quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

NESTE SÁBADO TEM CAMINHADA ECOLÓGICA SOLIDÁRIA


No próximo sábado (19) acontecerá mais uma caminhada ecológica solidária.
O evento, sob a organização do personal training Daniel Ribeiro, tem o objetivo de propiciar aos participantes um contato mais próximo com a natureza para que, entendo sua importância, possa ser ampliada a consciência de preservação, além de possibilitar divulgação dos pontos mais lindos de nossa cidade.
Para participar, basta levar para doação duas caixas de leite ou uma de leite em po.
O ponto de partida será na entrada da Ilha do Japonês, com concentração às 7:30 e saída às 8:00. O trajeto completo passará pela Ilha do Japonês, Farol e Barra.
Vale lembrar que é aconselhável usar protetor solar, levar agág, frutas ou barra de cereais, além de muita disposição, roupas leves e tênis.

Luciana G. Rugani

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

UM POUCO SOBRE A HISTÓRIA DO AEROPORTO DE CABO FRIO

por Luciana G. Rugani Uma obra maravilhosa, um enorme ganho para nossa cidade, para a região e para todo o estado, pois o aeroporto hoje é apoio estrutural para atividade de extrema relevância que é a atividade petrolífera. Mil vezes parabéns, Alair Corrêa, por ter sido o idealizador desta obra, por ter tido visão de enxergar além na época em que Cabo Frio ainda engatinhava no seu desenvolvimento e por ter tido a coragem de empreender e trazer mais desenvolvimento para nossa região. Conheçam a história dessa realização:



por Alair Corrêa


Recebi de um amigo esse elogio: " ALAIR, ACOMPANHEI A SAÍDA E CHEGADA DE AERONAVES NO AEROPORTO, FIQUEI IMPRESSIONADO. POSSO AFIRMAR, VOCÊ É O CARA MEU AMIGO! “

CONHEÇA ENTÃO UM POUCO DA HISTÓRIA DO AEROPORTO DE CABO FRIO

Em 1983 assumi meu primeiro Mandato como Prefeito. Fui logo em busca do meu principal projeto: o Aeroporto.
Em 1985, negociei a área necessária com o Grupo Perynas, conseguindo UM MILHÃO DE METROS para sua construção! Em 1986, esperava iniciar a obra, mas não foi possível porque o Governador BRIZOLA resolveu emancipar o nosso quarto distrito, Arraial do Cabo. Nossa Cidade tinha o ICMS como sua principal receita porque éramos o único produtor brasileiro de barrilha fabricada pela Alcalis, em Arraial do Cabo. O ICMS era para Cabo Frio naqueles tempos como é hoje o petróleo. Diante da perda de receita causada pela emancipação, fomos obrigados a suspender todas as obras e engavetar o projeto do Aeroporto. Encerrei o ano de 1988 sem ter iniciado a obra, esse foi o último ano do meu primeiro mandato.
Ao sair da Prefeitura, fiquei com receio que meus sucessores loteassem a área e dessem aos seus eleitores, já que a área tinha Um Milhão de Metros Quadrados, o equivalente a 3.000 LOTES. O que poderia ser uma farra nas mãos deles. Mantive e pedi a quem trabalhou comigo sigilo sobre a área conquistada, pois tinha esperança de voltar a governar a cidade. Fora da prefeitura tomei conta da terra como se fosse minha, pois sabia que se a perdesse, uma outra com esse tamanho seria quase impossível conseguir novamente.
Terminei meu primeiro mandato em 1988 com o ICMS em queda, assim como encerrei o último mandato em 2016 com o PETRÓLEO também despencando.
Nos dois mandatos, mesmo sendo um distante do outro - o primeiro, há 20 anos, quando também encerrei meu governo sem pagar o 13 salário, também havia perdido o ICMS por causa da emancipação do Distrito de Arraial do Cabo.

Pela segunda vez em 1996 voltei a Prefeitura, era o meu segundo mandato. Já nos primeiros dias coloquei a escritura das terras em baixo do braço e junto com o falecido amigo Jacoh Mureb fomos para o Rio e Brasília, trabalhamos muito junto a outros dois amigos que preferiram o anonimato, conseguimos a verba e já no ano seguinte, em 1997 começávamos a grande obra. Três anos depois inaugurávamos a nossa maior obra, O AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO!
Como um homem que chora, ri e se emociona, vivi uma de minhas maiores emoções, peguei em São Paulo um avião para Cabo Frio lotado de turistas. Já chegando em Cabo Frio ouço a voz do comandante. "O TEMPO EM CABO FRIO É DE SOL, EM CINCO MINUTOS ESTAREMOS POUSANDO NO AEROPORTO INTERNACIONAL DE CABO FRIO". Imaginem, meu coração acelerou, era minha obra dando frutos! O comandante continuou, “SENHORES PASSAGEIROS SE ENCONTRA NESSE AVIÃO O IDEALIZADOR DESSE AEROPORTO, O PREFEITO ALAIR CORREA"!
Foi emocionante ver 110 desconhecidos batendo palmas para mim. Levantei, as palmas aumentaram e acenei agradecendo. Foi demais minha emoção, mais meu coração aguentou! O Aeroporto virou a página do turismo da cidade.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

AÇÃO CULTURAL BENEFICENTE DA ALACAF NA ONG CAJEF



 por Jaqueline Brum

Olá amigos, saudações Literárias! Nós, da Academia de Letras e Artes de Cabo Frio buscamos parceiros para promover uma ação cultural beneficente na ONG CAJEF . A ONG está com uma campanha de volta às aulas e quem puder ajudar apadrinhando uma criança será maravilhoso! Os kit são bem simples e toda ajuda é bem-vinda.

Kit 1- CRIANÇA:

• 02 cadernos pautados pequenos
• 01 caderno de desenho pequeno
• 01 cx com 12 lápis de cor
• 01 cx de canetinhas coloridas
• 01 cx de giz de cera
• 04 lápis comuns
• 02 borrachas
• 01 apontador
• 01 estojo

KIT 2 – JOVEM:

• 01 caderno de 10 matérias
• 04 lápis comuns
• 04 borrachas
• 02 apontadores
• 02 canetas azuis
• 02 canetas pretas
• 02 canetas vermelhas
• 01 régua 30cm
• 01 estojo

Precisamos ainda de doação de livro infanto-juvenil (pode ser usado em bom estado) pra enriquecer a biblioteca da ONG.
Ao final desejamos oferecer um lanche para as crianças com cachorro quente, pipoca, refrigerante ou picolé. Caso alguém possa contribuir...
A ação será realizada no dia 18 de Janeiro de 2019 com início às 14h na ONG e todos serão muito bem-vindos!
Vamos levar muita alegria, música, contação de histórias e muito afeto.
Vamos? 

Jaqueline Brum
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...