sábado, 28 de novembro de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: 1º CONGRESSO EMPRESARIAL DE CABO FRIO

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Leia o texto logo abaixo da foto:



Aconteceu no último sábado, no auditório do Hotel Malibu, o 1º Congresso Empresarial de Cabo Frio, promovido pela "Mais Comunicação Corporativa" e com apoio de diversas empresas da região.

Por meio de temas relacionados à administração, marketing, relacionamentos e técnicas de vendas, abordados por palestrantes de renome como Bernadete Branco, Cláudio Gabilan, Leandro Ramos, Marlo Rivera, Reginah Araújo e Sérgio Monteiro, pudemos conhecer um pouco mais sobre a visão do empreendedorismo, da gestão e da liderança para o século XXI. Houve, ainda, ao final, uma palestra bônus de Pedro Quintanilha, jovem empreendedor de nossa cidade. 

Todo o programa foi concebido com foco na iniciativa privada, visando dotar o empresário dos conhecimentos básicos necessários para adaptar-se à nova realidade corporativa que se faz presente em nossos dias e ao panorama econômico-financeiro atual, mas seu conteúdo não se aplica somente ao mundo empresarial. De todas as palestras foi possível extrair muitas técnicas e dicas para nosso próprio aprimoramento enquanto gestores de nós mesmos. Em minha opinião, até mesmo enquanto servidores de organizações públicas nós podemos aplicar este conhecimento, apesar de a esfera pública possuir aspectos e circunstâncias bem diferenciadas da iniciativa privada, o que certamente pode ser a causa dos entraves e da maior demora na assimilação dos novos conceitos. Mas é algo possível e que já começa a germinar nas instituições em geral, ainda que de forma não tão ostensiva.

O evento foi bem organizado, com palestrantes muito bem selecionados e um rico conteúdo. Cabo Frio é hoje uma cidade média cuja população cresce aceleradamente a cada ano. Uma cidade rica em potencial não só turístico, mas também humano, devido à diversidade de culturas que aqui aportam e que contribuem com conhecimento e experiências, criando um terreno fértil para o empreendedorismo, portanto já era tempo de abrigar eventos como este. Ganha o cliente dos estabelecimentos, que obterá um atendimento mais satisfatório; ganha o turismo, considerando que grande parte dos clientes é turista; ganham as empresas, que conseguirão uma melhor adaptação às inovações e ganha a cidade como um todo, pois, com empreendedores atualizados e melhor capacitados, sua economia certamente ficará mais fortalecida.

Que venham outros congressos, Cabo Frio agradece!

Luciana G. Rugani

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

CABO FRIO: MUTIRÃO DE CONCILIAÇÃO

Mutirão de Conciliação para quitação de débitos referentes a tributos municipais (IPTU, ISS, TVCF e demais TAXAS) com descontos de até 100% dos juros e multa.  
Data: de 30/11 a 13/12/15, inclusive sábados e domingos, das 9 ás 16 horas, no CAV - Centro de Artes Visuais, ao lado do Teatro Municipal.



Esta é a sua chance de quitar seus débitos de impostos e/ou multas administrativas com descontos de até 100% de juros e multa.
O "Concilia Cabo Frio" é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Cabo Frio em conjunto com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e a Corregedoria Nacional de Justiça, que tem por objetivo oferecer meios alternativos e menos burocráticos para o contribuinte poder equacionar seus débitos, oferecendo incentivos fiscais por meio de descontos que podem chegar até 100% de juros e multa.
Os contribuintes que possuírem débitos de: IPTU, ISS, Alvará, Taxas Diversas e Multas Administrativas, inscritos em dívida Ativa, ajuizados ou não, poderão aderir ao programa e quitar os seus débitos com até 100% de desconto de juros e multa, ou podendo parcelar os débitos em até 14 vezes.
O Concilia será realizado no CAV - Centro de Artes Visuais, ao lado do Teatro Municipal, nos dias 30 de novembro até 13 de dezembro.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
Cópia do documento que identifique a dívida, comprovante de titularidade do imóvel, caso este ainda se encontre em nome de terceiro, além de cópias de RG, CPF ou CNPJ e comprovante de domicílio atual.

Lei nº 2.656, de 06 de novembro de 2015, consolidado com a Errata do § 1º do art. 4º, publicada no jornal Noticiário dos Lagos, Edição nº 1331 - Ano X, Data: 10/11/2015.

