Pular para o conteúdo principal

SHOW DE FOGOS EM CABO FRIO TEM IMPORTÂNCIA VITAL PARA O TURISMO

Navegando na internet, descobri um site de Recife que trata dos grandes eventos festivos do Brasil (http://confiramais.com.br/reveillon-brasil-ano-novo-programacao/). Este site coloca Cabo Frio entre os 10 melhores lugares do Brasil para passar o ano novo e destaca o tradicional show de fogos. Muitas pessoas se programam durante todo o ano para vir lá do nordeste, do sul ou até de outros países, para conhecer a cidade nesta época e apreciar este famoso evento que há muitos anos deixou de ser um evento regional. Sua importância para o turismo da cidade é o mesmo que a importância dos fogos de Copacabana para o Rio. E essas pessoas esperam encontrar aqui as tradicionais atrações, como o show de fogos por exemplo, que já é famoso como o 2º maior do estado do Rio. 

É importante lembrarmos também que, devido à crise nacional, muitos turistas que viajariam para o exterior vão preferir destinos nacionais, e entre eles, Cabo Frio. Matéria do G1, do dia 23, (http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2015/12/hoteis-de-cabo-frio-rj-tem-alto-indice-de-ocupacao-no-fim-de-ano.htmlabordou este assunto e reafirmou a alta taxa de ocupação dos hotéis nessa época (perto de 100%). Os mais tradicionais hotéis da cidade já esgotaram suas reservas para este ano.

Valorizar estes eventos tradicionais é questão de sobrevivência da cidade. Preservar o status conquistado nos roteiros turísticos é essencial para a sobrevivência econômica, não somente no futuro, mas no presente também, pois o turismo é a atividade que mais precisa ser promovida e incentivada no momento. Quem realmente quer o bem da cidade não deve torcer contra, desestimulando sua principal fonte de recursos nessa época de alta temporada. 

Entendo que a cidade passa por dificuldades das mais diversas, porém entendo também que o tradicional show de fogos de réveillon não é simplesmente uma apresentação pirotécnica, mas sim uma atração mundialmente conhecida e procurada por turistas nessa época, faz parte do calendário oficial de eventos e atrai todos os anos mais de 1 milhão de pessoas que lotam os hotéis e comércio em geral, por isso vejo-o como um investimento. Neste tempo de crise, há alternativas para seu custeio. Pode, inclusive, ser realizado através de parceria com iniciativa privada, reduzindo assim o ônus do poder público. Mas não pode faltar, pois é um investimento que ajuda a perpetuar o nome da cidade no turismo. 

Precisamos ter visão estratégica de futuro, e lembrar que é o esforço de agora é que garantirá a prosperidade do amanhã. Em nome das dificuldades, não devemos abrir mão da posição que já conquistamos. Devemos sim arregaçar as mangas e buscar alternativas. Se vivemos tempos difíceis, é essencial que haja ainda mais trabalho para preservar nossas conquistas e perpetuá-las no futuro. 

Luciana G. Rugani

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto.
A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos problemas …

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice, não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste, lame…

POESIA "COM LU", DE HAIRON HERBERT DE FREITAS

Linda, maravilhosa poesia!!

Com Lú
O amor não acaba, o amor só aumenta. Experimente uma frase, Espere mais e comente.
Seja velho, seja jovem, Esqueça o tempo que passou. O momento é agora, Aproveite tudo com amor.
Não chore, não clame, Seja firme, seja honesto. Não viva mau seus sentimentos, Aos restos estranhos, acalento.
Contudo o amor revigora, Mesmo no atrapalho da hora, Volta sempre sem demora.
O amor é sem fim, É eterno em mim, Consciente estou, Quando estou com amor.
Hairon H. de Freitas 15/7/2019