Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

MUNDOS EM TRANSIÇÃO

por Hairon Herbert de Freitas
Mundos em Transição. No mundo de hoje fala-se muito em transição planetária. Sem sombra de dúvida, estamos vivendo um momento sensível que nos faz voltar para dentro de nós mesmos ao mesmo tempo em que vivenciamos o externo, que nos possibilita uma diversidade de opções para serem experimentadas, dentre elas: as coisas materiais que levam a emoções e as emoções que levam a coisas materiais. Ficamos assim num “loop constante” como se fossemos máquinas, transbordantes de medos, dúvidas e pressa. Cultivamos estes momentos e deles nos tornamos escravos sem percebermos o que é na verdade viver. Chegou o momento aqui na terra que parece estarmos num mundo mais obscurecido pela maldade, egoísmo e orgulho. Tudo isso faz sentido, pois adotamos a busca ansiosa pelo material, que nos devora e toma nosso tempo e propósito. Esquecemo-nos e nem percebemos as palavras sábias que poderiam nos modificar, tirar-nos do padrão acelerado da grata satisfação de “ter” e nunca “possuir”…

POCKET SHOW COM LUCIANO BRUNO

Hoje assistimos a um pocket show do cantor napolitano Luciano Bruno, na FNAC, em Belo Horizonte.

Dono de voz inigualável, Luciano mais uma vez, como era de se esperar, não deixou nada a desejar para que o show fosse esplêndido. Cantou os sucessos de seu último CD, alguns inéditos, e alguns já conhecidos. Em seus shows, como ele mesmo diz, não podem nunca faltar os boleros. É um show bastante diversificado, com todos os ritmos, desde romântico e bolero até "anos 60". Uma coisa interessante que eu não sabia: a música "Bem que se quis", sucesso de Marisa Monte, é uma versão brasileira de uma música napolitana chamada "E po' che f'à".

O cantor entusiasmou o público, convidando a todos para cantarem juntos, e até eu arrisquei um pedacinho de "Nel blu di pinto di blu" no microfone ofertado por ele.

Luciano mostrou ser muito educado, uma pessoa agradabilíssima. Dá total atenção ao seu público, coloca-se disponível para fotos e autógrafos após o …

SER PROFESSOR

Ser professor: dom? vocação? Opção? Não importa. Qualquer que seja a razão, simplesmente “ser professor” é o somatório de tudo isso e mais um pouco. Nos dias atuais, chega a ser um ato de coragem e bravura, pois além de enfrentar carga horária pesada e baixa remuneração (quando existe), ainda tem que lidar com a violência que chegou até as salas de aula. Por tudo isso, merecem muito mais que nossas homenagens e comemorações, merecem muito mais que um só dia. É preciso uma mudança de mentalidade. Em sociedades mais evoluídas, o professor ocupa lugar de destaque. É esta a dívida que temos para com eles, precisamos recolocá-los no lugar merecido, valorizando a profissão de professor em todos os níveis, desde a educação de base até de nível superior. A educação de base é de primordial importância, pois participa da formação da personalidade dos alunos numa fase em que muitos traumas e complexos, se formados, poderão refletir gravemente na adolescência e na fase adulta, podendo até mesmo …

DIA DAS CRIANÇAS

A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade. Exclui toda ideia de egoísmo e de orgulho. Por isso é que Jesus toma a infância como emblema dessa pureza, do mesmo modo que a tomou como o da humildade.
Jesus disse para sermos como as crianças para estarmos no reino dos céus, ou seja, manter nossa alegria, confiança, bondade nos pensamentos e atitudes. Na verdade nós assim somos em nossa essência mais profunda, mas com o tempo vamos deixando abafar isso tudo lá no fundo do nosso coração, com nossas tristezas e pensamentos negativos.
Muitos abafam tanto esse lado Divino, com tanta maldade que fazem, que fica muito mais difícil deixá-lo expandir novamente.
Então, neste dia vamos lembrar de nossa criança e deixá-la viver, em todos os dias a partir de HOJE. Vamos manifestá-la em cada pensamento, em cada atitude do nosso cotidiano.
Parabéns e felicidades para todos vocês neste dia!
Luciana G. Rugani

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

O ÚLTIMO ENCONTRO

Sei Que todo caminho tem volta, Todo começo tem fim, Que tudo que chega um dia se vai... Sei Que um instante pode ser uma vida, Que um olhar pode se eternizar Que uma lembrança pode virar uma dor.. Mas, vim aqui pra dizer, Que mesmo assim vou te amar.. Ainda que seja a última vez que miro teus olhos Quero olhá-los com amor... E com amor quero beijar-te. E que nesse instante Desabroche a flor mais bela, Sopre o vento mais puro, Brilhe o sol mais claro... Porque esse instante será minha vida, Preencherá os dias de vazio, Clareará a escuridão de minh’alma, E será meu forte protetor Contra as investidas da solidão. Esse instante levarei comigo, E, podes aquietar-te, Pois não mais te incomodarei. Irei com a lembrança deste instante, De encontro às águas do mar Como que levando precioso tesouro. E, mergulhando em suas águas, Que eternizam mistérios, Protegerei meu tesouro, Lá guardarei minha lembrança Para que, sempre que olhares estas águas, Possas, enfim, meu amor,sentir-me ao teu lado, Eternamente aliada.
Luciana G. Ruga…