Texto: Redação
Foto: Divulgação Fazenda

JORNAL O CIDADÃO - CABO FRIO EM DESTAQUE: 1º CONGRESSO EMPRESARIAL DE CABO FRIO

 Minha coluna no jornal O Cidadão

Cabo Frio em “DESTAQUE”

Dia 27 de novembro de 2015




No último sábado,no auditório do Hotel Malibu, aconteceu o 1º Congresso Empresarial de Cabo Frio, promovido pela “Mais Comunicação Corporativa”, com organização de Brunna Bravo e apoio de diversas empresas da região.
Palestrantes de renome como Bernadete Branco, Cláudio Gabilan, Leandro Ramos, Marlo Rivera, Reginah Araújo e Sérgio Monteiro trouxeram para o público a visão do empreendedorismo, da gestão e da liderança para o século XXI, através da abordagem de temas relacionados à administração, marketing, relacionamentos e técnicas de vendas. Houve, ainda, ao final, uma palestra bônus de Pedro Quintanilha, jovem empreendedor da cidade.
O programa buscou dotar o empresário da iniciativa privada de conhecimentos básicos necessários para adaptar-se à nova realidade corporativa que se faz presente em nossos dias e ao panorama econômico-financeiro atual, mas seu conteúdo não se restringe somente ao mundo empresarial. Muitas técnicas e dicas servem para nosso próprio aprimoramento enquanto gestores de nós mesmos, e, em minha opinião, podem ser aplicadas também em organizações públicas, apesar da maior dificuldade de aplicação nestas organizações devido ao fato de possuírem peculiaridades bem diferentes da iniciativa privada.
Cabo Frio, por ser uma cidade que se destaca turisticamente, tem um crescimento populacional acelerado a cada ano, com pessoas advindas das mais variadas culturas, com ideias e experiências diferentes. Isso a torna um campo fértil para o empreendedorismo, o que certamente gera efeitos também para as cidades de seu entorno, expandindo até elas o desenvolvimento e desnudando seus próprios potenciais.Por isso, um evento desse porte representa ganho não só para Cabo Frio, mas para toda a Região dos Lagos. Uma ideia que vale a pena ser continuada e até multiplicada para as demais cidades que a compõem, propiciando o aprimoramento e capacitação dos empreendedores de toda essa região.

Luciana G. Rugani
Foto: Mais Comunicação Corporativa

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: COMEMORAÇÃO DOS 400 ANOS VALORIZA A CIDADE

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Leia o texto logo abaixo da foto:


Semana passada nossa cidade completou 400 anos. A comemoração deste ano foi um pouco diferente. Estamos acostumados a comemorar com shows, muita festa, muitos eventos patrocinados totalmente pela prefeitura, mas neste ano, devido à crise econômica que se instalou, a prefeitura necessitou cortar despesas, e assim a criatividade entrou em ação. 

Tempo de crise é tempo de trabalho e inovação, e foi assim que a criatividade falou mais alto e aconteceram muitos eventos de aniversário, principalmente na área cultural. Algumas pessoas estranharam e comentaram a falta dos eventos tradicionais, mas talvez isso seja porque nós, brasileiros, não estamos acostumados a programas culturais. 

Cabo Frio deu um banho de cultura nos últimos dias. Vários lançamentos de livros sobre a história da cidade; "Viradão 400 anos", com diversos artistas locais tendo sua oportunidade de apresentação; os principais pontos turísticos históricos abertos para visitação com exposições diversas de arte, foto, e apresentações artísticas, sempre destacando aspectos da história da cidade ou de sua sociedade; e também na área esportiva tivemos muitas atividades, como o campeonato de surf, o passeio ciclístico e outros eventos esportivos que seguem acontecendo até dezembro.

Devido à crise, mudou-se um pouco o foco (o que foi até saudável, pois trouxe oportunidade para o cidadão se divertir e ao mesmo tempo se enriquecer com conhecimento). Outra atitude de mérito foi a formação de algumas parcerias com particulares, como, por exemplo, os artistas que participaram do “Viradão”. Eles ofereceram seu trabalho gratuitamente, como contrapartida ao incentivo que receberam do PROEDI. Tivemos também a turma do BIKE NIGHT (passeio ciclístico que acontece todas as quintas-feiras à noite) que colaborou participando do passeio ciclístico dos 400 anos. 

