quinta-feira, 27 de junho de 2013

CABO FRIO E SEUS TESOUROS NATURAIS

Segunda-feira, dia 24 de junho, passou na Globo News, no Programa Ciência e Tecnologia, um documentário com foco no mundo marinho da região de Cabo Frio, cidade do estado do Rio de Janeiro, Brasil.

O programa foi excelente, com uma fartura de informações. Eu, que sempre fui uma fã das praias desta região, fiquei ainda mais encantada por conhecer tantos detalhes da preciosidade marinha que há ali.

E mais uma vez a natureza nos traz a lição de como tudo na vida tem sua finalidade, tudo está, e é como é, por alguma causa e razão maior, e nada é inútil.

O programa expôs o trabalho do biólogo Vinícius Padula, que há dez anos vem pesquisando sobre os Nudibrânquios no litoral da região. Os Nudibrânquios são uma nova espécie de animais ainda pouco estudada, mas muito importante para o ecossistema marinho. São moluscos marinhos sem conchas, e bem coloridos. Por se alimentarem de outros invertebrados tóxicos, eles acumulam toxinas, o que provoca a coloração variada. Isso significa toxicidade, mostra aos predadores que eles não são palatáveis. 

Os Nudibrânquios estão presentes em todos os lugares do mar, tanto nas águas rasas quanto nas mais profundas, mas não são tão fáceis de serem vistos. Vinícius Padula disse que já conseguiu encontrar 55 espécies diferentes de Nudibrânquios, somente na região que envolve a Praia das Conchas e Ilha dos Papagaios. No Brasil, há cerca de 100 espécies conhecidas, portanto nesta região de Cabo Frio já estão catalogadas mais de 50% das espécies conhecidas no país.

Várias razões explicam a importância de se estudar estas espécies:

1º) aumento da já tão rica e maior biodiversidade do mundo, que é a biodiversidade brasileira;

2º) indicativo de que a qualidade do ecossistema está boa, pois os Nudibrânquios se alimentam de outros invertebrados que são sensíveis à poluição, a mudanças ambientais. Então, a presença de Nudibrânquios significa que eles estão tendo alimentos, logo, há a presença de invertebrados que não toleram a poluição. Se os Nudibrânquios começarem a desaparecer, é sinal de que há algo errado no ecossistema;

3º) existem estudos químicos que buscam identificar as moléculas das toxinas que estes animais produzem. Há algumas toxinas isoladas de Nudibrânquios, e também de outros invertebrados marinhos, que foram identificadas com propriedades citotóxicas, por isso são estudadas em laboratórios que fazem estudos contra o câncer e algumas já estão até mesmo sendo utilizadas em medicamentos fora do Brasil.

Todas essas informações nos servem de alerta para cuidar e proteger a região até mesmo contra a biopirataria. Controlar, através da criação de mais reservas marinhas, até mesmo quem está mergulhando na região, com que finalidade, etc. 

E, além disso, mais uma vez chamar a atenção para a importância da preservação ambiental, o cuidado com a ocupação desordenada, com a pesca indiscriminada e com a limpeza das praias. Quanto maior a degradação ambiental, maior a chance de acabar esta e outras espécies. Esta região de Cabo Frio possui sete ilhas costeiras, além da Ilha do Japonês. Segundo os pesquisadores, é uma região com grande quantidade de vida, uma enorme diversidade, que deve ser preservada e melhor explorada com atividades que não sejam tão agressivas, como é o caso de atividades de turismo ecológico.

Uma região tão rica, um verdadeiro tesouro, merece todo cuidado e atenção, tanto por parte das autoridades quanto por parte da população. Marcelo Valente, criador do perfil do face Ondas do Peró, também participa do documentário. Marcelo, junto a muitos outros voluntários, realiza de tempos em tempos o "Dia da Limpeza" nas praias Peró e Conchas. Segundo ele, em somente três dias da limpeza que realizaram foi recolhida 1 (uma) tonelada de lixo. Este lixo tem de tudo: cotonetes, fraldas, sacolas plásticas, tampinhas..etc. Tudo isso tem servido de alimento para tartarugas, pinguins, que muitas vezes são encontrados mortos na beira da praia devido à ingestão destes materiais.