CARTA AO CIDADÃO I

Prezado cidadão,
Estamos hoje, sete de outubro de 2011, há exato um ano das próximas eleições municipais. Direi que falta um ano para o registro final do resultado do processo de aferição da conduta pública de prefeitos e vereadores. Chamo de “registro final do resultado de um processo”, pela seguinte razão: precisamos entender que o processo democrático de escolha direta dos representantes não é o momento das propagandas eleitorais e da votação propriamente dita. É um processo que deve ser constante, desde o início dos mandatos. É preciso acompanhar desde o primeiro dia da posse, o primeiro ano de administração, o segundo, terceiro, até o último ano. Acompanhar a constância das realizações, se foram realizadas melhorias de uma forma constante durante todo o mandato, e não somente nos últimos anos, ou seja, verificar se foi realmente um governo realizador ou simplesmente um governo de obras eleitoreiras; se houve o cumprimento das promessas eleitorais; se a conduta pública dos repres…

CONSTITUIÇÃO FEDERAL: 23 ANOS

Hoje, 5 de outubro de 2011, nossa Constituição Federal completa 23 anos. Não é muito tempo em termos de conquistas democráticas, mas é tempo mais que suficiente para que a noção de respeito a uma lei maior se faça presente. E, por respeito, entendemos não somente o cumprimento da lei, mas, além disso, o respeito aos princípios que lhe deram origem, ao modelo de sociedade estabelecido constitucionalmente. A Constituição Federal de 1988 avançou enormemente no campo da proteção aos direitos fundamentais, sociais e coletivos. E o que vemos na prática? O próprio governo é o primeiro a tentar retrocedê-la no avanço. Vemos agentes políticos aprovando textos a favor de maior desmatamento; órgãos autorizando indústrias comprovadamente mais danosas que rentáveis; hospitais públicos sendo sucateados e mal cuidados, não por falta de recursos, mas por descaso de administradores públicos interessados em promover privatização da saúde; entre outros. Nos últimos anos, têm sido tantos os casos que se…

OUTUBRO: MÊS DAS CRIANÇAS

Quando dizemos que outubro é o mês das crianças, lembramos logo de nossos pequenos, aqueles que ainda não são adultos nem adolescentes.
Mas eu gostaria de aproveitar este mês para reflexionar em torno de outra criança. Aquela criança que ficou perdida lá no passado e que se encontra em nosso interior abafada pelos bloqueios de adulto tirano. Aquela criança que expressava seus sentimentos; que, ainda que passando por dificuldades, mantinha sempre um brilho nos olhos e uma esperança constante; aquela que sonhava e acreditava em seus sonhos; que era livre para ser como era, não se incomodando com os olhares alheios; que vivia cada dia de uma vez, e em cada dia o encanto de toda uma vida; que era simples e sincera, mas com doçura; que tinha a coragem e a autoestima para ser quem era, naturalmente.
O adulto chegou com força total, cortando de vez a manifestação da criança. Hoje, muitos de nós somos represa de sentimentos guardados, amamos mas não conseguimos dizer “eu te amo”, sofremos mas n…

04 DE OUTUBRO - DIA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS

SÃO FRANCISCO DE ASSIS, O PROTETOR DOS ANIMAIS.


QUE AO LIDARMOS COM QUALQUER ANIMALZINHO POSSAMOS VÊ-LO COMO PARTE DA CRIAÇÃO DIVINA E POR ISSO MERECEDOR DE TODO NOSSO AMOR, RESPEITO, CARINHO E ATENÇÃO.

EDUCAÇÃO NA VIDA, EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

 Por Hairon H. de Freitas

A educação é um aspecto da vida que é desenvolvido com a observação, com a elevação do caráter e dos sentimentos.  Sentimentos em nossa vida são diversos e são altamente influenciados pelo meio em que atuamos. 

Se tivéssemos nascido em algum país europeu entenderíamos a educação de um jeito diferente do que se tivéssemos nascido num país africano ou em outro americano ou mesmo asiático. A educação permeia nosso planeta e crescerá na medida em que compreendermos as pessoas que nos rodeiam. Assim é no trânsito de um grande centro urbano ou em um logradouro. O trânsito é o momento de observação primeira, donde o ser humano se coloca como vítima e agressor inescrupulosamente. É no trânsito que invadimos o espaço do outro e nos consideramos invadidos e tomamos medidas que nos fazem regredir ou nos animalizar a ponto de nos tornarmos cegos de fúria. Agimos como se estivéssemos em uma guerra e na guerra "vale tudo", não é mesmo? Crescer no trânsito exige que saibam…

DISCURSO

ANTES DA POSSE
O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que

as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa ação.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos econômicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.


DEPOIS DA POSSE
Basta ler o mesmo texto acima, DE BAIXO PARA CIMA, linha a linha

Autor desconhecido