O importante foi que, mesmo com toda dificuldade, o governo não deixou esta data passar em branco. Em tempos de crise, é isso que se espera: atitude e criatividade. O governo seguiu realizando e deu de presente à cidade eventos que a valorizaram, e nós, cidadãos, tivemos muitas oportunidades para nos enriquecermos de cultura cabofriense. Eu mesma estou agora cheia de livros para ler sobre nossa cidade e assim aprender um pouco mais sobre sua história e sua vida. 

Foi muito gratificante também ver o quanto nossa cidade foi exaltada em vários programas de TV, até em nível nacional. Diversas matérias retratando suas maravilhas e valorizando as conquistas advindas de seu desenvolvimento. Até um pequeno seriado retratando alguns dos mais importantes personagens de sua história foi produzido por uma rede de TV.

Tivemos em Cabo Frio o passado presente, trazendo luz e conhecimento com fartura para a construção de um futuro mais consciente e com mais respeito pela cidade em que vivemos.

Luciana G. Rugani

sábado, 14 de novembro de 2015

JORNAL O CIDADÃO - CABO FRIO EM DESTAQUE:CABO FRIO 400 ANOS! PARABÉNS!

Minha coluna no jornal O Cidadão

Cabo Frio em “DESTAQUE”

Dia 13 de novembro de 2015




CABO FRIO 400 ANOS! PARABÉNS

Hoje, data em que Cabo Frio comemora seus 400 anos, temos muito a debater e refletir, mas também comemorar, afinal de contas é uma cidade que já sobreviveu a tantas crises, a tantos fatos críticos de nossa história nacional e aí está, de pé, mantendo todo seu vigor e brilho. Que esse aniversário possa ser o marco de uma fase mais positiva, mais plena de amor verdadeiro pela cidade. Amor pressupõe respeito, em primeiro lugar. Respeito com sua história, suas riquezas naturais, seu cotidiano, principalmente neste momento de tanta dificuldade. Agora é hora de mais compreensão, união e trabalho. Oferecimento de sugestões, ideias, boa vontade, é o que se espera das pessoas que realmente prezam este lugar. Nada adianta semear revolta, difundir comentários ofensivos e raivosos. Quem realmente ama e respeita, não semeia praga na plantação, e sim aduba com nutrientes que tragam saúde e força. Assim devem ser nossas palavras e ações neste momento. 

Quero deixar aqui o meu presente para a cidade, um hino de amor. Algumas singelas palavras, mas que expressam meu sentimento por essa região que tanta vida me traz. Para mim basta andar por suas ruas, suas praias, seus monumentos. Observar seu dia a dia, conhecer ao máximo sua história, respirar seu ar pleno de vida. Cabo Frio viva, de pé, dinâmica à sua maneira. Lembremos que a vida segue e renova seus ciclos. As dificuldades passam, mas o amor permanece. 


Cabo Frio, cidade amada! 

Há 512 anos, descoberta. 

Há 400 anos, município. 

O seu brilho é o seu marco! 

Ancorada ao sul do continente, 

Agrada visitantes e moradores, 

Sempre desejosos de permanecerem próximos 

De seu amado coração. 

São 400 anos, 

Que nesta data abraçamos: 

13 de novembro, 2015, século XXI 

Nesta simples homenagem, 

Coloco todo meu carinho 

Por quatro séculos cumpridos 

De progresso, alegria e coragem! 


Luciana G. Rugani

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

MINHA REFLEXÃO SOBRE OS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS NA CIDADE


Ontem estive pensando em tudo que tem acontecido em nossa cidade, nos últimos tempos. E hoje, véspera dos seus 400 anos, quero compartilhar com vocês alguns pontos para nossa reflexão.

O ser humano, a vida humana, a sociedade humana, são todos compostos por vivências e experiências acumuladas a cada dia. Não somos hoje somente o que vivemos hoje. Temos nossas ações ao longo dos tempos e somos hoje resultado de tudo que vivemos até então.  

