frio há pouco mais de um mês com um grupo de turistas. Waldemar frequentemente está em Cabo Frio trazendo turistas mineiros para conhecerem nosso paraíso. Quando conversamos sobre o que ele acha da cidade, vejam que interessante o que ele me disse, nas palavras do próprio Waldemar:

"Cabo Frio está linda, é uma cidade muito bem organizada. Depois da minha temporada de janeiro na cidade, estive em Porto Seguro, na Bahia, e depois fomos para o Rio (capital). Mas não vi tanto cuidado, principalmente em relação à limpeza e organização, como vejo em Cabo Frio. Cabo Frio destaca-se e muito das demais cidades onde costumamos ir. O prefeito realmente tem cuidado com muita atenção da cidade. E essa minha opinião é também a de outros guias turísticos com os quais trabalhamos em parceria. Nós somos um grupo de guias fieis a Cabo Frio, e assim estamos preparando a entrega de uma placa de Honra ao Mérito ao prefeito Alair, por nossa própria iniciativa, justamente pelo carinho que ele tem dedicado à cidade. Queremos homenageá-lo por tornar a cidade tão acolhedora e bem cuidada, o que muito nos agrada e agrada a nossos clientes. Ele merece toda nossa força e apoio por isso" (Waldemar Alves).

Gostei de ouvir isso de Waldemar, pois eu o acompanho há muito tempo no facebook e vejo as constantes viagens que ele realiza para diversos destinos. Sabemos que Minas Gerais é o estado que mais "exporta” turistas para todo o litoral do país, portanto ouvi-lo falar tão bem de nossa cidade, ao compará-la com outros famosos destinos turísticos, me deixou muito feliz pois isso demonstra a imagem positiva que a cidade tem perante os turistas e reforça o seu baita potencial turístico. E quanto à homenagem que estes fiéis guias pretendem fazer ao prefeito Alair, digo que assino embaixo. O prefeito é merecedor de todo nosso apoio, pois se hoje Cabo Frio é o que é, com uma boa infraestrutura, com um nome e lugar marcados no turismo brasileiro, isso tudo se deve ao trabalho por ele realizado em seus governos anteriores e também que vem realizando neste governo. Assino embaixo e faço questão de comemorar junto mais esta homenagem do povo mineiro a esse prefeito tão apaixonado e dedicado à sua terra.

Talvez os mineiros gostem tanto de Alair não só por ter tornado a cidade mais acolhedora, mas também por relacionarem o seu estilo de gestão com a do saudoso político mineiro Juscelino Kubitschek, pois em BH nunca houve um prefeito tão empreendedor como o ilustre ex-presidente. Há quase quatro anos, postei no meu blog um texto que inclusive foi lido em uma reunião da Câmara de Cabo Frio na época, onde relato posturas administrativas de JK muito parecidas com as de Alair, e por isso termino dizendo que Alair, por tudo que fez em Cabo Frio, seria o JK de nossa atualidade. Sendo assim, para ilustrar a coluna de hoje, nada melhor que uma foto de nosso encontro tendo ao fundo o retrato de JK, simbolizando o estilo empreendedor comum aos dois políticos, responsável por estreitar ainda mais a ligação entre Minas e Cabo Frio. 

Luciana G. Rugani

terça-feira, 24 de março de 2015

JORNAL O CIDADÃO: CABO FRIO EM DESTAQUE - NOTÍCIAS - março

Jornal O Cidadão
Cabo Frio em “DESTAQUE” 

Dia 24 de março de 2015


Quero primeiramente agradecer ao Jornal “O Cidadão” pelo convite para estar aqui como colunista, falando sobre temas diversos e assuntos ligados à nossa querida Cabo Frio. É um prazer colaborar! E para estrear, pelo fato de março estar cheio de boas novidades, não só para os cabofrienses, como também para moradores da Região dos Lagos, resolvi trazer para vocês um pequeno resumo de notícias das principais atividades realizadas durante o mês, 
até a data de hoje, segundo divulgação da prefeitura:

