sábado, 18 de novembro de 2017

AINDA SOBRE ONTEM: DESABAFO

É lamentável, triste e deprimente a votação de ontem na ALERJ, em que a maioria votou a favor da soltura dos deputados que foram presos em razão da sentença proferida por unanimidade pelo Tribunal Regional Federal da 2ª região. Lamentável, porém bastante previsível, pois, atualmente, os que intitulam-se representantes do povo são apenas representantes dos seus próprios interesses. O foco deles é a carreira politica e nunca os interesses do povo. Preferem ir contra a vontade popular, dar as costas à população e manter o apoio dos partidos que lhes são mais convenientes, que lhes proporcionam mais recursos financeiros na caminhada política. Ou, quem sabe, decidem favoravelmente aos corruptos por medo de uma provável futura delação, pois o que não falta hoje na política é telhado de vidro.  Preferem se garantir e não têm coragem de bancar suas decisões de acordo com o dever que lhes cabe como servidores do povo, que é o que são enquanto investidos naquela função.

Agora resta-nos aguardar o questionamento da votação junto ao STF, que será feito pela AMB - Associação dos Magistrados Brasileiros.

Democracia de fachada: este é o sistema em que a gente vive, infelizmente. Isso não é e nunca foi representatividade popular. O Brasil está doente de corrupção, todos seus poderes fazem o mesmo jogo, o seu tribunal maior é o órgão encarregado da blindagem dos corruptos e é o responsável por criar artimanhas e brechas sempre para favorecer os interesses de carta marcada. Não há outra saída, a não ser uma intervenção militar para colocar pra correr essas quadrilhas. 
Não há outra saída!

Luciana G. Rugani

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...