Sabendo desta realidade, temos que Cabo Frio não é o que hoje se passa. Não é uma cidade em crise, não é o caos que estão apregoando, não é um mal sem volta. Cabo Frio hoje vive um período difícil, resultado de todo um processo de âmbito nacional. A cidade vive este momento que chegaria de qualquer forma, seja qual fosse o prefeito que estivesse no comando da cidade. Só não esperávamos que chegasse de forma tão repentina, acelerada pela crise política do governo federal (caso Petrobrás). Então, penso que agora é hora, primeiramente, de olharmos para trás para angariarmos forças no que foi realizado, no que tornou-se nossa cidade até hoje. Antes, uma cidade desconhecida, com pouca infraestrutura, cheia de valões, sem água de qualidade, sem serviço organizado de limpeza, e, consequentemente, com poucos empreendedores interessados. Hoje, temos uma cidade com renome nacional e até internacional no turismo, serviços públicos organizados, ruas urbanizadas, sem os antigos valões, bairros construídos e toda a infraestrutura que foi capaz de atrair empreendedores dos mais diversos ramos. Cabo Frio tornou-se uma cidade média, e a cada ano é grande o número de pessoas que aqui vêm morar.

Agora vejamos: todas essas transformações e total reconstrução dessa cidade deu-se pelo trabalho deste que hoje é prefeito, Alair Corrêa. Isso é fato incontestável, ninguém pode negar o que este homem fez pela cidade. Então pensemos com sinceridade: é justo agora, no momento mais crítico dessa fase, em que a cidade passa por esse grave e tormentoso momento, que se faça o que fizeram nos últimos dias? Vi no face posts falando sobre a manifestação realizada ontem, e comentários raivosos e ofensivos a este que hoje é nosso prefeito, como se ele fosse o responsável por algo que já aconteceria mais cedo ou mais tarde e que se adiantou devido à crise da Petrobrás, como se ele não houvesse feito nada mais em sua vida pública! Ora, percebemos claramente que isso já é tripudiar, zombar, aproveitar para se destacar e crescer em cima da dificuldade de toda uma população. 

Outro dia me disseram no face que eu deveria era me solidarizar com a luta dos funcionários. Pois deixo aqui mais uma vez minha resposta: solidarizo sim, mas não só com os funcionários, e sim com toda a cidade, todos os setores e classes e também com o governo que vem tentando como pode resolver essa situação. Acho que o caminho agora é este, união, compreensão e trabalho, e entendo a gravidade da questão. Este não é um problema só de Cabo Frio, infelizmente nosso país vive grave crise política e econômica, e Cabo Frio sofre ainda mais forte os efeitos porque há anos e anos que o repasse dos royalties integrou-se à economia da cidade como uma poderosa fonte de recursos e a cidade ainda não havia se estruturado para ser mais independente economicamente. E isso tudo não é culpa de um prefeito ou de um só governo. É consequência de toda uma historia e final de ciclo. Como é normal ocorrerem turbulências em todo processo de transição, isso acontece agora em nossa cidade, ao findar o ciclo do petróleo. A cidade vinha sendo preparada, pelo atual governo, para tornar-se independente através do turismo, pois o fim dos royalties já era previsto, mas a crise se antecipou. Mas, mesmo assim, percebemos que, apesar de tantas dificuldades, a cidade não está tão arruinada como estão muitas outras neste país, como vemos nas reportagens que nos chegam todos os dias. 

Fica aqui então minha reflexão: olharmos para trás, vermos o tanto que conquistamos e também o tanto que nosso prefeito Alair já mostrou ter de experiência e capacidade para contornar obstáculos e trazer o desenvolvimento. Tomemos força para seguir adiante, trabalhando, criando, apoiando, mas com direção certa, sem nos deixarmos levar pelos atalhos oportunistas do caminho.

Sigamos de olhos abertos, pensando, refletindo de forma mais madura e com responsabilidade para que não sejamos massa de manobra de grupos interessados no poder pelo poder. Isso está acontecendo em nível federal, e também em nossa cidade. Vejamos que até para fazer oposição é preciso inteligência e hombridade. Para mim, oposição que ofende como ofendeu, que destrói o patrimônio público com seus atos de puro vandalismo, como fez na prefeitura dias atrás, que não busca solidarizar-se com a luta diária do governo para superar os problemas e que, além de tudo, busca pisar ainda mais forte para subir de forma torpe, para mim oposição assim é simplesmente oportunismo, o que vem comprovar uma velha frase já conhecida de todos nós, da qual não lembro a autoria: "no Brasil não se sabe fazer oposição". Que nós, cidadãos, tomemos as rédeas de nossa conduta e não nos deixemos manipular por meros oportunistas que, ao invés de buscarem juntos soluções para o problema, dele se utilizam em proveito próprio. Aproveitemos esta data para fazermos um novo tempo em Cabo Frio, tempo de cidadãos mais maduros, mais cientes de sua realidade, e menos sujeitos às manobras podres da politicagem oportunista.