Um dos receios dos voluntários é que a região se transforme em algo como as ilhas Midway, localizadas no meio do Oceano Pacífico, que são como um ponto de convergência do lixo que chega dos continentes, daí a razão do monitoramento diário que realizam e dos trabalhos de coleta de lixo promovidos nos dias de limpeza voluntária.

Esta região é maravilhosa, e além de tudo é rica de vida, de natureza, de saúde. O ser humano, ao cuidar e preservar este ambiente, está, antes de tudo, fazendo o bem para si mesmo, pois preserva a qualidade de vida, preserva todo esse imenso "remédio natural" que é essa natureza marinha para a saúde dos humanos. Vamos pensar nisso ao frequentarmos as praias, vamos recolher nosso lixo, recolher aquele saquinho plástico flutuando nas águas. Façamos nossa parte, e que as autoridades também possam fazer a que lhes compete. Turistas e moradores amantes da natureza, venham todos, vamos conhecer e divulgar estas belezas da região, vamos cuidar com carinho e amor de tão valioso patrimônio que nos foi emprestado pelo Criador e do qual temos o dever de utilizar de forma menos agressiva e mais respeitosa.

Já é hora de entender que não é destruindo e desrespeitando a natureza que cresceremos, que teremos progresso. Hoje essa visão é distorcida, e graças à evolução dos últimos anos, há muitas outras maneiras de progredirmos sem nos autodestruirmos destruindo a natureza.


Luciana G. Rugani

sexta-feira, 21 de junho de 2013

TEXTO DE DIVALDO FRANCO SOBRE O CLAMOR POLÍTICO DOS BRASILEIROS



TEXTO DE DIVALDO FRANCO SOBRE O CLAMOR POLÍTICO DOS BRASILEIROS



Segue texto de autoria de Divaldo Franco publicado no Jornal A Tarde de hoje, 20/06/13, sobre as manifestações estudantis pelo Brasil:


”Quando as injustiças sociais atingem o clímax e a indiferença dos governantes pelo povo que estorcega nas amarras das necessidades diárias, sob o açodar dos conflitos íntimos e do sofrimento que se generaliza, nas culturas democráticas, as massas correm às ruas e às praças das cidades para apresentar o seu clamor, para exigir respeito, para que sejam cumpridas as promessas eleitoreiras que lhe foram feitas…

Já não é mais possível amordaçar as pessoas, oprimindo-as e ameaçando-as com os instrumentos da agressividade policial e da indiferença pelas suas dores.


O ser humano da atualidade encontra-se inquieto em toda parte, recorrendo ao direito de ser respeitado e de ter ensejo de viver com o mínimo de dignidade.

Não há mais lugar na cultura moderna, para o absurdo de governos arbitrários, nem da aplicação dos recursos que são arrancados do povo para extravagâncias disfarçadas de necessárias, enquanto a educação, a saúde, o trabalho são escassos ou colocados em plano inferior.

A utilização de estatísticas falsas, adaptadas aos interesses dos administradores, não consegue aplacar a fome, iluminar a ignorância, auxiliar na libertação das doenças, ampliar o leque de trabalho digno em vez do assistencialismo que mascara os sofrimentos e abre espaço para o clamor que hoje explode no País e em diversas cidades do mundo.

É lamentável, porém, que pessoas inescrupulosas, arruaceiras, que vivem a soldo da anarquia e do desrespeito, aproveitem-se desses nobres movimentos e os transformem em festival de destruição.

Que, para esses inconsequentes, sejam aplicadas as corrigendas previstas pelas leis, mas que se preservem os direitos do cidadão para reclamar justiça e apoio nas suas reivindicações.

O povo, quando clama em sofrimento, não silencia sua voz, senão quando atendidas as suas justas reivindicações. Nesse sentido, cabe aos jovens, os cidadãos do futuro, a iniciativa de invectivar contra as infames condutas… porém, em ordem e em paz.”

* Divaldo Franco escreve às quintas-feiras, quinzenalmente.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

AS CINCO CAUSAS: E QUE DESPERTE UM POVO MAIS RESPEITADO

Não é somente a questão do aumento da passagem...
A causa é muito maior... mas, a princípio, vamos começar pelas primeiras 5 causas.
E, sinceramente, espero que este seja o despertar de um povo mais consciente e mais respeitado:
Luciana G. Rugani


BRASILEIRA RETRATA NO EXTERIOR A REALIDADE DO BRASIL

O vídeo abaixo foi feito por uma brasileira que vive nos EUA e retrata a realidade brasileira que, em outros tempos, ficaria oculta dos países estrangeiros. É muito interessante ver a hipocrisia dos discursos contrastando com a realidade das imagens do que verdadeiramente vem acontecendo por aqui. 

