sexta-feira, 17 de junho de 2016

REABERTURA DO HOSPITAL DO JARDIM ESPERANÇA

 Hospital do Jardim Esperança reabre e ganha a confiança da população

Dona Odete foi a primeira paciente na emergência do Hospital Municipal Otime Cardoso dos Santos, no Jardim Esperança, após a reabertura da unidade hospitalar nesta quinta-feira (16). Aos 82 anos, dona Odete teve um desmaio e passou mal em casa. Ela chegou ao hospital acompanhada pela filha.

“Em trinta minutos ela passou pela triagem, foi atendida pelo médico, fez um eletrocardiograma, foi medicada e estamos indo embora, muito satisfeitas com o atendimento, já com o encaminhamento para agendar o cardiologista, disse a filha de dona Odete”, Rosilene Viana.

O Hospital ficou fechado durante quase dois meses para reformas após ter sido depredado por moradores do bairro. O prédio foi todo reformado, portas e janelas ganharam grades para maior segurança de funcionários e usuários, e a partir de agora, o policiamento é 24 horas por dia.

“Estamos terminando de fazer uma entrada para o posto da polícia militar por dentro do hospital. O estacionamento da PM será no interior do hospital, então as viaturas estarão o tempo todo circulando aqui. Com essa entrada do DPO direto para o hospital, qualquer problema que acontecer aqui, os policiais vão conseguir ouvir, explicou a diretora geral da unidade”, Tânia Felizberto.

E as mudanças não param por aí! O muro do estacionamento aumentou, e o local ganhou um portão de ferro com guarita para a Guarda Municipal. A entrada de ambulâncias no trauma também ficou melhor. Antes, as ambulâncias tinham que manobrar dentro do estacionamento para poder deixar o paciente. Agora, com o recuo do portão do estacionamento, as ambulâncias não precisam mais entrar no prédio e o trauma ganhou uma rampa para facilitar a passagem das macas.

As duas recepções também estão mais seguras com grades para proteção dos funcionários. Na emergência, uma antiga reivindicação da população foi atendida, e os consultórios foram separados por divisórias. Além disso, o atendimento ganhou agilidade com a implantação da triagem para a classificação de risco dos pacientes.

“Agora a triagem é feita pela enfermagem que faz o primeiro atendimento e separa as emergências como na Upa, então, os pacientes mais graves são atendidos na frente”, disse a diretora médica, Andiara Braga.

Segundo Andiara, a partir de agora, o trauma com 4 leitos, também conta com o acompanhamento de um fisioterapeuta. São 5 clínicos atendendo em cada plantão da emergência e dois pediatras por dia, sendo que a estrutura comporta mais um profissional da área de pediatria.

“No nosso planejamento queremos funcionar com 3 pediatras por dia, mas ainda estamos contratando esses profissionais. Estamos com dois por dia, recebendo currículos para contratação imediata”, completou.

O prédio ganhou uma capela mortuária e toda a estrutura foi reformada. As portas são de ferro com fechadura automática. Os corredores ganharam sinalização e a emergência foi ampliada com um box de enfermagem para medicação, repouso, hidratação e inalação. As paredes foram pintadas e poltronas reformadas. A emergência também foi separada do ambulatório para melhor organização.

“Essa separação entre a emergência e o ambulatório é nova. Dessa forma aumenta a segurança, assim como, também foi limitado o acesso ao segundo andar. A sinalização interna e externa também vai ajudar a melhorar a circulação na Unidade Hospitalar, disse a diretora administrativa”, Tayane Cândido.

Texto: Alexandra Oliveira | Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Saúde
Fotos: Alexandra Oliveira

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...