Luciana G. Rugani

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

DIÁRIO CABOFRIENSE: CABO FRIO 400 ANOS! PARABÉNS!

Minha coluna de hoje no jornal "Diário Cabofriense". Leia o texto logo abaixo da foto:


Estamos na semana comemorativa do aniversário de nossa cidade. Na próxima sexta-feira, dia 13, Cabo Frio completará 400 anos desde sua fundação.

Vários ciclos de atividades econômicas se passaram. Houve a valorização da pesca, do sal, dos imóveis, do petróleo e do turismo. Hoje vivemos o fim da certeza do petróleo como alavanca do desenvolvimento, e firma-se, cada vez mais unânime, a certeza de que o turismo é a real vocação da cidade.

Cada atividade teve seu momento de auge e trouxe sua contribuição para o desenvolvimento social e cultural da cidade e para a formação de sua característica cosmopolita. A essência do desenvolvimento da cidade contempla a participação de pessoas dos mais diversos locais que aqui chegaram e deixaram seu quinhão de participação.
É tão evidente essa face cosmopolita da cidade e de sua história, que até mesmo a letra de seu hino a explicita. Eis o trecho: "Forasteiro, não há forasteiro, Pois nesta terra todos são iguais..." Vitorino Carriço, ao retratar essa característica no hino, destaca-a e a coloca em alto grau de importância, como algo a ser realmente levado em conta e respeitado pela população.

Uma cidade privilegiada pela natureza, e onde o desenvolvimento foi todo construído por pessoas vindas das mais variadas localidades e culturas, é uma cidade onde a criatividade naturalmente reina e que prospera tendo como base o que cada povo traz do melhor que há em seus estados de origem. O caráter de diversidade na constituição de sua população incentiva potencial para todos, esta é a "cara" de Cabo Frio.

E, principalmente nos dias atuais, em que vivemos um tempo difícil economicamente devido a essa transição do ciclo do petróleo para o ciclo do turismo, é cada vez mais urgente que a população cabofriense assuma definitivamente essa característica cosmopolita e se abra para o mundo, para novas ideias. Que sejam derrubadas as barreiras do preconceito de qualquer teor, que tanto leva à estagnação.

Às vezes vejo pessoas utilizando critérios vazios para "justificarem" a condição de ser cidadão cabofriense, como a "medirem" a si próprias e se compararem com outros. Comparação nunca será parâmetro, pois sempre haverá um ou outro que nos supera em algo e também nós os superamos em outras condições. Então comparação pura e simples não leva a nenhuma conclusão. Dizerem: "eu tenho X anos que estou aqui", "eu tenho um filho cabofriense", e outras falas para justificarem a própria participação e colaboração com a cidade, nada disso justifica. Nada disso mede o "ser  cabofriense".


Não é o tempo que se vive na cidade que deve dizer que esta ou aquela pessoa é "mais cabofriense" que a outra. É preciso acabar com este tipo de crença limitante que, além de nada somar em termos de benefícios, ainda ajuda a fortalecer a cultura de barganhas baseadas em interesses e condições pessoais. Uma região que quer destacar-se internacionalmente no turismo, abrir-se para o mundo, não pode abrigar pensamentos tão pequenos e limitantes, criadores de bloqueios para seu desenvolvimento.

Eu acredito que será verdadeiramente cabofriense aquele portador de uma afinidade profunda com a cidade que o leve a ter com ela uma relação onde prevaleça sempre, acima de tudo, o interesse de que seja uma cidade cada vez melhor e com mais qualidade de vida para todos que adentrarem seu território; aquele que dedique todo o respeito e cuidado com seu tesouro natural, que é a sua belíssima natureza; e que ajude a soprar a semente do amor e dedicação impulsionando as boas ideias de forma a expandir ao futuro a consciência de uma vivência realmente cidadã. E isso não precisa de "medição", isso se constrói naturalmente e cabe tanto ao cabofriense nato quanto ao cabofriense de coração.