1º circuito da Melhor Idade na Praia do Forte

No início do mês, aconteceu o 1º circuito da Melhor Idade na Praia do Forte, com a participaç
ão aproximada de 100 idosos assistidos pela Secretaria Municipal da Melhor Idade. Houve atendimento fisioterápico, atividades físicas, palestras educativas sobre saúde e conscientização ambiental e outras ações. Cabo Frio foi escolhido, entre 92 municípios, para sediar o primeiro circuito. Trata-se sem dúvida, de uma excelente iniciativa que, além de informar, ajuda a promover a integração e melhora a auto-estima da população idosa;

Prefeitura distribui tablets


- Assunto bastante comentado na cidade pela relevância e pelo caráter inovador foi a distribuição de tablets pela prefeitura para alunos do 6º ao 9º ano das escolas públicas municipais cabofrienses e tamoienses. A distribuição começou no último sábado de fevereiro e início de março. A próxima etapa, será em mais três escolas tamoienses, na segunda-feira, dia 23;

Crescendo com o Esporte

- O projeto da prefeitura “Crescendo com o Esporte” abriu novos núcleos, destes um núcleo de skate; um de natação, hidroginástica e zumba, em Botafogo (Tamoios); um novo núcleo de futebol na Praia do Siqueira e ainda, aproveitando o Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado dia 21 de março, o projeto abriu também, um núcleo de balé destinado aos jovens com síndrome de Down. Todas as aulas são gratuitas, inclusive para jovens que não são moradores de Cabo Frio;

Dia da Mulher

- A comemoração do Dia da Mulher foi marcada por um aulão de zumba e ginástica na Praça Verde do Guta, na Praia do Forte,mais de 150 mulheres participaram;

Você tem apenas 15 segundos para transformar essa realidade

- As peças publicitárias da campanha da prefeitura contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, que tem por nome “Você tem apenas 15 segundos para transformar essa realidade”, foram publicadas na Galeria do Clube de Criação do Rio de Janeiro. A galeria oferece espaço a trabalhos que mais se destacam no estado. Visitem o site: www.galeriaccrj.com.br;

Turistas na cidade

- A temporada de verão dos cruzeiros marítimos na cidade encerrou no dia 11 com a presença de dois transatlânticos. No total foram oito navios de luxo; o que significou mais de 20 mil turistas na cidade;

Unidades Básicas de Saúde

- A prefeitura equipou as Unidades Básicas de Saúde e postos do programa Estratégia Saúde da Família (ESFs) com novo mobiliário e equipamentos. Todas as 33 unidades de saúde do município foram beneficiadas;

Orla das Palmeiras

- A orla das Palmeiras está sendo revitalizada e recuperada. Na área, onde eram estacionados carros de forma irregular, agora estão sendo colocados mourões, cercas e placas de advertência visando preservar a vegetação nativa;

Aumentar a arrecadação sem aumentar os tributos

- Visando melhorar a arrecadação, drasticamente prejudicada pela queda de rendimento dos royalties, a prefeitura começou a investir pesado na campanha para reduzir a dívida ativa do município com a regularização dos débitos tributários e não tributários. Para aumentar a arrecadação sem aumentar os tributos, a prefeitura optou por seguir o caminho de cobrar de quem está devendo, além de determinar medidas de controle referentes à administração pública;

25ª edição da Semana Teixeira

- Acontece na cidade desde sábado, dia 21, a 25ª edição da Semana Teixeira e Sousa, com atividades em diversos pontos da cidade, que incluem palestras, seminários, exibição de vídeos, recreação infantil, manifestações da cultura afro-brasileira, feira de livros, apresentações musicais e poéticas, entrega de comenda, entre outras. Esta edição vai até o dia 28/03.
Luciana G. Rugani

DIÁRIO CABOFRIENSE: DIA MUNDIAL DO CONSUMIDOR E DIA MUNDIAL DA ÁGUA

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Abaixo da foto, segue o texto para mais fácil leitura:

 
Março é mesmo cheio de importantes datas comemorativas, entre elas: o Dia Mundial do Consumidor, comemorado no dia 15, e o Dia Mundial da Água, no dia 22. Devido à importância do tema "água" nos dias atuais, gostaria hoje de propor uma reflexão para alertar sobre a estreita ligação entre estas duas datas. Não tratarei aqui de responsabilidades do poder público, mas sim de responsabilidades de indivíduos, conscientização individual.