E vale ressaltar que não é de agora que tudo isso (corrupção, alta carga tributária, serviços essenciais precários, etc.) acontece. Há anos sofremos com os desmandos dos governos; com a carência e precariedade dos serviços públicos, apesar do alto volume de dinheiro que entra oriundo dos impostos; violência; etc. Precisamos estar atentos para não virarmos massa de manobra nas mãos dos membros de partidos A ou B interessados somente em trocar o poder fazendo-o voltar para suas mãos. Todos os partidos são responsáveis pelas mazelas brasileiras, a partir do momento em que utilizam os recursos da máquina pública como moeda de troca em seus acordos, fazendo da administração um meio de obter vantagens pessoais ou partidárias.

Assistam ao vídeo abaixo, e compartilhem! É muito importante divulgar a realidade em que vivem os brasileiros, para que caia por terra a fantasia de querer mostrar o que não se é, esconder a sujeira embaixo do tapete e assim, cada vez mais, empurrar a solução dos problemas fazendo com que o Brasil continue seguindo em seu eterno baile de máscaras.

Luciana G. Rugani


segunda-feira, 17 de junho de 2013

BREVE REFLEXÃO SOBRE AS MANIFESTAÇÕES E PROTESTOS QUE OCORREM NO PAÍS

Em relação aos inúmeros protestos que estão ocorrendo pelo país, gostaria de deixar umas palavras para reflexão.

Na verdade, penso que protestos já deveriam estar acontecendo há muito mais tempo. Eu apoio e sempre apoiei os movimentos voluntários que há anos lutam por mais união entre as pessoas no combate à corrupção e aos desmandos no poder público. Alguém se lembra dos diversos "Dia do Basta" que aconteciam contra a corrupção? Este blog mesmo chegou a publicar várias chamadas para estes dias de protestos contra o que considero o mal pior de nosso país. Lembro que, apesar de ampla divulgação e da antecedência com que eram marcadas as datas, poucos eram os protestantes que compareciam. Proporcionalmente às manifestações de agora, podemos dizer que uma meia dúzia de pessoas participavam dos eventos.


Agora fica a pergunta: por que o povo não participava em grosso número nestes protestos? 
Em relação a protestar contra a corrupção reinante, contra a violência crescente, contra a impunidade, contra a ação totalmente invertida dos "direitos humanos", isso ninguém faz.
O que estamos vendo é algo minimamente estranho! Tomar tamanha proporção assim de repente, sendo que de vários protestos anteriores quase ninguém participava, sinceramente eu acho estranho e penso que o povo pode sim estar sendo guiado por algum grupo, com interesse de ganho próprio, que esteja agindo por trás destes protestos. Há tanto tempo somos escravos dos impostos exorbitantes, sem retorno na qualidade dos serviços, tantos desmandos de várias ordens, e a questão da passagem só agora foi o que revoltou o povo?
Há que haver protesto sim, mas de forma inteligente, amplo. O povo precisa antes se conscientizar da mudança em si próprio e no seu modo de agir dentro da sociedade. Protestar contra o jeitinho brasileiro de passar a perna no outro para se dar bem,  contra essa violência absurda em que vivemos, contra a inversão da proteção aos direitos humanos, contra a corrupção e ao modo de enxergar a administração pública como meio de se dar bem.
Hoje passou aqui na TV o caso de um assaltante que abordou o pai que estava com o filho de dois aninhos no colo. Atirou no pai, mas o filhinho foi escudo. O pai se feriu, mas o tiro fatal ficou com o bebê. Muito triste, o pai está internado e saiu do hospital só para ir ao enterro do filho, está transtornado... pergunto: onde ficam os Direitos Humanos? Vejam o que diz o art. 3º da Declaração Universal dos Direitos Humanos:


"Artigo III

Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal".


Então, cadê o respeito a esse artigo? Por que a comissão de Direitos Humanos não luta pelo direito à vida e à segurança que todos temos? Por que só aparece para proteger os criminosos?