Eu sou e serei eternamente cativa dos encantos de Cabo Frio. Seu mar cristalino, onde azul e verde se unem envoltos na branca renda que se forma da quebra das ondas; suas praias de areia fina e clara, suavemente acolhedora, sua história retratada nas fotos de Wolney e reconstruída dia a dia por seu povo, enfim, nós, cidadãos comuns, precisamos olhar com mais profundidade toda essa riqueza ao nosso redor, valorizarmos de forma mais verdadeira essa cidade, acima de qualquer interesse pessoal. Fazermos com que nossas escolhas sejam baseadas em critérios mais elevados e que possibilitarão um caminhar de fato para uma sociedade mais evoluída e menos dependente dos hábitos personalistas que se cristalizam em meio às comparações e barganhas.

Parabéns, Cabo Frio! Feliz aniversário! Que estes 400 anos possam significar realmente um novo tempo de aprendizado e de superação das dificuldades e de todo proceder que não seja mais útil para esta nova etapa que se inicia, um tempo que nos intima à reformulação de conceitos e hábitos que faça Cabo Frio abrir-se efetivamente para o mundo.


Luciana G. Rugani

domingo, 8 de novembro de 2015

CABO FRIO: EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA "CABO FRIO ANTIGO E CONTEMPORÂNEO"

Ontem foi a abertura da Exposição Fotográfica "Cabo Frio Antigo e Contemporâneo", no CAV - Centro de Artes Visuais, em Cabo Frio (RJ).

A exposição une trabalhos de fotógrafos da AFOCAF - Associação Fotográfica de Cabo Frio - e de Wolney Teixeira, fotógrafo que fez história na cidade ao deixar registradas imagens do dia a dia cabofriense entre os anos de 1930 a 1970, retratando, além das transformações paisagísticas pelas quais passou a cidade nestes anos, também os hábitos e costumes de sua sociedade.

O acervo fotográfico de Wolney Teixeira pertence à sua família. A prefeitura comprou 54 fotos, parte deste acervo, e com elas promove a divulgação da história da cidade para seus cidadãos, turistas e estudiosos.

O CAV fica em frente ao Teatro Municipal, e funciona para visitação pública de 16h às 20h, de terça a quinta-feira, e de 16h às 22h, de sexta a domingo. A entrada é gratuita.

Foi uma excelente proposta a união do passado e presente de Cabo Frio nesta exposição. Uma maneira de reforçar a ideia de que o presente e futuro se fazem a cada instante, mas só nos aproximamos do êxito quando há respeito ao passado e às experiências vividas, pois esta é a base de todo crescimento. Conhecendo o passado, compreende-se melhor o presente e planeja-se melhor o futuro.

A todos que colaboraram, tanto à Secretaria Municipal de Cultura quanto aos fotógrafos da AFOCAF, deixo aqui os meus parabéns!

Luciana G. Rugani

   
Eu , Hairon e ao centro o fotógrafo Eduardo Cerqueira dos Santos

Eu e José Facury Heluy, secretário municipal de Cultura

Eu e o fotógrafo Frederico Santa Rosa





 


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

PREFEITURA INAUGURA MAIS UMA UNIDADE DE SAÚDE EM CABO FRIO, NO BAIRRO VILA DO AR

Uma antiga reivindicação da comunidade, o novo posto de saúde irá atender os moradores da Vila do Ar

O prefeito Alair Corrêa inaugurou nesta quarta-feira (4/11) a Unidade Básica de Saúde da Vila do Ar. Uma antiga reivindicação da comunidade, o novo posto de saúde irá atender os pacientes que antes eram atendimentos no ambulatório do Hospital do Jardim Esperança e na Unidade Básica de Saúde do Porto do Carro. 

- A comunidade está feliz com mais essa conquista. Ter uma unidade de Saúde próxima de casa era uma antiga reivindicação da população, que agora não precisa mais se deslocar até o Jardim Esperança ou Porto do Carro para ter atendimento médico - disse a coordenadora de Atenção Básica de Saúde, Jorgete Rego. 

A nova unidade de saúde tem sala de vacina, de curativos, nebulização e consultório odontológico. 

- O espaço é mais amplo e a população terá conforto durante o atendimento - disse o secretário de Saúde de Cabo Frio, dr. Carlos Ernesto Dornellas. 

- Mesmo com todas as dificuldades que estamos enfrentando, estamos conseguindo progredir com a Saúde e prestar um melhor atendimento ao morador de Cabo Frio - finalizou o prefeito Alair Corrêa. 

