Pular para o conteúdo principal

CABO FRIO RECEBE BRASIL X HOLANDA NO HANDEBOL FEMININO NESTE DOMINGO (31)

Duas das postulantes a medalhas se enfrentam na reta final da preparação para os Jogos Olímpicos


Campeã mundial em 2013, a Seleção Brasileira Feminina de Handebol retorna a Cabo Frio para mais uma partida amistosa. O time, que está na fase final da preparação para os Jogos Olímpicos, enfrenta a Holanda, atual vice-campeã mundial, em partida marcada para o domingo (31), ao meio-dia, no Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto.

A seleção brasileira está no Rio de Janeiro desde sexta-feira (22), trabalhando em busca da tão sonhada - e inédita - medalha olímpica no handebol. O grupo treina no CCFEx-Centro de Capacitação Física do Exército, no bairro da Urca, e fará, antes da estreia nos Jogos, três amistosos.




Os dois primeiros serão realizados contra a Holanda, nesta quinta-feira (28), no CCFEx; e no domingo (31), em Cabo Frio. O último amistoso da fase de preparação será contra a Argentina, na próxima terça-feira (2), novamente no CCFEx. Somente o jogo em Cabo Frio será aberto para a imprensa e para o público.

Não é a primeira vez que a Seleção Feminina de Handebol vem a Cabo Frio na fase de preparação antes de uma competição Internacional. Em 2013, o Brasil venceu a Áustria por 36 à 23, antes de disputar, e vencer, o Pan-Americano na República Dominicana.

A Seleção Holandesa, adversária do Brasil na partida de domingo, foi a grande sensação do Mundial realizado na Dinamarca, em dezembro do ano passado. O time desbancou favoritos como Espanha, Romênia e Polônia e chegou à decisão de uma competição internacional pela primeira vez, repetindo, em parte, o feito da seleção brasileira, dois anos antes, na Sérvia.

As delegações de Brasil e Holanda têm chegada prevista a Cabo Frio na sexta-feira (29), ao meio-dia. A partir das 17h, serão realizados os primeiros treinamentos, no Ginásio Poliesportivo.

Os ingressos para a partida serão trocados por um 1 kg de alimento não-perecível. Os donativos arrecadados serão doados para a APAE e para o Centro de Atenção ao Jovem Espaço Feliz, organização não-governamental que tem sua sede no bairro do Jacaré.

A Prefeitura vai montar um stand para a troca dos ingressos na Praça Porto Rocha, no centro, na sexta-feira (29) e no sábado (30), das 9h às 17h. Os ingressos restantes poderão ser trocados também no domingo pela manhã, no Ginásio Alfredo Barreto. Cada quilo de alimento doado dará direito a um ingresso.

Preparação em busca da medalha

A seleção brasileira feminina estreia nos Jogos Olímpicos no dia 6 de agosto, diante da Noruega, atual bicampeã olímpica e campeã mundial. As duas seleções integram a chave A, que é completada por Romênia, Montenegro, Espanha e Angola. A Holanda, adversária do amistoso em Cabo Frio, está no grupo B, ao lado de Rússia, Suécia, França, Argentina e Coreia do Sul. Na primeira fase, as equipes se enfrentam em cinco rodadas, classificando-se as quatro com maior pontuação para as quartas de finais.

O técnico, Morten Soubak, ressaltou que este é um período para lapidar todo o trabalho que vem sendo feito, cada vez mais focado nos adversários da primeira etapa. "O mais importante nessa fase será dar continuidade aos treinos que temos feito, pensar nos detalhes e melhorar o que é preciso. Queremos trabalhar a base que temos treinado desde o início", contou. "Vamos falar também dos adversários, mas a ideia é gastar mais energia pensando nos três primeiros e, a medida que formos jogando, passamos a estudar mais profundamente os próximos", disse Morten.



A seleção conta com as goleiras Bárbara Arenhart (Vaci NKSE-Hungria) e Mayssa Pessoa (WHC Vardar-Macedônia); as armadoras - Deonise Fachinello (HC Odense-Dinamarca), Eduarda Amorim (Gyor Audi ETO-Hungria) e Mayara Moura (EC Pinheiros-SP); as centrais Ana Paula Rodrigues Belo (Bucarest-Romênia) e Franciele Gomes da Rocha (Vegus/Guarulhos-SP); as pontas Alexandra Nascimento (Vaci NKSE-Hungria), Fernanda França (Bietgheim-Alemanha), Jéssica Quintino (HC Odense-Dinamarca) e Samira Rocha (OGC Nice-França); e as pivôs Daniela Piedade (Fehervar FKC-Hungria), Fabiana Diniz 'Dara' (Bietgheim-Alemanha) e Tamires Morena Araújo (Gyor Audi ETO-Hungria).