E ainda, há quanto tempo estamos todos compartilhando informações do quanto estão gastando nas reformas dos estádios de futebol, e do quanto que hospitais e escolas estão abandonados pelo país afora... agora que tudo está pronto é que surgem as manifestações? Por que antes, apesar de tanta divulgação, reinou a inércia total?

Isso tudo que precisa mudar...

Outra coisa que penso: atos de vandalismo fazem perder a razão. E vandalismo gera violência por parte da polícia. Não estou defendendo a truculência de alguns policiais não. Carecem de preparo, de treinamento adequado para agirem em situação de tensão, como mostram claramente alguns vídeos sobre os protestos.  Mas não é correto também que semeiem uma revolta contra os policiais (certas matérias parecem querer fazer isso). Ontem mesmo vi no facebook, um comentário de uma pessoa do povo que traduz essa revolta. Na foto, havia um manifestante carregando no colo uma policial ferida, levando-a para o socorro. E um popular comentou na foto que o manifestante era um idiota! Vejam bem, o manifestante foi chamado de idiota por estar salvando um ser humano! Então, muitos do povo perdem a noção, vão "na onda", aprovando a violência e colocando os policiais como inimigos a serem exterminados. Isso também é perigoso, pois estamos precisando muito de uma polícia mais preparada, mais bem remunerada e de maior efetivo, pois a insegurança reina. Quanto mais o povo se antipatizar com a polícia, maior o incentivo à bandidagem. 

Na verdade, em toda manifestação popular de grande porte, sabemos que podem haver ali policiais despreparados e também manifestantes violentos. De ambos os lados há pessoas que não sabem agir da forma adequada, que não possuem estrutura emocional para agir devidamente.  Como vivemos em uma democracia, ambos os lados precisam ser respeitados, e em qualquer manifestação, o vandalismo, a violência e a truculência devem ser combatidos, mas não se deve generalizar atacando a imagem de uma instituição inteira. 

Vejo ali cidadãos e policiais, ambos vítimas de todas essas causas maiores que citei acima: corrupção crônica reinante; desprezo aos deveres da administração pública; hábito de enxergar o poder público como forma de enriquecimento pessoal;  impostos excessivos e proporcionalmente nenhum retorno para a sociedade; falta de valorização dos profissionais públicos que lidam com os serviços essenciais e com os serviços de educação e formação dos cidadãos; e, por fim, vítimas do famigerado hábito cultural do famoso "jeitinho brasileiro" , que faz com que os cidadãos, no seu dia-a-dia, em pequenas situações, busquem sempre se sair bem ainda que passando a perna ou simplesmente desprezando os direitos do outro. 

Enfim, o "inimigo" é outro. Não é a polícia. E não é o aumento da passagem. O inimigo é muito mais forte, é muito maior, e contra ele é que já deveríamos ter acordado há muito mais tempo, contra ele é que devemos nos manifestar.

Luciana G. Rugani


terça-feira, 11 de junho de 2013

SÍNDROME DO NARCISO MALIGNO

Muito interessante o texto abaixo, transcrito do blog http://psicopatasss.blogspot.com.br/2009/06/sindrome-do-narciso-maligno.html .
Gosto muito destes textos psicológicos, pois nos ajudam a entender melhor certas personalidades existentes neste nosso vasto mundo das relações sociais. Sabemos que qualquer síndrome pode se fazer presente em diversos níveis, ou seja, com mesmos sintomas mas com diferentes gradações. Muitas vezes essa síndrome não é nem detectada pelos leigos passando por meros defeitos de caráter, fazendo com que seu portador seja visto simplesmente como uma pessoa detestável:

Luciana G. Rugani


Síndrome do Narciso Maligno

Narcisismo Maligno

http://psicopatasss.blogspot.com.br/2009/06/sindrome-do-narciso-maligno.html

Muitas vezes é extremamente difícil fazer o diagnóstico da psicopatia, quando a situação clínica não está claramente definida. Por isso Otto Kernberg faz um diagnóstico diferencial entre três tipos de ocorrências anti-sociais:

1) A Síndrome do Narcisismo Maligno, representando o Psicopata cuja eventual causa da sociopatia seria fruto do meio e de elementos psicodinâmicos. Aqui a conduta anti-social tem origem no Narcisismo Maligno, há incapacidade em estabelecer relações que não sejam exploradoras, não existe capacidade de identificar valores morais, não existe capacidade de compromisso com os outros e não há sentimentos de culpa;

2) A Estrutura Anti-Social Propriamente Dita. Aqui o quadro é basiacamente o mesmo da anterior, ou seja, também se manifestam condutas anti-sociais mas não há o fenômeno do Narcisismo Maligno. Há também incapacidade de relações não exploradoras, incapacidade de identificação dos valores morais, incapacidade de compromisso com outros e incapacidade de sentimentos de culpa.