Texto: Alexandra de Oliveira | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde 
Fotos: Horácio CFZone

 


 


terça-feira, 3 de novembro de 2015

JORNAL O CIDADÃO - CABO FRIO EM DESTAQUE: RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO MÊS DE OUTUBRO

Minha coluna no jornal O Cidadão

Cabo Frio em “DESTAQUE”

Dia 1º de novembro de 2015




– No dia 9, o prefeito Alair Corrêa inaugurou a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Itajuru, localizada no antigo prédio da Prolagos. Agora a unidade conta com sala de vacina e consultório odontológico, além de uma sala independente para curativos. A UBS atenderá moradores de outras 13 comunidades da cidade. Também funcionará como Polo de Marcação de Consultas para o PAM de São Cristóvão.

– Mesmo com todas as dificuldades que estamos enfrentando, estamos conseguindo progredir com a Saúde e prestar um melhor atendimento ao morador de Cabo Frio – disse o prefeito Alair Corrêa. 

– Apesar da crise financeira e da queda na arrecadação dos royalties, o governo Alair Corrêa prossegue na construção de uma nova Tamoios: 
* – foram asfaltadas mais de 120 ruas e outras seguem sendo asfaltadas; 
* – a Escola Modelo da Rua 12, em Aquarius, está em fase final de acabamento. A unidade escolar tem capacidade para 800 alunos, divididos em dois turnos, além de uma creche. A estrutura da nova escola inclui biblioteca, anfiteatro, auditório, sala multifuncional, sala de informática, quadra poliesportiva, refeitório e bicicletário; 
* – reforma de várias escolas; 
* – reforma da orla; 
* – serviço de ônibus universitário gratuito para os estudantes; 
* – reforma do DPO; 
* – doação de terreno para construção da segunda Delegacia Legal do Município, que atenderá a população de Tamoios. 
E ainda, a partir de novembro, Tamoios terá sua feira livre, que será realizada às margens da Rodovia Amaral Peixoto, na área em frente ao Espaço de Eventos. A feira terá quatro modalidades: artesanato, produtores rurais, variedades e alimentação, que serão divididas em cores diferentes para facilitar a visualização. A previsão é que a feira aconteça todos os sábados a partir das 7:00h. Já são mais de 200 expositores inscritos. A equipe da Secretaria Municipal de Agricultura avaliará a aceitação do público para pensar a implantação, futuramente, de outras feiras no distrito. 

– O Projeto “Alimentando com Dignidade”, promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), voltou ao bairro Jacaré, auxiliando com cestas básicas cerca de 300 famílias cadastradas. O projeto abrangerá vários bairros da cidade, trazendo alívio para famílias carentes que precisam dessa ajuda. 

– O bairro do Peró ganhou uma base móvel da Guarda Civil Municipal na Praça do Moinho, para auxiliar no ordenamento do trânsito. A prefeitura já planeja o ordenamento e apoio à segurança na alta temporada da cidade. 

– A prefeitura implantou novo sistema de estacionamento rotativo na cidade. As tarifas do “Estacionamento Rotativo” nos bairros Centro, Gamboa e no Mercado do Peixe são as seguintes: R$1,00 pelo período de 1 hora/fração ou excedentes para veículos com placa de Cabo Frio; e R$ 2 para veículos com placa de outro município por período de 1 hora/fração ou excedentes. A tarifa do “Estacionamento Vaga Certa” para veículos com placa de Cabo Frio será de R$ 3 por período de 12h/fração e excedentes. Veículos com placa de outro município serão tarifados a R$ 10 pelo período de 8h às 18h/fração e a R$ 6 pelo período de 18h as 23h/fração. Para estacionar nas áreas regulamentadas, basta adquirir junto a um controlador de estacionamento os talões que deverão ser colocados dentro do veículo em local visível. 

– O prefeito Alair Corrêa anunciou mais algumas medidas no combate à crise financeira. Em reunião no Teatro Municipal, o prefeito comunicou a todos os permissionários de quiosques, bancas de peixe e box da feira de artesanato que, a partir de agora, todos terão que pagar luz elétrica. De acordo com dados da Prefeitura, são cerca de 250 quiosques da orla e em praças, bancas de peixe e boxes de artesanato que terão a rede elétrica normalizada, e a medida foi tomada devido à necessidade de redução de gastos públicos. Aplaudimos essa medida do prefeito. É justo que cada um pague por aquilo que consome, pois assim o consumo de uns não onera os demais. 