SERVIÇO
AMISTOSO INTERNACIONAL DE HANDEBOL FEMININO
BRASIL x HOLANDA

31/7/2016 - Domingo - 12h
Local: Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto | Rua Henrique Terra, s/n - Portinho
Ingresso: 1 kg de alimento não perecível
Postos de Troca: Praça Porto Rocha (sexta e sábado, das 9h às 17h); Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto (domingo, a partir das 9h).

Texto: Anderson Lopes
Fotos: Cinara Piccolo / Photo&Grafia

Comentários

  1. Que maravilha para Cabo Frio e para nós que teremos aqui pertinho essas duas seleções. Logo que o Ginásio foi inaugurado, fui ver amistosos da seleção brasileira de voley feminino. Foi muito bacana torcer por esse time de ouro. Agora terei de novo essa oportunidade com as meninas do Handbol. Fui jogadora no tempo do ginásio e tenho uma recordação, o dedo minimo, quebrado. Diga - se de passagem, eu era péssima, em qq jogo, não só nesse, mas sempre gostei muito de jogos em equipe, gosto muito de torcer ! Kkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CIDADANIA NOS DIAS ATUAIS

Cidadania é um termo cujo significado encontra-se em constante evolução, sendo modificado e ampliado através da história. Já esteve ligado somente ao exercício de direitos e deveres políticos, mas hoje, devido à evolução das relações sociais, possui um alcance muito maior que envolve também a questão da participação dos membros da sociedade em prol do bem comum. Há alguns anos atrás, os meios de participação social eram restritos, e daí também o conceito de que cidadão era aquele sujeito detentor do direito de voto. A nossa atual constituição federal trouxe enorme contribuição para a ampliação da noção de cidadania, através da instituição de diversos instrumentos de participação popular. Foi um grande passo, e por isso é chamada de “constituição cidadã”. A partir daí, algumas questões onde o abuso era mais evidente ganharam destaque e contribuíram ainda mais para a evolução da cidadania, como é o caso das questões de proteção aos direitos do consumidor e do agigantamento dos

DEMOLIÇÃO DOS QUIOSQUES NA PRAIA DAS CONCHAS E ILHA DO JAPONÊS

Na sexta-feira passada (15), aconteceu a demolição de quiosques na Praia das Conchas e na Ilha do Japonês por fiscais do INEA. Incrível a forma autoritária como as coisas acontecem hoje! Parece que o desrespeito e a força têm sido os principais instrumentos para atingir os objetivos! A questão ali estava sub judice , não havia ainda sentença determinando a demolição, como podem ver abaixo na tramitação do processo. E ainda, a forma como foram feitas as demolições revela total despreparo. Não respeitaram os carrinhos de ambulantes ali guardados, destruíram TUDO, quebraram vidros sem o menor cuidado e preocupação, deixando os pedaços espalhados pela areia da praia, agredindo aquele ambiente natural. Muito triste ver como tornou-se comum resolver as coisas "na marra". Falta total de respeito com anos de trabalho, afinal os quiosques pertenciam a trabalhadores e foram demolidos sem decisão judicial para tal. Seria muito bom saber o que a prefeitura tem a dizer sobre esse triste,

TEXTO EXCELENTE SOBRE RESILIÊNCIA

Como se forma um gênio como o escultor Auguste Rodin?   por Regis Mesquita   Blog www.psicologiaracional.com.br Em 1840 nasceu um gênio chamado Auguste Rodin? Não, ele se tornou um gênio , nasceu com potencialidades, vocações e plano de vida. A sua genialidade foi o fruto final de um longo processo de estudos, tentativas, erros, treinamentos, aprimoramentos, fracassos. Para cada obra bem feita, ele deve ter tido pelo menos uns 400 fracassos. Olhando pelo lado da proporção, o genial Rodin foi um fracassado. O pior vem agora: para cada obra Genial, para cada "obra prima", ele deve ter tido pelo menos uns mil fracassos (obviamente, estes números são projeções minhas). Rodin era pobre, foi rejeitado três vezes ao tentar entrar em escolas de artes. Mas, ele tinha uma arma infalível: ele brincava com a arte. Em nossa sociedade nós dizemos: "isto não é brincadeira, vamos fazer as coisas com seriedade. Se seguisse este preceito, Rodin teria si