3) A Personalidade Narcisística com Conduta Anti-social. Além da conduta anti-social existe uma estrutura narcisística. Não há Narcisismo Maligno, há igualmente incapacidade de relações não exploradoras, incapacidade de identificar valores morais, incapacidade de compromisso com os outros, porém, existe capacidade de sentimento de culpa (Kernberg, 1988).

Principais Sintomas

1. - Encanto superficial e manipulação

Nem todos psicopatas são encantadores, mas é expressivo o grupo deles que utilizam o encanto pessoal e, conseqüentemente capacidade de manipulação de pessoas, como meio de sobrevivência social.
Através do encanto superficial o psicopata acaba coisificando as pessoas, ele as usa e quando não o servem mais, descarta-as, tal como uma coisa ou uma ferramenta usada. Talvez seja esse processo de coisificação a chave para compreendermos a absoluta falta de sentimentos do psicopata para com seus semelhantes ou para com os sentimentos de seu semelhante. Transformando seu semelhante numa coisa, ela deixa de ser seu semelhante.
O encanto, a sedução e a manipulação são fenômenos que se sucedem no psicopata. Partindo do princípio de que não se pode manipular alguém que não se deixe manipular, só será possível manipular alguém se esse alguém foi antes seduzido.

2. - Mentiras sistemáticas e Comportamento fantasioso.

Embora qualquer pessoa possa mentir, temos de distinguir a mentira banal da mentira psicopática. O psicopata utiliza a mentira como uma ferramenta de trabalho. Normalmente está tão treinado e habilitado a mentir que é difícil captar quando mente. Ele mente olhando nos olhos e com atitude completamente neutra e relaxada.
O psicopata não mente circunstancialmente ou esporadicamente para conseguir safar-se de alguma situação. Ele sabe que está mentindo, não se importa, não tem vergonha ou arrependimento, nem sequer sente desprazer quando mente. E mente, muitas vezes, sem nenhuma justificativa ou motivo.
Normalmente o psicopata diz o que convém e o que se espera para aquela circunstância. Ele pode mentir com a palavra ou com o corpo, quando simula e teatraliza situações vantajosas para ele, podendo fazer-se arrependido, ofendido, magoado, simulando tentativas de suicídio, etc.
É comum que o psicopata priorize algumas fantasias sobre circunstâncias reais. Isso porque sua personalidade é narcisística, quer ser admirado, quer ser o mais rico, mais bonito, melhor vestido. Assim, ele tenta adaptar a realidade à sua imaginação, à seu personagem do momento, de acordo com a circunstância e com sua personalidade é narcisística. Esse indivíduo pode converter-se no personagem que sua imaginação cria como adequada para atuar no meio com sucesso, propondo a todos a sensação de que estão, de fato, em frente a um personagem verdadeiro.

3. - Ausência de Sentimentos Afetuosos

Desde criança se observa, no psicopata, um acentuado desapego aos sentimentos e um caráter dissimulado. Essa pessoa não manifesta nenhuma inclinação ou sensibilidade por nada e mantém-se normalmente indiferente aos sentimentos alheios.
Os laços sentimentais habituais entre familiares não existem nos psicopatas. Além disso, eles têm grande dificuldade para entender os sentimentos dos outros mas, havendo interesse próprio, podem dissimular esses sentimentos socialmente desejáveis. Na realidade são pessoas extremamente frias, do ponto de vista emocional.

4. - Amoralidade

Os psicopatas são portadores de grande insensibilidade moral, faltando-lhes totalmente juízo e consciência morais, bem como noção de ética.