– A prefeitura realizou, no dia 26, o primeiro fórum de resíduos sólidos do município com o objetivo de chamar a sociedade para participar das políticas ambientais. A coordenação do fórum é competência da Secretaria de Meio Ambiente (SEMA), e contou com a presença dos donos de restaurantes da Orla do Forte e do Boulevard Canal, além do assessor do secretário do Meio Ambiente de Rio das Ostras, Antônio Leite, que falou sobre o sucesso das medidas que foram adotadas naquele município. A proposta é para que os comerciantes tenham um prazo de 15 dias para se adequarem às normas de fiscalização. Serão distribuídos folhetos explicativos para todos os comerciantes, com instruções sobre o manuseio dos resíduos e horários para serem coletados pelo poder público. 

– O Hospital da Mulher foi avaliado pelos avaliadores do projeto Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) e obteve louvor pelo cumprimento de todos os itens exigidos. O IHAC foi idealizado em 1990 pela Organização Mundial da Saúde e pela UNICEF. 

– A equipe feminina do Clube Náutico de Cabo Frio foi a campeã do Campeonato Brasileiro de Canoas Havaianas que aconteceu na Praia do Forte, nos dias 3 e 4. Já no masculino, a vencedora foi a equipe santista da Taho’s. Os vencedores garantiram a vaga no Sul-Americano, que acontecerá em Santos (SP) entre os dias 18 e 21 de novembro. No masculino, a equipe de Cabo Frio, a He’ eNalu, ficou em quarto lugar. 
Além do título brasileiro e da vaga para o Sul-Americano, as equipes femininas do Clube Náutico ficaram com o primeiro lugar nas categorias máster e interbase, ambas com 6 km. 
Foram arrecadadas, com as inscrições, um total de 300 latas de leite em pó, que foram doadas para a Pastoral Familiar da Igreja Católica de Cabo Frio, no bairro São Cristóvão. 

– A paratleta Aline Lopes levou Cabo Frio ao pódio por cinco vezes. Do Campeonato Mundial de Canoagem em Milão, na Itália, trouxe pra Cabo Frio a medalha de bronze. Participaram mais de 1700 atletas de 101 países representados. De Milão, foi direto para o Campeonato Brasileiro em Curitiba, onde conquistou mais dois Ouros e duas Pratas. Aline já coleciona mais de trinta medalhas representando Cabo Frio no Brasil e no mundo. A atleta, moradora de Cabo Frio há 25 anos, foi homenageada no Campeonato Brasileiro de Canoas Havaianas. 

– Alunos do 6º período do curso de Comunicação da UVA (Universidade Veiga de Almeida), por meio do projeto SEMEARTE, montaram uma biblioteca no Hospital Municipal da Criança. O projeto tem o objetivo de promover entretenimento através da leitura para crianças internadas no hospital e aos seus acompanhantes. Quem quiser pode colaborar doando livros, gibis ou até mesmo outros tipos de doações. Para saber mais e conhecer o ponto de coleta mais próximo, basta curtir a fanpage do projeto no facebook. 

– Acontecerá nos dias 5 e 6 de novembro o Workshop Espaço Darwin, na Escola Agrícola Municipal Nilo Batista, em Tamoios. O workshop é promovido em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SECMAA). Serão apresentados resultados das pesquisas que vêm sendo realizadas no entorno da Fazenda Campos Novos e as perspectivas futuras do Espaço Darwin, com palestrantes de instituições parceiras. Representantes de associações, entidades e instituições, escolas e moradores da região estão convidados. As inscrições já estão sendo feitas pelo e-mail da Secretaria de Agricultura: agriculturacabofrio@gmail.com. 

– Cabo Frio receberá 34 navios da empresa MSC para a temporada 2015/2016. A prefeitura tem feito investimentos para aumentar o número de escalas de transatlânticos na cidade. Dentre estes investimentos, estão estudo de novos pontos de fundeio para possibilitar maior estabilidade e conforto do transporte dos passageiros do navio ate o terminal; confecção de material promocional para distribuição aos turistas; e apoio da Guarda Marítima e Ambiental. Estima-se que mais de 73 mil turistas e 23 mil tripulantes cheguem à cidade durante o próximo verão. 
Para melhor atendimento aos turistas, a Secretaria de Turismo montou uma Central de Atendimento ao Turista (CAT), que conta com recepcionistas bilíngues para orientação e sugestão de passeios. O CAT oferece também material de divulgação, como mapas e opções de roteiros culturais, religiosos, lazer e de compras. 


Fonte das notícias: site da PMCF 

Luciana G. Rugani
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...