Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: PLANO DE CARREIRA

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Leia o texto logo abaixo da foto: Tenho acompanhado as postagens do vereador Renatinho Viana, de Arraial do Cabo, e em uma dessas postagens ele cita a necessidade de haver um plano de carreira para os servidores da prefeitura de Arraial. Não tenho dúvidas da extrema relevância da colocação do nobre vereador, posto que trata-se de algo essencial em qualquer administração pública. Desejo sinceramente que um dia a prefeitura de Arraial tenha sucesso nessa empreitada, mas espero que lá ele não seja implantado da forma que foi em Cabo Frio. Em sentido geral, o plano de carreira é um instrumento que busca incentivar, através de mecanismos que atuam diretamente na capacitação e na remuneração, a melhoria do desempenho e da qualificação do servidor público na carreira, visando aprimorar os serviços públicos prestados, com consequente elevação da qualidade, e almejando também, a nível bem mais amplo, uma gestão efetiva do municí

CABO FRIO: PERMISSIONÁRIOS DE BANCA DE PEIXE E BOX DA FEIRA DE ARTESANATO TERÃO QUE PAGAR LUZ ELÉTRICA

Prefeito Alair Corrêa comunica medida para a redução de gastos nos cofres públicos e os permissionários terão até dia 30 para regularizar a situação elétrica Nesta quinta- feira (15/10), às 10h o prefeito Alair Corrêa comunicou em uma reunião a todos os permissionários de quiosques, bancas de peixe e box da feira de artesanato no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb. O tema do encontro foi para divulgar a nova medida tomada pelo prefeito Alair Correa, que todos os proprietários da banca de peixe, quiosques e box da feira de artesanato terão que pagar luz elétrica. Segundo Alair Corrêa a medida foi tomada por conta da necessidade da redução de gastos públicos. Os proprietários terão até o dia 30 de Outubro para regularizar sua situação com a Ampla. Aqueles que não normalizarem sua rede elétrica terão sua concessão interditada. - Temos que cortar tudo que for excesso, não pode existir privilégio, a partir desse mês todos terão que pagar sua própria luz elétrica – afirmou

DIÁRIO CABOFRIENSE: ELEIÇÃO DOS CONSELHEIROS TUTELARES: RETRATO DE UMA DEMOCRACIA ENFERMA

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Leia o texto logo abaixo da foto: Um dos critérios que podemos utilizar para medir o grau de evolução e maturidade políticas de uma sociedade é a análise do modo como seus cidadãos exercem seus direitos políticos. Observar o acontecido na última votação para eleição de conselheiros tutelares, não só em nossa cidade, mas também em várias outras do Brasil, me levou a refletir no grau de maturidade do sistema democrático. Houve relatos de compras de votos, transporte ilegal de eleitores, boca de urna, entre outras denúncias. E isso ocorreu de norte ao sul do país! Em muitas cidades a eleição provavelmente poderá ser anulada, pois denúncias já estão sendo apuradas. Essa eleição dos conselheiros foi uma pequena amostra de como nossa sociedade se comporta quando do exercício de seus direitos e de sua cidadania: falta de consciência, predomínio do ganho material em curto prazo, subserviência a políticos corruptos que veem no co

PÉ NO CHÃO

Pela primeira vez em quase oitenta anos o TCU rejeitou as contas da presidente.  Não defendo nenhum dos lados políticos, não argumento para formar entendimento em prol de nenhum interesse oculto. Só faço uma consideração para pensarmos: agora que viram que a coisa está ficando feia para a Dilma, eles resolvem se posicionar pela rejeição das contas. Claro, jogada política, interesse, sempre a mesma babaquice de achar que o outro é tolo e não percebe quanta artimanha há por debaixo do tapete. Ou vão dizer que em quase oitenta anos tudo foi perfeito e só agora que não? Claro que deve-se apurar irregularidades, concordo, apoio e digo que já passa da hora da fiscalização dos atos públicos realmente acontecer em nosso país. Mas nosso sistema de controle, fiscalização e julgamento só estará amadurecido e realmente confiável quando fiscalização e julgamento forem realizados com critérios estritamente técnicos e legais. Até lá, estejam certos que só acontecerão quando houver interesse políti