As datas comemorativas têm como objetivo maior chamar a atenção para os temas com o intuito de propor reflexão, o que pode acontecer sob óticas diversas. O dia do consumidor, por exemplo, pode nos trazer as seguintes indagações: o que é ser um consumidor consciente? Como tenho agido enquanto consumidor? Qual a importância do meu papel de consumidor perante o meio ambiente e a saúde do planeta? E, o dia da água, nos faz pensar: o que me cabe fazer para evitar o desperdício no meu consumo? Minha postura individualista do tipo "gasto sim o quanto eu quiser, pois estou pagando" garante um consumo eficiente? Podemos ver que, em todo este questionamento, o binômio água/consumidor se faz presente.

Vivemos um tempo onde a força consumista é avassaladora, como uma onda poderosa utilizando apelos emocionais e psicológicos fortes para se consumir. Bens antes duráveis, hoje duram muito pouco, sendo quase descartáveis. A moda, a imposição do capitalismo selvagem dificultando e algumas vezes até impossibilitando a manutenção dos produtos, a pressão da propaganda, tudo isso promove um consumismo danoso, não saudável, e causador de males emocionais, ambientais, financeiros e sociais.

E a água? Onde ela entra nessa questão do consumo? Além de analisarmos como andam nossos hábitos enquanto consumidores de água, vale a pena refletirmos também que tudo aquilo que consumimos leva água no seu processo produtivo. É a chamada "água virtual", que significa a medida indireta dos recursos hídricos consumidos por um bem. Há discussões e controvérsias sobre a água virtual, mas o fato é que quanto mais acentuada a escassez de água, mais este conceito é levado em consideração na fase de produção, devendo também ser pesado na hora de consumir.

O consumismo exagerado é agravante para a crise da água. Hoje é de vital importância que haja maior conscientização em relação à necessidade de equilibrar o desenvolvimento econômico com a preservação dos recursos naturais essenciais à nossa vida. É imperioso termos os pés no chão na hora de comprar e pensarmos: temos necessidade real deste produto ou estamos nos deixando levar pela emoção que se traduz em uma falsa necessidade? Este produto, ou sua produção, é agressivo ao meio ambiente? Há outro produto similar cujo processo de produção seja ambientalmente menos agressivo?

Tanto o consumo em geral quanto o consumo da água são processos de caráter coletivo, pois ambos envolvem uma cadeia de fatores. Eu não produzo minha própria água para utilizá-la individualmente na quantidade que eu quiser; da mesma forma, quando eu consumo determinado produto ele é derivado de toda uma cadeia de produção que utiliza capital humano e recursos naturais não produzidos exclusivamente por mim. Por isso, em ambos os casos, não cabe dizer simplesmente "estou pagando, posso gastar o que quiser". São questões de ordem coletiva, que representam uma oportunidade sensacional de abandonarmos nosso individualismo e exercitarmos nosso pensar coletivo.

A crise da água, também agravada pelo consumismo desenfreado, demanda união, demanda modificação de hábitos, deixar de se focar tanto no próprio umbigo para treinar um olhar mais coletivo, olhar para o lado e perceber que o outro também é parte desse círculo, e, principalmente, enxergar que, nesse caso, nossas atitudes são parte de um somatório que poderá resultar positivo ou negativo, conforme sejam nossos hábitos, ou seja, nosso modo de consumir interferirá drasticamente na definição da qualidade do ambiente que se refletirá em nós mesmos, em futuro próximo.

As indagações e reflexões que propus acima devem ser feitas a qualquer tempo, para avaliarmos nosso comportamento dentro dessa onda de consumismo que nos invade, ao mesmo tempo em que sofremos carência de recursos naturais básicos, como a água. Aproveitemos estas datas comemorativas para acentuar a discussão e as campanhas conscientizadoras que nos levem a renovar nossas atitudes à luz do bom senso.

Luciana G. Rugani
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...