5. - Impulsividade

Também por debilidade do Superego e por insensibilidade moral, o psicopata não tem freios eficientes à sua impulsividade. A ausência de sentimentos éticos e altruístas, unidos à falta de sentimentos morais, impulsiona o psicopata a cometer brutalidades, crueldades e crimes.
Essa impulsividade reflete também um baixo limiar de tolerância às frustrações, refletindo-se na desproporção entre os estímulos e as respostas, ou seja, respondendo de forma exagerada diante de estímulos mínimos e triviais. Por outro lado, os defeitos de caráter costumam fazer com que o psicopata demonstre uma absoluta falta de reação frente a estímulos importantes.

6. - Incorregibilidade

Dificilmente ou nunca o psicopata aceita os benefícios da reeducação, da advertência e da correção. Podem dissimular, como dissemos, durante algum tempo seu caráter torpe e anti-social, entretanto, na primeira oportunidade voltam à tona com as falcatruas de praxe.

7. - Falta de Adaptação Social

Já nos primeiros contatos sociais o psicopata, desde criança, manifesta uma certa crueldade e tendência a atividades delituosas. A adaptação social também fica comprometida, tendo em vista a tendência acentuada do psicopata ao egocentrismo e egoísmo, características estas percebidas pelos demais e responsável pelas dificuldades de sociabilidade.Mesmo no meio familiar o psicopata tem dificuldades de adaptação. Durante o período escolar tornam-se detestáveis tanto pelos professores quanto pelos colegas, embora possam dissimular seu caráter sociopático durante algum tempo. Nos empregos a inconstância é a característica principal.

sábado, 8 de junho de 2013

OBRAS REGISTRADAS

Minhas duas primeiras obras finalmente registradas!! Duas ideias concretizadas!!

 Minhas poesias e meus textos referentes ao tempo em que apoiei o então candidato e hoje prefeito de Cabo Frio (RJ), Alair Corrêa. 

Ambas as obras obtiveram o registro na Biblioteca Nacional - Escritório de Registros Autorais, e agora sim estão devidamente finalizadas.

Agradeço a Deus essa oportunidade!!

"2010-2013: A TRAJETÓRIA DA REALIZAÇÃO DE UM SONHO"
2010-2013: A Trajetória da realização de um sonho 
O livro contém textos e apontamentos de todo o tempo em que estive ao lado do político Alair Corrêa até ele voltar à prefeitura de Cabo Frio. Sempre o admirei pelo tanto que realizou na cidade em seus mandatos anteriores.

Conheci Alair pessoalmente em 2010, época em que ele estava na luta judicial pelo cargo de prefeito, isolado pela mídia local, uma das fases mais difíceis de toda sua vida pública. Tomei a iniciativa, então, de apoiá-lo escrevendo textos e divulgando nas redes sociais. E assim durou até o final da campanha eleitoral, quando ele novamente voltou ao cargo de prefeito de Cabo Frio. Fiz este livro como registro desta atividade que, por iniciativa própria e com muita alegria e prazer, realizei. Abaixo o registro da obra na Biblioteca Nacional:




E abaixo o registro de várias poesias que escrevi até hoje:


 "MINHAS POESIAS"



Luciana G. Rugani

terça-feira, 4 de junho de 2013

PARABÉNS, ALAIR CORRÊA!


Hoje é aniversário de uma pessoa muito especial, uma pessoa cuja trajetória acompanho há mais de dez anos. Antes de conhecer pessoalmente, apenas um político que eu admirava. Hoje, muito além de um político admirável, um amigo muito querido, muito estimado. 

Incrível que a cada ano que passa ele está cada vez mais jovem! É prova cabal da frase atribuída a Pablo Picasso: "Leva um longo tempo pra gente se tornar jovem". Alair Corrêa é assim, a cada aniversário mais experiente e mais aberto ao novo, mais disposto e entusiasmado com o que faz. Este certamente é o segredo que o faz  permanecer um jovem de 71 anos.

Um lutador e vencedor constante, que nunca desanima e está sempre pronto para enfrentar os desafios que surgem, tornando-se mais forte a cada dia!

Feliz aniversário, Alair!! Parabéns!! Muita luz, muita saúde, alegria, amor, realizações, sucesso!! Que as bençãos Divinas desçam do Mais Alto até você te cobrindo e protegendo plenamente!

Felicidades hoje e sempre!!

Abaixo segue nossa recordação pra você deste dia que para nós simbolizou a abertura das comemorações de seu aniversário.

Um grande abraço, amigo! 

Luciana G. Rugani



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...